Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Entre Amigos: Fazendo o que desejava quando novo

Quando era mais novo, ficava admirando as mulheres que vinham provar roupas com a minha avó, já tinha feito vários furos nas janelas e na porta para poder ver bem direitinho cada uma, um dia, uma mulher muito tesuda, mãe de um grande coleguinha foi para provar uma calça e quando ela foi tirar a que estava usando a sua calcinha arrebentou e quando ela foi embora eu notei que ela acabou esquecendo a calcinha, quando minha vó saiu com ela e se despediu, eu fui ao quarto e peguei a calcinha, e fui ao banheiro tocar uma punheta cheirando a calcinha daquela tesuda, depois acabei costurando e testando se ficava bem, só que meu primo entrou em casa e me pegou com a calcinha enterrada no rabo, o Filha da mãe espalhou para a gurizada, o tempo passou e nunca mais se falou nisso.
A algum tempo atrás estava no shopping perto de casa quando encontrei um coroa que ficou me olhando com uma cara de conheço ou não, quando passei por perto ele perguntou se me conhecia, eu disse que eu não lembrava, foi quando ele falou no meu ouvido, não é o Markus calcinha da tia? fiquei frio, olhei pra ele e perguntei quem era? Foi então que se revelou um garoto mais velho da nossa juventude, hoje com seus 56 Anos, fora de forma mas ainda com um belo sorriso, disse que estava no bairro para se desfazer da casa da família e que estava voltando para o Canada, ficamos batendo um bom papo e ele perguntou se eu ainda costumava usar calcinha, eu falei que as vezes eu pego a da minha esposa e coloco em casa quando estou só.
Ele foi logo perguntando se eu já tinha saído com uma e se eu tinha vontade, falei que uma vez e que foi aqui mesmo no shopping, ele perguntou se eu estava com uma agora e disse que não, então ele se aproximou e perguntou se colocaria uma pra ele se ele comprasse pra mim, pois queria ter visto naquela época e que até hoje ele pensava nisso, ri e disse que sem problemas, mas ele teria que colocar e tirar pra mim, ele riu e se levantou, dizendo que era para eu esperar um pouco.
Após longos 10 minutos de espera ele voltou e disse que estava indo ao banheiro e queria ver se dava para eu ir também, voltou e disse para irmos no segundo andar que o banheiro lá estava bem mais vazio, não estava acreditando, mas o acompanhei e chegamos ao banheiro só com um senhor lavando as mãos, entrei no privado e ele me deu o embrulho, tirei a roupa e deixei a porta aberta para ele entrar também, ele ficou meio sem graça e falou que eu mesmo poderia colocar e me virar pra ele, disse que não e que ele teria de me ajudar, ele ficou na porta segurando a calcinha e eu me virei pra ele, deixando a bunda bem perto dele, coloquei uma perna e depois a outra e ele levantou até enterrar no meu rego, era uma calcinha bem apertada tipo asa delta. ele passou a mão no meu rabo e disse que ficou bem gostosa, escutei um barulho e fechei a porta, com ele do lado de fora, eram dois garotos, que estavam pensando em fazer alguma besteira, pois quando o viu, saíram logo.
Eu abri a porta e ele entrou comigo dizendo que já estava muito bom, então pedi para ele sentar no vaso e tirar a calcinha, me virei e deixei ele ficar alisando minha bunda e bem devagar foi tirando a calcinha e me dando uns beijos, quando a calcinha chegou no chão eu então me inclinei e deixei o meu rabo bem aberto na cara dele, que não perdeu tempo em meter a lingua no meu cu, arrepiou tudo, ele me puxou e me fez sentar no seu colo, sentindo seu volume bem arretado por dentro das calças.
Então rebolei e disse que queria sentir este volume latejando dentro de mim, ele me levantou, abriu o zíper, colocou o pau pra fora e foi logo vestindo uma camisinha e me puxando pra seu colo novamente, o tesão, o medo e o perigo foi apimentando mais e só de sentir sua cabeçona encostar no meu anel, eu relaxei e deixei ele entrar sem arrependimento, sentei até o fim, uma mistura de dor, tesão e arrepio, foi fazendo meu cu piscar no pau dele que só fazia latejar e aumentar seu volume, ele pediu para eu subir e descer bem devagar, para não fazer barulho, mas a cada subia e descida o tesão fervia no sangue, e não aguentei e passei a subir a ponto de tirar o pau por completo e descer fazendo ele entrar rasgando tirando seu gemido e seu grito de que iria gozar, não demorou nada e ele foi enchendo a camisinha de leite, tanto leite que chegou a escorrer pelas pernas dele. Nos levantamos e eu acabei saindo vestindo a calcinha que ganhei.
Gostei desta aventura e estou pensando em fazer novamente!

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/decalcinharj



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

11/11/2016 19:19:47 - Adoro também usar lingerie,c orpete com liga,bodie é tezão de mais.

03/11/2016 10:15:49 - hehehe.. safadinha! gostei

02/11/2016 19:54:03 - gostei muito, fico de pau duro em querer fazer iso tb

02/11/2016 19:41:10 - bom,adorei isso

02/11/2016 16:08:17 - Delicia de CONTO.Eu tb adoro usar calcinhas mas não é todo macho que topa não. Pergunte-lhe antes para evitar desgostos... E mais tesudo ainda é vc usar uma cinta-liga por cima da calcinha.Ela tem umas tiras que descem pelas coxas pra prender a meia nylon 7/8,rendada. A gente fica um tesão e o macho excitadíssimo e vai te fuder feito um louco. Experimente!É inesquecível...

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente