Já é assinante?
Esqueci a senha

 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Entre Amigos: Dia corrido

Ontem foi um dia de muita correria, estava fazendo um serviço para entregar ontem mesmo e não poderia perder tempo, estava num stress louco, mas no fim do dia, ao sair para respirar encontrei com meu velho amigo e coroa tesudo, convidei para entrar pois estava só e já iria pra casa, convidei para tomar um café, pois o serviço estava fazendo era na residência da minha cunhada tesuda, diga-se de passagem, dona de um rabo tremendo, enquanto preparava o café o meu coroa estava sentado a mesa vendo algumas mensagens quando eu avisei que iria tomar um banho e passei por ele já pelado, só escutei um palavrão seguido de um belo rabão. Como estava a uma semana trabalhando na casa da tesuda da minha cunhada, ela tem mania de deixar suas calcinhas no banheiro, sempre fez isso, desde pequena, só que agora, casada e dona de um verdadeiro rabão, eu ficava vendo as calcinhas e imaginando ela usando elas, tirei algumas fotos usando elas também.

Mas, voltando ao nosso encontro, tomei meu banho e já saí do banheiro vestindo uma calcinha e uma camisola dela, ao passar pelo coroa ele ficou louco, dizendo que estava recém operado, como tinha passado um hidratante da minha cunhada no rabo, ele ficou louco só de cheirar meu rabo, dizendo que eu era uma puta por fazer isso com ele, fui ao quarto trocar de calcinha e quando retornei ele já estava de cuecão, esperando por mim, já fui colocando seu mastro para fora e caindo de boca no seu delicioso caralho , passei primeiro a língua no dorso e fiquei brincando com a língua na pontinha do seu pau, cada gemido eu mudava a posição, mas quando abri bem a boca e fui enterrando todo ele até sentir tocar na fundo da garganta e ficar alisando com a língua, ele foi a loucura, não falava nada com nada e pediu para eu parar, fizemos algumas fotos, ele tinha na sua mochila umas calcinhas e eu coloquei uma que ficou um tesão, ao colocar eu mesmo senti um tesão gostoso, porque ela encaixou no meu rego de uma forma que nunca tinha sentido ao vestir uma calcinha ou até uma cueca, falei pra ele que estava muito gostosa esta calcinha e fomos para mais umas fotos só que comigo esfregando seu mastro no rabo, adoro essa sacanagem, e fizemos algumas posições, retornei a minha mamada de saudades e continuei deixando meu coroa louquinho, cada enterrada na garganta ele dizia que iria gozar, foi quando eu falei que queria seu leite no meu rabo, fomos para o quarto e fiquei de quatro na eirada da cama, estava a muito tempo sem dar uma, o cú estava virgem novamente, rsrsr como se isso fosse possível, ele foi muto cuidadoso, pediu para eu passar o KY, mas eu falei que queria sentir sua mão alisando meu rabo e meu cú, que tesão, quando ele tentou enterrar seu caralho no meu rabo, senti muita dor, ele então parou e foi só com a cabeça, massageando meu cú, empurrando bem devagar, eu relaxando e sua vara entrando bem lentamente, ficamos parado para não doer tanto e meu rabo se acostumar novamente com seu pau de estimação.

Mudamos de posição porque ele gosta de me comer de frango assado, aí o seu mastro já foi entrando e deslizando até o fundo, posicionou suas mãos nas minhas nádegas e foi movimentando devagar e te pegar velocidade, era uma mistura de tesão e dor, mas , no final eu acabei recebendo seu delicioso leite, fiquei preocupado com ele, pois ficou muito vermelho e gemendo como se estivesse com dor, mas não, tirou seu pau do meu cú e veio despejar mais do seu leite no meu peito.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/decalcinharj



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente