Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Entre Amigos: Encontro com o Tio Gay

Todos já conhecem o meu histórico, mas minha família nem imagina que sou tarado e bi, mas esta semana encontrei no Centro da cidade um Tio, que tem todos os trejeitos de que é gay, mas ninguém nunca abriu ou chamou a atenção dele para isso, ele até andou namorando uma morena tesuda, pela qual já toquei muita punheta. Mas, voltando ao nosso encontro, combinamos para almoçar juntos, muito tempo sem nos ver e para falar a verdade, parecia que eu era o mais velho, rsrsrs putz!

Ficamos falando dos tios, primos e de trabalho, como já somos bem velhinhos eu acabei perguntando sobre a morena e como era a relação deles, ele ficou meio frio, não quis falar muito e mudou de assunto, após alguns minutos voltamos ao assunto de sexo, acabei falando que alguns dias, tive um encontro com um casal de amigos onde a mulher já havia me dado, e que o marido já tinha me comido também, ele ficou só me ouvindo, e nesse encontro acabei comendo eles dois e foi um tempo bem gostoso, então meu tio foi fazendo perguntas sobre como foi na integra, e notei que ele volta e meia mexia no seu pau, como desconfortável pela posição. Falei que teria de ir ao escritório de um amigo pegar um documento e depois voltar para o trabalho, quando falei que era no edf. Central ele abriu um sorriso e disse que seu escritório também é lá e que poderíamos ir juntos, subimos eu desci no 13º andar e ele subiu para o 18º, peguei o documento e resolvi ir até o escritório dele para conhecer.

Cheguei e ele estava só e bem a vontade, descalço e sem a camisa, ele sempre foi marombeiro e sem pelos, sempre bonitão, e dono de uma bunda bem carnuda, entrei e ele falou que eu poderia ficar bem a vontade, não me fiz de bobo, tirei a camisa e a calça, ficando só de cueca, mas não sei se ele notou, que eu estava com uma calcinha tipo cueca, quando ele voltou para a sala eu perguntei se teria como eu tomar um banho, pois estava muito suado e não queria colocar a roupa assim, ele me acompanhou e mostrou o banheiro, como abria a água e onde estava a toalha, quando abri o armário, notei um pote de KY e várias camisinhas, aquilo me deixou de pau duro, abri o chuveiro e chamei meu tio para pegar a toalha pra mim, pois esqueci e acabei entrando no chuveiro sem pegar, quando ele entrou eu estava com o pau a meia bomba, propositalmente, para ver qual seria a sua reação, mas ele pegou a toalha e pendurou sem dar na pinta que queria ver meu pau, frustração total.

Acabei o banho e fiquei só de toalha, fui até a sala que era de espera e fiquei lendo uma revista, quando ele saiu do escritório, eu que não soube disfarçar a curiosidade, porque ele saiu completamente pelado, com uma vara gigantesca, não sabia que estava dura ou mole, se ele estava com tesão ou se estava normal, a curiosidade era tanta que ele perguntou se eu queria ver mais de perto, dei uma risadinha e falei que sim, quando se aproximou fui logo segurando e colocando na boca, ele tirou rápido e assustado perguntando o que era aquilo, falei que só olhar não iria adiantar, teria de provar, cheirar e tocar. Falou pra caramba, mais foi se aproximando e seu pau latejando e crescendo, chegou bem perto e a ponta do seu pau encostou na minha boca, tive o trabalho de abrir a boca e ele entrou bem devagar, fui chupando e sendo acariciado nos cabelos por ele bem carinhosamente, segurou minha cabeça e fez eu lamber seu saco bem perfumado, ele passa óleo nos ovos e no pau, muito gostoso de mamar, tentei engolir ele todo mas não foi possível, ele tinha uns 20 cm mas não muito grosso e bem lisinho, engasguei umas três vezes e depois acostumei com ele na garganta e fiquei fazendo minha marca registrada que é alisar o corpo do pau do macho, todo na boca, com a língua, fiz meu tio uivar de tesão, até me chamou de bichinha.

Pediu para eu tirar a toalha e ficar com os joelhos no sofá e os braços o encosto, abriu bem as minhas pernas, apertou minha bunda e reclamou que era muito cabeluda, mas mesmo assim ficou com seus dedinhos brincando no meu rego, colocou um dedo e depois dois, foi ao banheiro e pegou o pote do KY, lambuzou meu cú todo, passou mais nas nádegas e ficou colocando os dedos no meu rabo, depois encostou seu pau no meu saco e fez ele subir pelo reguinho até passar pelo meu anel, que sensação deliciosa, com a ajuda das mãos ele fez seu pau descer pelo reguinho até chegar na minha entrada dos fundos, colocou um dedo e posicionou sua cabeça macia na entrada, o dedo saiu e a cabeça entrou, foi empurrando e parando, deixava seu pau latejar, suspirava e empurrava mais um pouco, foi uma delícia de enrabada, foi assim até sentir seu saco bater nas minhas bolas, tentei passar a mão e sentir o que estava dentro e ele falou que não sobrou nada, que eu era uma bicha gulosa, ficou parado com seu pau latejando e depois contou até cinco e tirou até chegar na glande, forçou para a cabeça do seu pau para latejar e foi empurrando tudo para dentro, ficamos assim por um bom tempo, cheguei até relaxar colocando o meu peito no encosto do sofá e ficar curtindo a brincadeira do meu tio gay comendo meu rabo, quando ele apertou minha bunda e segurou forte ele falou alguma coisa desconexa e acelerou dizendo que ia me encher de leite, comecei a dizer para ele socar mais forte e me entupir de porra que eu estava louco de tesão, ele deu um gritinho e gozou muito, muito leite mesmo, ele tirou de dentro de mim, puxou a camisinha e despejou no meu corpo, quando me virei ainda sobrou um pouco para jogar na minha cara!

Levantei para ir até o banheiro e vou confidenciar algo pra vocês, provei um pouco do leite do meu tio, o que ele jogou no meu rosto eu só fui limpar no banho, até chegar no chuveiro eu passei a língua em volta da boca e captei os resíduos, uma delícia! Tomei outro banho e me arrumei, e ele disse que na próxima ele queria ser comido!

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/decalcinharj



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente