Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Entre Amigos: Fudido Pelo Delegado

Eu era mais novo nesta época, e pouco conhecia do sexo, apenas me masturbava porque aprendi com meus primos, mas sempre tive alucinações de estar sendo possuído por um macho de verdade.

Morava no interior, éramos em seis irmãos eu era o mais novo, meu irmão mais velho ja tinha saído de casa e estava morando na cidade, tinha um ótimo emprego e muitos amigos.

Nos morávamos num sítio muito bonito, plantávamos feijão e tínhamos lavoura de café. Nossa casa era vistosa, situada na beira de um rio caudaloso de águas cristalinas, tendo de vista uma cachoeira lindíssima. Era mês de Dezembro e meu irmão vinha de férias, passar o natal conosco, pois ele morava na cidade, junto com ele vinham três amigos da policia civil, um deles era delegado chamava-se Paulo Henrique.

Homem forte alto e musculoso, em torno de seus 32 anos, era divorciado e não tinha filhos, um exemplar de macho lindo e diferenciado em todas as maneiras, Carlos era do mesmo porte muito bonito também, mais um pouco sisudo, Eduardo o mais novo de todos alegre e brincalhão tudo para ele era divertido, Estávamos felizes com as visitas, a presença de meu irmão, tudo era alegria, a casa era grande tinha uma vasta varanda muito aconchegante, mas recebíamos poucas visitas meus pais eram muito requintados e preferiam ter poucos amigos.

Deve-ser a isto, ao nosso contentamento em recebe-los com tanta felicidade. Fomos apresentados a todos, foi quando ouvi o Paulo Henrique falar para minha mãe, porque que eu era tão claro, com olhos azuis diferentes dos demais, eu ja sabia, mas ela fez questão de dizer, que eu era adotivo, pois tinha uma família de italianos que moravam nas nossas terras, uma moça engravidou solteira, eles foram embora e deixaram a criança.

A noite foi uma festa, muito vinho e ficamos até tarde, claro que eu fui para cama mais cedo, sabia que no meu quarto iria dormir o Paulo Henrique e o Carlos, pois ja tinham deixado as coisas deles lá, neste quarto tinha uma cama de casal e uma de solteiro, eu dormi na cama de solteiro e os dois dividiram a cama de casal. Acordei cedo como de costume percebi que eles também ja estavam bocejando se espreguiçando, levantaram sem camisa e só de cuecas, não pude deixar de observar aqueles exemplares de machos sarados e lindos, os caralhos meia bomba marcavam na box. Dei bom dia a eles, que colocaram a roupa e desceram para o café, passei o dia todo com eles, mostrando os lugares mais bonitos, teve banho de cachoeira, brincadeiras de machos, ganhei até um elogio do PH , disse que eu era um menino lindo, que muitas mulheres deviam cair na minha mão de bandeja, bastava apenas eu sair mais de casa.

A noite como de costume aquele tradicional jantar mineiro com muitos risos, desta vez fomos todos para a cama mais cedo, subimos para o quarto e eles ja foram tirando a roupa, o PH logo falou, hoje vc dorme aqui comigo, o Carlos e muito grande e dois grandes na mesma cama não da. Tudo bem eu respondi, fiz as minha orações como de costume, e logo deitei, ele ja estava roncando, algo estranho estava acontecendo dentro de mim nem sei explicar, me virei quietinho tentando dormir, e logo peguei no sono.

Acordei excitado pois notei que uma mão percorria sobre o meu corpo, não sabia descrever tamanho tesão, pois eu estava sendo acariciado por um macho de verdade. Fingi que estava dormindo pra ver até onde iria chegar, ele continuo, me apalpando, mexendo em meus malilos, esfregando o seu pau liberto da cueca na minha bunda. Resolvi virar para ele, demonstrando ainda que eu estava dormindo, senti ele pegando no meu pinto e beijando meus lábios.

Uma mistura de medo, tesão, raiva que nem sei explicar o que, mas me entreguei totalmente pra ele, que me conduziu os maiores prazeres que nem podia imaginar, ele introduziu o seu mastro grande e grosso todinho no meu cuzinho, tirou o meu cabacinho e me fez de sua mulherzinha, eu gemia baixinho enquanto ele metia, meu anelzinho estava deflorado, comecei a rebolar e entrou tudo, eu gostei por demais, achava que poderia ficaria inundado pois ele encheu o meu rabinho de leite, me deu na boquinha também, tomei o seu leitinho, em uma noite só eu aprendi tantas coisas, e lógico que ele iria me ensinar muito mais, todos os dias em que ficou ali em casa fudemos muito.

O amigo dele ate notou em uma das noites , ele também queria, ameaçou em contar tudo, mas o PH disse que eu era só dele, e de mais ninguém. E dito e feito 2 anos depois mudei para cidade, estou na universidade cursando direito ao lado do meu delegado tesudo que me tornou viadinho.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/nao



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente