Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Entre Amigos: Trepada na Serra

Tenho 54 anos e essa trepada na serra aconteceu a uns 6 anos atras. Um certo dia ao sair de uma festa em uma cidade vizinha a que moro, dei carona a 3 rapazes entre 19 e 22 anos, um deles, Renato de 22 anos era meu colega de trabalho, os outros dois, Allan de 19 e Erick de 20 anos eram conhecidos comuns, mas nâo de amizades.

Nós quatros havíamos bebidos na festa, porem, não na mesma turma, e dentro do meu carro eu levava um litro de vodka o qual foi visualizado por Renato que vinha no banco do carona. No caminho de volta para nossa cidade, em meio a uma lua cheia e um claro belíssimo, Renato me sugeriu tomarmos aquele litro de vodka em um certo ponto do alto da serra, haja visto que a estrada cortava a mesma e de la se admirava o clarão das luzes de nossa cidade.

Entramos então por uma estrada de chão que dava acesso a um lugar que chamamos aqui de mirante. Há, no lugar alguns bancos de troncos de madeiras feito pela propria natureza, como também algumas pedras que servem de assentos para quem vai la admirar a paisagem. Estávamos bebendo a vodka a cowboy, pois não tínhamos gelo e nem laranjada para adir.

No meio de papos aqui, e papos ali, Erick entrou no no assunto em forma de brincadeira sobre, fodas, putarias, trepadas em fim, coisas de sexo. Foi quando Allan sugeriu que ficássemos todos de pau duro para ver quem tinha o pau maior e mais grosso, fiquei envergonhado e disse que eu estaria fora. Eles zuaram dizendo que eu tinha medo porque com certeza meu pau era o menor, sorri e disse pois façam vocês a aposta, foi quando Renato, meu amigo, disse: ta certo vamos ficar de pau duro nós três e voce julga qual maior, Erick entrou na conversa e disse, não julgar não, voce vai medir com uma varinha e quebrar no tamanho que for nosso pau, encarei na boa e aceitei.

Eles começaram a roçar as mãos por cima das cuecas, até seus paus tomarem formato de ferro, confesso que aqueles movimentos estava me deixando excitado e babando de vontade, mas me mantive omisso ao meu desejo, foi quando eles botaram os paus pra fora e começaram a punhetar-se para seus paus tomarem tamanho maior e para minha grande surpresa me deparei com três paus bem duros, grande e de certa formas grossos e latejantes ali bem na minha frente.

Erick foi o primeiro a se aproximar de mim e quase esfregou o pau na minha cara, pois eu estava sentado num tronco de arvore, ele disse, mede ai, peguei a varinha e meio tremulo fiz a medição, primeiro de Erick, depois Allan e por ultimo do meu amigo Renato, que olhou pra mim e disse com cara de safado, e falou em voz baixa: Gostou do tamanho e da grossura e sorriu maliciosamente mordendo os lábios.

A vontade foi de dizer gostei, mas fiquei tranquilo, afinal éramos colegas de trabalho. Mas quando achei que tinha acabado e eles mesmo conferiram as varinhas, evidentemente a de Renato era maior e mais grossa, mas não muito do que as outras, foi quando fui surpreendido com Renato que me perguntou: Se voce tivesse que escolher umas das três pra lhe comer, qual voce escolheria? eu respondi, ta louco Renato? ao que ele retrucou, eu sei que voce é chegado uma rola, e completou, diz ai, to a fim de comer um cu gostoso e grandão que nem o seu... uma mistura de desejo com medo me fez tremer em achar que se Renato fosse me comer, os outros dois iriam querer também.

Dito e feito, os outros dois disseram, a se vai ter cu para o Renato vai dar pra nós também. E foram se aproximando de mim com suas rolas duras em minha direção, juro que resisti, mas Renato chegou perto de mim segurou minha cabeça e esfregou seu pau na minha cara e disse: Anda caralho, abre essa boca, porque nós vamos foder seu cu por bem ou por mal. Assim obedeci e ele meteu seu pau me engasgando e ele metia e tirava seu pau num vai vem, foi quando os outros dois se aproximaram e intercalavam as metidas dos paus na minha boca.

Erick, disse tira a roupa e eu disse: Não, eu chupo vocês ate gozarem, mas atras não. Ele interrogou: como é que é??? eu quero meter todinha no seu cu, sem dó, bora! Ai eles me levantaram quase que a força, e tiraram minha roupa e pra endoidarem mais eles, eu vestia um fio dental que foi rasgado violentamente por Erick que me fez encostar numa pedra com a bunda virada pra eles três. Só ouvia eles dizendo: viu sé? Um rabão desses ainda com um fio dental todo dentro, agora quem vai entrar nessa buraco são nossos paus, ai Erick afastou minhas nádegas, cuspiu na cabeça do pau e meteu sem dó mesmo.

Eu gritei, mas logo meus gritos foram calados com Renato enfiando o pau na minha boca. Erick numas dessas metidas encheu meu cu de porra e Allan enchia minha boca. Dai Renato, foi la atras e meteu melecando seu pau na porra do Erick que escorria do meu cu. So senti aquele jato quente soltando dentro de mim, que imediatamente ele tirou de dentro do meu cu e socou o resto do gozo na minha boca. Ficaram os três esmoirecidos e eu me limpando com papel higiênico e com o cu em chamas que nem aguentava passar o papel. Pela primeira vez fui comido quase em estupro por três lobos famintos...

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/KIKINHO SEM LIMITES



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

22/07/2016 18:19:06 - Caracas, gostaria de ser estuprado deste jeito, nunca fiz com mais de um, sera que aguentaria? axho que sim né? kkkk adorei. abraços.....

20/07/2016 21:12:57 - Sou doido pra isso acontecer comigo quero tanto dar pra mais de uma pica por dia

20/07/2016 19:04:46 - Um conto bem entusiasmante.

20/07/2016 18:35:53 - Gostei mas poderia ter contado mais.

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente