Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Entre Amigos: Vizinho e Amante

Tenho 48 anos, casado e mudei-me há poucos meses para Ribeirão Preto. No prédio, logo fiz amizade com Rafael, mesma idade, um vendedor casado, mulato e muito simpático.

Foi ele que me indicou uma academia e começamos a malhar juntos. Na primeira vez que fomos tomar banho, fiquei impressionado com aquele corpo malhado e com uma rola de uns 18cm. Olhava disfarçadamente, mas com o correr dos dias ele percebeu e demorava no chuveiro se exibindo. Eu tomava meu banho de costas e sabia que ele estava olhando minha bunda.

Depois do banho íamos tomar uma cerveja e bater um papo. Aos pouco fomos nos tornando íntimos e a conversa acabou em sexo. Rafael me disse que na mocidade teve um amigo passivo com quem transava. Mas agora, sua mulher evangélica não admitia sexo anal e ele sentia falta de um cuzinho.

Um dia me perguntou se eu tinha alguma experiência homossexual. Respondi que não. Nunca tinha tido relação com outro homem. Pois não sabe o que está perdendo, disse me Rafael. O sexo entre dois homens é muito mais excitante. Um homem sabe o que o outro gosta na cama. Fiquei encucado com aquela conversa.

Devagar, ele foi me conquistando, elogiando meu corpo e brincando que minha bunda era muito bonita. À noite eu sonhava estar com ele na cama e acabava batendo uma punheta no banheiro. Resolvi experimentar.

Combinamos de ir a um motel em vez da academia. Quando entramos no quarto eu estava super ansioso. Ele me agarrou por trás, me encoxou e disse que eu era muito gostoso. Virei e ele me deu um beijo de tirar o fôlego. Tiramos a roupa em silêncio, ficando só de cueca. Ele se deitou e me chamou. Deitei ao lado dele e começamos a nos beijar e acariciar. Senti sua rola endurecendo sob a cueca. Ele ficou nu e me perguntou se eu queria chupa-lo. Nunca havia feito isso antes. mas certas coisa a gente nasce sabendo. Beijei a cabeça da rola e fui enfiando na boca. Ele gemia de prazer. Lambi seu saco, suas bolas e engoli o pau inteiro até sentir seus pelos no meu nariz.

Logo ele me mandou parar. Fiquei deitado de costas, esperando. Ele me beijou a nuca, e começou a descer os beijos pela coluna, sem pressa. Eu estava arrepiado de tesão. Ele me mandou arrebitar a bunda, abriu minhas nádegas e suspirou.

Você tem um cuzinho lindo, vou ser o primeiro a te penetrar. Fique tranquilo que você vai gostar. Agora relaxe. Você vai gostar, garanto.

Começou a linguar meu cuzinho. Fui às nuvens. Que sensação deliciosa. Quando ele percebeu que eu estava no ponto, lubrificou seu dedo médio e foi enfiando devagar. Aos poucos iniciou um um movimento de rotação para alargar meu anelzinho. Depois me mandou ficar de quatro, lubrificou seu pau, deu umas pinceladas no meu rego e encaixou a cabeça. Procurei relaxar, mas doía. Pedi que ele parasse, mas ele sorriu e disse que era assim mesmo. Que eu ia ser a fêmea dele e que tinha que aguentar. Em seguida, recuou um pouco e deu um tranco enfiando tudo. Gritei de dor, mas ele me prendeu com seus braços. Ficou um pouco imóvel para que eu me acostumasse e logo começou a bombar. De início, lentamente e depois com força.

A dor foi passando e um tesão louco me inundava. Eu não imaginava que fosse tão excitante. Sentir aquela rola me penetrando, liberou e fêmea que existia dentro de mim.

-- Ai... aaaaiii... tá doendo mas tá gostoso. Me fode, meu macho. Me arromba.

Rafael acelerou os movimentos, meu cu pegava fogo, senti seu pau crescendo e ele gozou dentro de mim. Adorei seus gemidos de prazer e aquela porra jorrando em meu cu. Sentir aquele macho suado, deitado em cima de mim, me fez gozar. Ele ganhara a parada. Ficamos trocando carícias e ele me perguntou se eu gostei. Respondi que adorei e que queria sempre mais.

Voltei para casa feliz e realizado. Agora marcamos um encontro a cada duas semanas. Ele me come em todas as posições. Mas gosto mesmo é de ficar de quatro, com a bunda arrebitada e sentir aquele macho delicioso me penetrando.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

19/12/2016 21:35:25 - adorei isso hum

19/12/2016 18:10:45 - Cara fiquei morrendo de tesão, quero um vizinho desse pra mim.

18/12/2016 12:34:09 - adorei o conto, desejo um visinho desse pra mim

18/12/2016 05:14:29 - Tesão de narrativa, cara! Espero que vc tenha outras trepadas com o Rafael.

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente