Já é assinante?
Esqueci a senha

 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Entre Amigos: Estacionamento olímpico

Bom dia! Quando aconteceu isso, eu estava de voluntário nas Olimpíadas 2016, como a rotina estava só começando, todo mundo ia ficar sabendo e preferi ficar quieto e assumir o dano, mas com o passar do tempo, a lembrança do assédio e da em rabada foi me dando muito tesão, tanto em mim como em meu amigo coroa, que sempre conto pra ele, e contribuiu para apimentar muito nossa relação sexual, a ponto de agora querermos, mais ele, vivenciar algo similar com algum leitor do nosso grupo..... .

Sou casado há 30 anos com uma mulher gostosa, e tenho este contato a 12 anos, mas nossos encontros são muito distanciado e por isso não se torna uma mesmice e nunca fica sem graça. Nosso sexo na cama é sempre diferenciado, sempre estamos fazendo algo diferente e com a minha mulher, é sempre a mesma coisa, papai e mamãe, ela não gosta de fazer anal. Eu só consigo lamber seu cu no máximo no dia dos professores.

Neste sábado 23/07/2016, tínhamos chegado no meio da tarde na garagem, depois de um almoço com outros voluntários e amigos que são remunerados e nos descontraímos assistindo a programação e jogando ping-pong. Estávamos tão entretidos que durante a brincadeira quando fazíamos um ponto era um tapinha na bunda de parabéns. Quanto mais pontos fazíamos mais ia ficando interessante a comemoração, até que na vitória apertada contra outra equipe nos abraçamos e senti um volume encostar no meu, aquilo chamou minha atenção.

Daí ele me abraçou e falou no ouvido que me queria, dizendo que o seu treco estava para explodir. Tentei manter a calma mas, depois desse fato, estava muito nervoso, não acertava mais nada. Quando de assalto, veio pra cima de mim falando que eu estava deixando eles ganharem, coloquei outro em meu lgar e sai dizendo que estava tonto, fui para o meu carro, liguei o som e logo depois meu parceiro de dupla chegou perguntando se estava tudo bem e ao receber minha resposta positiva, arriou ao meu lado, eu que estava com as pernas para cima com o pé no painel, sem vergonha nenhuma, veio começando a passar a mão na bundinha, ele pediu para não fazer nada, que ele daria todo o tratamento necessário ao meu rabo, tentei tirar a mão, mas o cara não parecia querer desistir. Estava com os olhos injetados de tesão no meu corpo, que realmente é muito gostoso, principalmente, quando ele descobriu que estava vestindo uma cueca calcinha, onde falei que acabei colocando errado pois a mulher havia deixado na minha cesta de cuecas.

Ele falou que estava para sair e que antes queria me dar um presente, fechei o carro e fomos até o seu veículo, que havia deixado no estacionamento, como ele não era voluntário, tinha direito a estacionar o carro no Centro, ele tirou a roupa e depois pediu para eu tirar a minha também e ficar de quatro no banco de trás. Eu ainda murmurei por entre os dentes pra ele não fazer aquilo com ali, mas o cara ria e dizia que ia se fazer no meu cuzinho. Então ele pegou meu pau para chupar e lamber meu cu simultaneamente, me deu uma tremedeira danada.. Uma vontade de mijar na boca do cara.

Ele chupava com vontade pra ver se conseguia que eu gozasse na boca dele, mas, eu estava mesmo é gostando, e queria era mais, e até porque ele estava atrás é de experimentar todos os meus buracos, e começou pela pica e dedilhar meu cu, coisa que eu tanto amo. Ficou chupando meu pau e pincelando meu cu com a língua por um bom tempo, quando sentiu meu pau latejar e as veias estufarem, ele se dedicou somente a linguar meu cu e brincar com dois dedinho nele, e que ia comer meu rabo com uma camisinha musical que ele tinha ganhado numa loja. Colocou a borracha e enterrou de uma só vez no meu rabo.

Ele então tirou o pau, cuspiu na cabeça do falo e tascou a vara de novo na minha bunda. Pensei que ele queria gozar e iria embora, mas de repente ele sacou o pau melado de dentro do meu rabo, olhou na minha cara e disse: - Ô viadinho, agora tu vai ver tua bundinha levar um caralho bem fundo no rabo e vai sentir as minhas bolas baterem na bunda, que é pra você ficar apaixonado e durante toda essa olimpíadas você desejar mais e mais, senão eu conto pra todo mundo que comi a tua bundinha.

Segurou meu rabo com força e cuspiu de novo no meu cu e começou a me penetrar. Eu me torcia de tesão, dizendo que eu queria mais e iria cobrá-lo, a ponto de deixar ele com vergonha.... rsrsrsrs

Ele pediu para eu contrair ao máximo o cu pra não deixar o pau entrar, pois queria sentir a pressão de um cú virgem, mas o cara foi forçando e acabei relaxando, o pau dele enterrou de com força no ânus que logo veio a dor misturado com tesão, o que fez ele tremer dentro de mim, ficou parado com tudo enterrado no meu rabo e deixou seu pau relaxar, e aí o pau dele entrou mais um pouco até os bagos, senti realmente suas bolas baterem na minha bunda.

De repente, não sei como, aquilo começou a me dar um tesão danado e consegui segurar meu pau que foi ficando enorme e acabei esporrando todo meu leite no couro do banco de trás. Finalmente o cara iniciou seus movimentos de vai e vem, socando bem forte no meu rabo, fazendo barulho de palmada, chegava a tirar todo o pau para depois estocar novamente, dava as estocadas e tirava tudo para colocar de novo, e a cada retirada dava para sentir que o volume ia aumentando, quando ele anunciou que iria me encher de leite, socou com mais força e velocidade apertando minha bunda e mordendo o banco para não gritar... Nos recompomos, limpei meu rabo com papel toalha e ele também, ligou o carro deu uma volta no Centro e me deixou no portão oposto para ninguém notar. Marcamos a próxima data que estaremos juntos novamente e que ele traria uma calcinha da esposa para eu vestir.

Agora passado algum tempo do ocorrido, contei para o meu coroa que vai todos os dias de minha escala para o Centro e ver se rola com nós três. Não para de ter tesão lembrando do ocorrido, e o pior é que as olimpíadas vão começar e não nos vimos mais, e o meu coroa acha que eu inventei isso.... Mandem e-mail quem estiver afim de fazer...

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/decalcinharj



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente