Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Entre Amigos: Atendente do call center deu o cu

Liguei para certa operadora telefônica e o atendente notei que tinha a voz muito feminina mas se chamava João Pedro, bem educado e atencioso começamos a conversar sobre meu problema que estava procurando uma solução e como vocês sabem a demora sempre e grande ele como de costume pediu o número do meu telefone casa a ligação caísse ele retornaria, isso aconteceu duas vezes e nas conversar ele falou que em 15 estaria de férias e com viagem marcada para o Rio, queria conhecer mas não conhecia ninguém vinha sozinho, me ofereci pela educação anote meu telefone se precisar de alguma coisa me ligue será um prazer.

Concluímos o serviço, na outra semana ele me ligou, falei antecipou as férias , ele não liguei para saber se era verdade que ia me ajudar, falei claro que sim sera um prazer ele riu, falei so não pode ser na minha casa sou casado ele não se preocupe tenho hotel reservado pediu se eu conhecia falei que é fácil localizar e me passou o nr do telefone conversamos mais um pouco e ficou marcado.

Nisso me despertou um tesão diferente porque nesta ligação ele era mais fêmea ainda muito feminina em tudo voz e no que falava, chegou no aeroporto aqui e me ligou como era domingo por volta das 19h eu não tinha como sair fiquei maluco, ele falou que ia chegar comer alguma coisa e descansar porque o voo foi longo e marquei para de manha ir ao encontro dele no hotel para nos conhecer.

Cheguei la na recepção já tinha um aviso que eu podia subir tudo normal na horaa certa, toquei a campainha e tive a maior surpresa João Pedro me recebeu de roupão com aquele sorriso, ele magro moreno como tinha falado cheiroso e não perdeu tempo me abraçou e veio me beijar retribui e começamos a nos amassar ele todo lisinho bem menina mesmo tem 29 anos como tinha me falado por cima e falou guia igual a este não vou achar nunca mais e tirou o roupão so de tanguinha fio dental um tesão nisso eu e ele já estávamos em ponto de bala começou a tirar minha camisa alisando meu peito desceu abriu minha calça liberando meu pau e suspirou nossa que recepção de gala e falou posso, falei é todo seu agora e sempre e começou a lamber e mordiscar meu saco lamber meu pau e abocanhou de encher a boca toda ficando quase a metade de fora, falei vamos para a cama.

Sentei na cama ele logo sentou no meu colo e começamos a se beijar ele se contorcia muito gostoso ele uma femea no cio, foi descendo mordiscando meu peito minha barriga ate chegar no meu pau e lambeu muito, chupava eu fui me arrastando na cama para ficar totalmente deitado e fui puxando ele para meu lado seu rabinho com aquela calcinha prateada, puxei a calcinha pro lado apareceu aquela linda bundinha cuzinho todo lisinho e comecei a beijar e percorrer com a língua, tocava no cuzinho ele suspirava e apertava meu pau com os dentes de quase eu gritar, forcei tanto a minha língua que acho ter entrado um pouquinho que ele gritou continua meu tesão quero ser todo seu.

Lambi tudo ele também, coloquei o saco dele na boca ele gritou para seu safado e continuei para retribuir o tesão que estava me proporcionando fui lamber o pau dele também ai ele falou não minha xoxotinha e so com a mão não deixou mas era tão pequeno e lindo que me deu vontade mas deixei pra la.

Ele se virou e veio me beijar já de cócoras no meu colo ajeitando meu pau e pediu tem camisinha, cara eu estava tão dominado pelo tesão e o prazer que falei pode ser sem se você achar que deve, ele não falou nada pincelou minha pica na portinha do cuzinho dele e num movimento só começou a entrar e o safado sabe fazer ia e parava aos poucos ate que tirou a mão e sentou gritando caralho como é bom ser mulher e parou com o cuzinho pulsando mordiscando meu pau, começou o sobe e desce ficamos um bom tempo ele não vai gozar dentro quero o primeiro leitinho na boca, sentir teu sabor de macho pauzudo.

Não demorou muito ele começou a gozar em minha barriga nunca tinha visto alguém com o pau meio mole gozar, gozou muito que tesão que falei também vou ele tirou rápido e abocanho tudo sugando ate a ultima gota acho que foi a melhor gozada que dei nem quando consigo comer o cu da minha mulher que e delicioso é tão bom, enchi a boca dele veio e começou a despejar na minha barriga junto com o gozo dele misturando com a língua e se deitou em cima ficou aquela meladeira de escorrer pelos lados e me beijar com a boca cheirando so esperma ate ai tudo bem minha mulher também gosta de fazer isso depois que engole tudo me beijar.

Ficamos ele deitado no meu braço conversando para nos conhecer ele bulinando meu pau e pediu para eu masturbar ele também queria mais, não sei quem ficou com o pau duro primeiro mas quando notei ele já estava de quatro e eu todo dentro dele ai foi muito bom, continuei a masturbar seu pauzinho fofo ele confidenciou que desde que falou comigo não tinha saído com ninguém sonhava em me conhecer por isso esta sede de pica e logo de novo ele gozou primeiro que coisa maluca mas agora com o pau duro e com minha punheta, foi uma gozada muito melhor eu acho que meu pau ficou dolorido porque ele se mexe muito o cuzinho dele pulsa sem parar.

Me deitei cansado ele foi pegar uma cerveja voltou e me lambeu tudo de novo para limpar ele não merece ficar sujinho e riu, me deu a cerveja bebi um pouco ele veio e colocou o rabo na minha boca para lamber que fiz claro aquele rabinho todo melado e gozado, esfregava na minha boca, colocava o saco para eu mordiscar foi se virando para abocanhar meu pau e falou vou deixar você lamber meu grelinho se quiser e colocou o pauzinho na minha boca lambi, mamei muito gostoso e começou a ficar animado, isso já tinha se passado bem umas duas horas de pegação ai falou vamos nos banhar, no banheiro ele de joelho aquela ducha caindo ele mamava que logo meu pau ficou duro de novo, passou bastante espuma de sabonete liquido no cuzinho e falou vem porque a agua apesar de ser molhada fica seco e já estou ardido começamos bem devagar ele ergueu uma perna na parede e entrou tudo sem dó ele gritou ai quer que eu fique o dia toda deitada me arromba assim pedi desculpa mas continuamos foi demorado mas desta vez eu gozei primeiro pouco mas gostoso mesmo ai mamei bastante o pau dele e pedi para não gozar ele também concordou e na hora foi na punheta que ele gozou e gritava coisas que eu não entendia.

Isso se repetiu varias vezes na sua estadia aqui no rio, como eu estava de férias pude ir com frequência no seu hotel, ele me mamou no cinema do centro queria conhecer tinha lido muitas historias.

Tivemos ate um encontro com mais uma pessoa juto isso conto depois se alguém curtir nossa historia.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/podemos2018



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente