Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Entre Amigos: Prazer no Rabo

Um belo dia eu resolvi dar uma no cine na rua da carioca, coloquei uma calcinha nova, sempre deixo uma no armário do escritório, bem apertada e logo parti para a minha aventura, vou confessar que na entrada tinha muita gente passando e que eu quase dei pra trás, mas tive coragem e adentrei o recinto com o coração a mil, estava terminando um show de strip e logo entrou um filme para relaxar a galera, estava bem vazio, mas ao meu lado sentou um coroa bem forte, parrudo e ficou estalando os dedos.

Fiquei olhando para ele e ver se ele me notava ali, mas, estava mais nervoso que eu, abri um pouco o zíper da calça e deixei cair um pouco para a calcinha ficar a mostra, levantei e pedi licença para passar na sua frente, ele nem me notou, mas ao sentar do outro lado um outro camarada sentou bem próximo de mim, na fileira de trás e falou no meu ouvido, tirando altos arrepios, quero meter nesse rabo, dei uma olhadela para ele e coloquei uma das mãos para trás e sentir sua rola, que delícia, grossa, lisa, pulsante e "veiúda", fiquei punhetando aquela geba e deixando bem dura, ele falou que não era isso que ele tinha em mente, levantei e sentei entre as duas poltronas a sua frente deixando meu rabo completamente a sua disposição, ele alisou, deu uma línguada no meu cu e segurando nas minhas ancas, colocou sua cabeça bem na minha entradinha e empurrou levemente a cabeça para dentro do meu rabo, que engoliu deliciosamente e foi agasalhando todo seu caralho bem devagar, ele era completamente raspado, seu saco chegava a grudar na minha bunda com o suor, com toda sua tora enterrada no meu rabo, eu ficava contraindo o cu para dar mais tesão e o meu macho ficava alisando minhas costas e bunda, beijou a minha nuca e disse que eu era merecedor de tomar todo o seu néctar e foi retirando e bombando meu cu com muita vontade, chegou a dar um urro de tesão quando derramou todo seu leite no meu rabo, não esperou eu tentar dar uma contraída com o cu e foi logo retirando seu caralho do meu rabo, deixando a camisinha pendurada no meu cu, levantei e fui até o banheiro para me limpar e jogar a camisinha transbordando no lixo.

Voltei para o meu lugar e terminei de ver o filme, as meninas entraram para mais um show e eu decidi que para aquele dia estava perfeito. Pena que o meu tarado de plantão não quis deixar contato ou se apresentar para um futuro contato e uma outra trepada com mais tesão!

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/decalcinharj



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente