Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Entre Amigos: Por causa de uma bunda novinha, fui forçado a foder uma buceta velha

Resolvi contar o que esta me acontecendo já fazem uns 6 meses. Mudei para um condomínio que esta sendo montado e tem poucos moradores ainda, eu fui acho que o 8 o 9º morador, tem umas 40 casas.

Tenho 45 anos e conheci um menino, ele diz ser de maior 18 anos, bem viadinho e fez amizade com minha filha da mesma idade, um dia ele me viu lavando o carro, e se chegou, eu estava sozinho em casa, todo molhado e sem camisa, peito peludo, barriga de chopp nada 100%, mas notei a intenção dele e conversamos sobre vários assuntos, até que ele falou que eu não parecia pai da minha filha, seria mais para irmão.

Como estava sozinho e as casas perto praticamente todas vazias falei para ele: você não viu nada. Ele riu e se entregou, oferecendo para eu ir ver uma casa próxima, que vai ser a melhor de todas, com piscina e tudo, entendi e falei perai, deixa eu fechar o carro, ele foi na frente e eu fui logo depois, chegando lá, ele estava de bruços numa janela com a bunda todo empinada, como um convite, não perdi tempo e o abracei por trás, eu sempre fui tarado por um cuzinho ainda mais de um novinho, e encoxei ele, que gemia e se esfregava no meu pau, ele me apalpava no pau por cima do shorts e falou teu shorts esta molhado porque não tira, e se virou o abrindo, ele ficou agachado e liberou meu pau de 19 cm e grosso, tanto que arregalou os olhos e disse: nossa tudo isso só para mim e abocanhou.

E que pratica que ele tinha com aquela boca, a língua percorria a cabeça, enfiava tudo até a garganta e eu ajudando, comecei a enfiar com força, quase o afogando, ele mamou muito até que pedi: Para que não quero gozar na tua boca seu safado, ele disse: eu também quero todo teu leitinho no meu cuzinho. Nisso ele subiu lambendo meu peito até chegar e me dar um beijo delicioso, ele todo lisinho como uma femea mesmo.

Nisso me livrei do restante da roupa e ele também, e o safado estava de calcinha, e me perguntou: Gosta ? Eu só ando assim. Logo lhe respondi: Claro, eu adoro, nossa que imagem deliciosa, e ele voltou a me mamar, para deixar meu pau bem lubrificado, virei ele de costas e coloquei um pé sobre uma caixa, e dei uma linguada naquele cuzinho todo lisinho e delicioso, ele gemeu, me fode com tua língua, melei bem, enfiei um dedo, e que cuzinho apertadinho, ele suspirou, me posicionei atrás dele, ele pegou meu pau e guiou direitinho na porta do cuzinho, falando vai devagar, nunca fui estuprado por uma pica deste tamanho, só costumo dar meu rabinho para garotos e bem menores.

Sentia o cuzinho dele piscar na cabeça do meu pau e comecei a forçar e ele ajudando, gemendo, se contorcendo mas ajudando e logo a cabeça do meu pau entrou naquele cuzinho delicioso, ele me pediu para parar, quero me acostumar com cada centímetro da tua pica no meu rabinho e começou a se mexer bem lentamente, coisa de quem entende mesmo em dar o rabo, até que senti meu saco tocar nas sua nádegas dele, ele gemeu tão forte que falei: fica calado, muito barulho, ele disse não tem problema, todos sabem que costumo vir aqui. E ele punhetava meu pau com aquele cu delicioso e comecei a tocar uma para ele, um pauzinho normal uns 14 cm, ele disse, isso pega no meu grelo, vamos gozar juntos, e não demorou muito comecei a gozar, ele uivava e não é que ele gozou na minha mão, foi rápido mas delicioso, bombei um pouco mais para gozar tudo e tirei meu pau que ele sussurrou de alivio, se virou e veio me beijar, ficou as picas se esfregando, ele foi descendo com a língua até chegar no meu pau e limpou ele todinho, sugou até a ultima gota sei la de, mas foi delicioso.

Quando de repente me virei e dei de cara com uma senhora de uns 60 e poucos anos nos olhando, meu pau abaixou na hora, empurrei o Marcinho, que ele chegou a cair sentado, reclamando do porque esta grosseria, eu não sabia o que fazer ai ele notou a presença dela e falou: Oi Dona Tania tudo bem? Estou brincando um pouquinho de novo. Ela não falou nada e saiu, ai ele me falou que ela é uma das primeiras moradoras, é viúva, tem duas filhas que nunca estão em casa e veio me mamar de novo, falei: agora não, levei um susto duplo pela presença dela e por ser feia de mais, ele riu, e disse: mas é boa pessoa, vai gostar dela.

Ele disse quero repetir tudo de novo e mais ainda. Falei de novo, hoje não dá, agora estou sem vontade. Fomos embora e repetimos três dias depois la em casa na garagem, ai sim portão fechado, sem risco, meti sem dó de sair até um pouquinho de sangue do cuzinho dele, o que deu mais tesão para nos dois, ele sabe muito dar esta rabo, um tesão quando ele senta, consegue tirar de só ficar um pedaço da cabeça do meu pau no rabinho e enfia tudo de novo, um tesão, foi uma tarde maravilhosa eu nunca tinha gozado tanto nem com mulher.

Fazem uns 6 meses que não perdemos oportunidades, ele até me falou que diminui em dar para os garotos, esta com o cu apaixonado pela minha pica, e como ele mama gostoso quando eu gozo na boca dele.

E foi ai que entra a coroa Tania, ela mandou um recado pelo Marcinho de que precisava falar comigo, gelei, ele disse: acho melhor você ir conversar com ela, me deixou assustado, mas fui naquela casa da primeira foda e la estava ela, realmente bem feia. Ela foi logo falando o Sr não devia ter feito isso com um menino que tem idade para ser teu filho, eu não perdi tempo e disse, a Sra não gosta de transar? Ela respondeu: sim sou viúva a mais que 3 anos e por isso te chamei aqui, quero que você me coma, e estou mandando não pedindo, sei que não vai achar normal se eu te pedir, mas a ocasião me proporcionou, quando vi você enfiando no menino me deu um tesão que a muito tempo estava guardado, não quero aqui, você escolhe a onde pode ser, até na minha casa se você preferir ou saímos para motel. Lhe disse: Vou pensar, e ela toma o numero do meu celular e me ligue mas não demore.

Falei com o Marcinho sobre o acontecido e ele me disse: não sei como ela é, mas acho melhor, porque já vi ela falando com tua esposa. Nessa hora eu gelei mais ainda, aquela velha feia que nem observei como era o corpo dela. Fiquei tão embaralhado que resolvi ligar para ela uns dois dias depois e falei, passo na tua casa, pode ser quando? Ela logo me respondeu: Amanha depois das 9 da manhã, minhas filhas saem e só voltam bem tarde da noite. Como minha mulher trabalha, minha filha vai para o colégio e eu só trabalho no outro dia (trabalho por plantão), lhe disse OK.

No dia seguinte eu fui, quando cheguei vi o portão aberto e a porta da casa meia aberta, entrei rápido e lá estava ela, bem arrumada de saia e foi ai que notei, ela tem umas pernas atraente, uns peitos enormes, ela foi lá fechou o portão, trancou a porta e me chamou: venha conhecer meu quarto, mas ela é feia e meu pau não deu sinal ainda.

Ela quis conversar, me falou algumas coisas da vida dela, que tem 65 anos, esta viúva a mais de 3 anos é da Bahia e estas coisas e me fez perguntas sobre a minha vida, eu não falei muita coisa e ela veio para meu lado querendo me beijar, resisti no começo, mas ela me agarrou e veio se esfregando e gemendo ao mesmo tempo, pegou no meu pau e gritou ,nossa a quanto tempo sonho com uma pica para mim, só filme não adianta, me empurrou na cama e se jogou por cima, tirando minha roupa e a dela, ai notei que ela tinha um corpo bom, pela idade, uns peitões enormes como gosto e arrancou minhas calças colocando meu pau no meio dos peitos que deu muito tesão, meu pau ficou loco ja em forma, e ela soltou: isso que eu quero duro igual fez com Marcinho, e abocanhou mamando até mordeu um pouco, logo falei para ela: nada de deixar marcas ou machucado, foi se virando, aquela buceta cabeluda mas bem aparada, cheirosa enfiando na minha cara, a segurei e comecei a mamar ela e ela gemia, falava o tempo todo com minha pica na boca, se contorcia que não demorou 2 minutos começou a gozar que parecia estar mijando.

Vivia também a tanto tempo só no dedo, que apertava meu pau com força, gozou muito e veio me dar um beijo agradeço a você, que tesão estava guardado, pegou meu pau e sentou direto no cuzão dela, que eu gritei: Caralho quer arrebentar a cabeça da minha pica? E ela cavalgava, que fogo tem esta mulher, falava não goza no meu rabo agora, minha xoxota quer tua porra toda, não se preocupe que com minha idade não engravido e riu, fode meu cu vai safado, sei que gosta de rabo, o meu é mais gostoso do que o menino não é, falei é diferente os dois são tesudos.

Quando falei quero gozar, ela tirou rápido do cuzão e como estava cavalgando enfiou de vez na buceta bem apertada, que entrou rasgando eu e ela gememos juntos e subia e descia que delicia de buceta, foi se virando de frente, quero ver tua cara quando gozar na minha buceta, goza e me faz gozar, não demorou muito e comecei a gozar e ela também, nisso eu que puxei ela para beijar, já tinha esquecido a feiura dela e nos deliciamos, gozamos muito, eu gozei depois no rabo dela, e ela fez questão de tirar a minha pica, virada para um espelho, para ver minha porra escorrer do cuzão dela. Foi uma manhã deliciosa, bem diferente, nunca pensei em fuder uma coroa feia e gostar tanto.

Agora fodo os dois sempre que posso, na próxima vou contar como foi a trepada a três, tive que tomar cuidado para dar conta dos dois o Marcinho e a Tania, foi delicioso vamos repetir, ele quer filmar, não acho legal, depois conto.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente