Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Entre Amigos: Primeira vez

1979... Estava como de costume na casa de minha namorada, hoje minha esposa, e também como de costume estávamos no studio da casa (ficava nos fundos) ouvindo música e conversando, alguns amigos delas da escola e do bairro chegaram para a reunião e vieram com suas namoradas ou sozinhos.

Foi ai que ele aparece, nossa como era lindo, seu nome (fictício) Paulo, ele cumprimentou a todos e nos demos a mão nossa foi como um choque, um arrepio, nunca havia sentido, ele deu um sorriso e disse baixinho, "também sentiu", puxa não entendi na hora mas tudo bem a noite continuou, muita conversa muita musica e o Paulo eu sempre pegava me secando , me olhando, nossa que coisa diferente nunca havia me sentido assim com um homem sentia atração apenas por mulheres.

Lá pelas duas da manhã acabou os pais da minha namorada deram o fim da reunião, já na rua fui para pegar o ônibus, ainda não tinha carro, e eis que por lá passa o Paulo de carro e parando deu o sorriso lindo e falou ,"quer carona". Pensei mesmo em dizer não, mas que disse que eu iria deixar uma oportunidade dessa passar e saber mais sobre ele, fomos indo e conversando sobre tudo, descobri que ele namorou com a então minha namorada e que estava no Brasil apenas para visitar os pais pois estava morando em Londres por isso havia acabado com o namora. Quando chequei na porta de casa não me pergunte por que eu o convidei para entrar, afinal eram mais de duas horas da manhã e minha mãe deveria estar dormindo, mas convidei e fomos para meu quarto, não queria fazer barulho e acordar a minha mãe.

Conversamos sobre tudo e ele depois de um tempo disse que estava sentindo com relação a mim uma atração, sei lá nunca tive este tipo de contato com um homem, eu também falei que estava sentindo algo diferente para mim estranho.

Ele deu a ideia de nos darmos a mão e ver o que poderia acontecer, sentir, assim fizemos e olha foi uma coisa eu me arrepiei todo ele notou e veio perto do meu rosto e me deu um beijo, nossa que sensação foi ótima. Ficamos de mãos dadas e falamos sobre sentir algo por pessoas do mesmo sexo, falei que nunca havia sentido nada como até que eu o conheci na reunião, ele falou que podíamos tentar mais e ver até onde podíamos ir, eu falei como... O que poderíamos fazer... Ele veio e beijo os meus lábio uma duas três vezes na quarta ele veio e eu retribui beijando-o como se fosse minha namorada, foi magico sei lá parecia que estava viajando flutuando.

Nos abraçamos e passamos a mão em todo o corpo um do outro e muitos beijos, claro tiramos a camisa a ele me colocou para beijar seus mamilos e pediu para passar a lingua e mama-los depois foi ele que veio, em pouco tempo estávamos nus e claro bem abraçados e nos roçando.

Ai uma coisa eu não entendi na hora ele fico excitado e eu não foi uma coisa incrível ele de pau duro e eu ali molinho ,como se diz meia bomba, mas sei lá estava ótimo.

Com muito carinho da parte dele ele conduziu minha cabeça na direção do pau dele eu resisiti e ele disse é só um beijo ai ele veio e beijou o meu pau, claro eu também fui e dei um beijo , dois, três e realmente coloquei tudo na boca mesmo passei sei lá quanto tempo indo e vindo comovi nos filmes pornôs que assisti até que ele tirou minha cabeça e disse que assim ele acabaria gozando, acho até que por mim continuaria mas tudo bem estava mesmo me entregando e não sabia explicar por que.

Afinal eu até aquele momento me sentia homem e fazia coisas de homem.

Foi uma troca louca de caricias até que ele disse vire que eu vou fazer sentir muito tesão e gozar gostoso, de maneira diferente.

Ele me colocou de lado na cama por disse que assim era mais fácil na primeira vez e realmente foi eu não senti quase nada de desconforto e com o passar do tempo ele ia acelerando um pouco e diminuindo eu disse que podia ir enfrente e ele disse que ja estava com tudo eu nem acreditei mas meu pau estava duro mesmo.

Foi ai que ele falou foi assim que eu fiz a sua namorada ela ja tem essa experiencia e muito mais voce não vai precisar se preocupar ela ja sabe como levar gostoso e agora e a sua vez.

Puxa como aquele cara era gostoso eu acabei gozando e nem me masturbei foi uma coisa louca não sei explicar pouco tempo depois ele também gozou e encheu tudo nossa ficamos até de manha e nem sei quantas vezes ele gozou ou eu só sei que foi maravilhoso.

Foi uma experiencia incrível que me abriu portas hoje fazendo oral não paro enquanto não levo gozada e não quero dar só uma vez , tem que satisfazer mesmo.

Casei com a namorada da época e somos casados até hoje, temos 65 anos, ele foi embora e nunca mais o vimos. Mas deixou esse tesão que tenho por homens, a esposa não sabe de nada ou finge que não sabe.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/osmili



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente