Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Entre Amigos: Dei muito na minha primeira vez

Sou moreno, magro, olhos e cabelo negros. Sou bissexual, mas nunca contei à família. Podem me chamar de Bernardo (fictício).

Perdi minha virgindade faz pouco tempo (3 semanas), ainda lembro com um sorriso no rosto e um pau latejando. Perdi com Rafael (real), um garoto com quase as mesmas características, mas ele tem cabelos castanhos.

Eu passei o dia na casa desse "amigo" no qual eu já trocava mensagens quentes. Depois de muito tempo sabia que finalmente eu seria arrombado. Os pais dele não estavam em casa, então já cheguei o beijando. Ele trancou a porta e fomos para o quarto dos pais dele. Após alguns minutos beijando aqueles lábios e chupando aquela língua decidi começar a brincadeira.

Tirei sua camisa, entrei com minha língua em sua boca novamente mas tirei e fui descendo, enquanto isso apertava seu pau com minha mão, sentia seu pau pulsar. Lambi sua garganta e fui descendo até seu peito. Ele já gemia, daí fui descendo e deixando o rastro de saliva até que cheguei em sua bermuda. Tentei retirar com a boca, mas logo usei minhas mãos. Então apenas uma fina cueca me separava daquele caralho delicioso que já expelia um líquido dos deuses. Dava para vê-lo.

Comecei lambendo. Passava minha lingua para cima e para baixo e tirei com os dentes. Chupei como se não houvesse amanhã, chupei com toda minha força. Não era muito grande, conseguia ir até as bolas. Chupei e chupei, deixei bem melado. Ele disse então que estava na hora de me comer. Queria meu cú. Eu com meu fetiche pela submissão falei que daria, faria tudo pelo meu mestre, eu estava ali para satisfaze-lo.

Antes da penetração ele lambeu meu rabo, foi uma das melhores coisas que já experimentei. Sua língua entrava e saia, ele cuspia e depois lambia de novo, colocou um dedo molhado e deu alguns tapas em minha bunda. Me chamava de vadia e eu falava que era a putinha dele.

Ele deitou e eu subi, ajeitei seu pau na entrada do meu cuzinho que estava bem molhadinho, desci bem devagar, queria sentir aquela primeira experiência, seu pau me tocava e eu gemia, era um urro de dor e prazer.

A coisa começava a ficar mais rápida e eu falava que queria mais, queria que ele socasse tudo, queria sentir toda sua vara naquele cuzinho. Eu era dele para ele arrombar. Ele me dizia que iria me comer o dia inteiro, que iria me fazer sangrar.

Ele falou que iria gozar, mas eu não queria que ele tirasse seu pau. Então pedi para que gozasse dentro de mim, quando gozou eu acabei gozando junto de tanto tesão. Não aguentava mais, depois de gozar eu chupei ele mais um pouco, ele lambeu meu cú e toda a porra que lá tinha.

Nos beijamos trocando saliva e porra. Fiquei com o pau dele na minha boca por mais um tempo, eu gostava de ficar chupando ele, mas eu estava cansado. Depois de algumas horas voltamos. Planejamos de nos encontrar daqui a 4 dias.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/Não



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

27/07/2016 20:28:17 - Que delicia, adoro mama uma rola bem gostoso, delicia um pau duro na boca. valeu abraços...

26/07/2016 22:27:23 - Hmmm que delicia.. adoro sugar o a cabecinha ate ver o companheiro gemer....

26/07/2016 09:04:09 - hummm,kkkkkkkkk,sério não dar pra esquecer mesmo.

26/07/2016 07:40:30 - AMEI A SUA EXPERIENCIA AINDA SIOU VIRGEM BEIJOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente