Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Entre Amigos: Jovem da escola

Meus pais viajaram para o exterior, e eu tive que ficar por 20 dias no apartamento sozinho, pois estava no final de ano e estava fazendo o último ano do colégio e cursinho simultaneamente. Pretendia passar em uma faculdade federal. Nos dias de semana, passavam rápido pelos inúmeros afazeres que tinha, além da escola e cursinho tinha a academia que sempre curti muito.

No primeiro final de semana sozinho, fui ao shopping para almoçar e queria ir ao cinema, para espairecer um pouco. Assim que almocei, fui ao banheiro para escovar os dentes e dar uma mijada antes de entrar no cinema, como naquele momento estava cheio, fiquei na espera de uma possibilidade de escovar os dentes, próximo a porta, que não parava de entrar e sair gente.

Sem que esperasse encontrei um amigo do colégio, mesma idade que que 17 anos, Ângelo, não tinha muita amizade, apenas nos cumprimentávamos, sem qualquer amizade.

Nos cumprimentamos, com aceno de cabeça, e fui escovar os dentes ele ficou me esperando na parta, de saída, mas queria dar uma mijada antes de sair, e foi o que fiz, quando estava mijando ele se aproximou, perguntando o que iria fazer, respondi que iria assistir um filme, ele se empolgou perguntando se poderia ir também. ... lógico que sim... Assistimos o filme meio que em silêncio, na saída ele começou a falar com empolgação do filme da música do enredo e das senas mais importantes. Me despedi dizendo que iria para casa, pois, estava sozinho e queria descansar um pouco, pois aquela semana havia sido muito dura.

Ele se convidou para ir juntos, dizendo que talvez pudéssemos tomar uma cerveja e continuar o papo, aliás ele falava eu ouvia.

Concordei meio sem vontade, mas tudo bem vamos nessa. Como moro próximo ao Shopping fomos a pé.

Após a terceira cerveja que estávamos me deu vontade de mijar novamente, e ele também quis, eu indiquei o banheiro social e ele foi, fazendo enorme barulho, um jato forte e barulhento. O que me chamou atenção, e entrei também no banheiro que estava com a porta aberta, esperando ele terminar para eu também dar minha mijada.

Quando me aproximei dele vi que ele tinha um pau enorme, comprido, não era muito grosso mas enorme, creio que tivesse uns 20 cm, o meu tem 16 porém mais grosso que o dele.

Ele percebeu que eu estava olhando o pau dele, e falou ... este é um pau respeitável ... respondi que sim tirando o meu para fora ... este também é um pau respeitável , veja a grossura dele ... ele esticou a mão e pegou no meu pau e rindo falou ... dá vontade de mamar ... e continuou acariciando fazendo ficar duro como uma pedra.

Saí do banheiro em direção á sala, ele me acompanhou, assim que sentei ele voltou a pegar no meu pau, abriu o zíper puxando meu pau para fora, abaixou a cabeça e mamou gulosamente.

Em pouco tempo, estávamos os dois pelados, se pegando, ele me fez gozar loucamente dentro da sua boca, brincou com sua língua até a última gota que saiu de meu gozo.

Começou a me lamber, peito , pernas, virilha, rosto, braço. Me virou de barriga para baixo no sofá, e me lambeu as pernas a bunda, as costas, quando ele chegou no meu cu, senti um desespero, nunca havia transado com homem, e sabia o que estava fazendo, me deixando louco de tesão, enfia a língua e o dedo, me fazendo empinar a bunda para facilitar sua investida.

Deitou sobre mim, com pau duro, senti na minha bunda, e começou a brincar com o pau, pincelando o meu rego até meu saco, foi uma sensação incrível, nunca tinha sentido tanto tesão, chegava a tremer.

De repente ele encostou a cabeça daquele pau enorme na entrada do meu cu, senti medo, era virgem, nunca tinha dado, mas essa com certeza seria minha primeira e mais importante transa com um homem. Me lembrava que na academia sempre ficava olhando os caras no banho após o exercício ou no banheiro dos shopping sempre curtia ver os caras mijando, e comparava com meu pau.

Encostou a cabeça no meu cu, estava totalmente salivado, sentia saliva escorrendo pelas minhas pernas, e foi pressionando e entrando, doeu muito, mas eu queria sentir a dor e prazer que estava acontecendo.

Senti seu saco batendo nas minhas coxas, ele conseguiu entrar inteiro, estava totalmente dentro de mim, lembrei que ele estava sem camisinha, não havia dado a ele, mas ele já estava gozando depois de inúmeras estocas, enterrando do começo ao fim. Ele gostava de tirar tudo e enfiar tudo de uma vez, me abrindo ao meio, nossa que prazer maravilhoso.

Gozou e ficou dentro até que o pau murchou, tirou e deitou ao meu lado, ainda estava de barriga para baixo, com a bunda cheio de tesão e o cu ardendo, ele me puxou e ficamos colados em conchinha, sem nos falar, eu adormeci por alguns minutos, creio que ele também.

Levantei tomei uma ducha, ele me acompanhou no banheiro e também tomou um banho, e foi embora para sua casa. Na manha seguinte, um domingo ensolarado, ele me ligou as 09 horas perguntando se queria ir para praia, andar e papear, disse que sim e nos encontrarmos, almoçamos e jantamos juntos, dormimos por vários dias juntos, foi uma oportunidade única de minha vida, sempre transando muito - foi uma vida louca.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/sim



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente