Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Entre Amigos: Quero seu pau me comendo gostoso

Na época eu tinha 18 anos e tinha um grupo de amigos que gostava muito de acampar. Numa dessas ocasiões aconteceu o fato que vou relatar. Tínhamos chegado pela manhã ao local e depois de nos instalarmos passamos o restante do dia entre banhos no rio e preparação do churrasco para a noite. Ficamos até umas 23h conversando. Eu estava cansado e resolvi ir para a barraca dormir. De madrugada acordo com uma mão alisando gostosamente minha bunda. Quando tentei me virar, uma mão tapa a minha boca e sussurram ao meu ouvido: - Sou eu... to num puta tesão por vc, fica quietinho e vamos gozar muito gostoso. Era meu amigo Carlos, que já encostava muito sacana seu corpo no meu, dando uma encoxada gostosa por trás. Senti seu cacete duro esfregando na minha bunda e comecei a ficar muito excitado também.

Resolvi deixar a coisa rolar apesar de nunca ter olhado para o meu amigo com essa intenção. Mas naquela hora, sentindo as mãos dele percorrendo minhas costas, mexendo meus mamilos e acariciando minha bunda percebi o quanto ele era capaz de me dar tesão. Ainda de costas para ele estiquei o braço e peguei no seu caralho. Latejava, duro como pedra. E era bem grande. Ele, por sua vez, encheu a mão de cuspe, passou no pau e começou a forçar para dentro do meu cu que já ansiava por ser preenchido. Doeu um pouco mas tudo ficou melhor quando ele à medida que ia entrando tocava uma gostosa punheta em mim e me beijava com uma vontade louca. As línguas se enroscando, quase nem dava para respirar.

Ele ficou bombando um tempo e então tirou e se virou e disse:

- Agora quero teu pau me comendo bem gostoso! Não pensei duas vezes e meti tudo de vez. Meu cacete entrou fácil pois já estava bem lubrificado com aquele melzinho que sai quando se está com muito tesão (e meu pau é muito babão...). Ele gemeu baixinho, mas aguentou tudo e pedia mais. Fiquei uns dez minutos metendo, às vezes devagar, às vezes com força até que não aguentei e gozei dentro dele. Fiquei ainda um tempinho atolado naquele rabo tesudo, sentindo a porra escorrer pra fora.

Quando ele se virou de barriga pra cima, o pau ainda estava duraço pois ele não tinha gozado. Nos beijamos por um tempo e em retribuição, fui descendo com a boca até alcançar o pau quando comecei uma deliciosa chupada. Lambi a cabeçona, desci pelo pau até as bolas chupando uma de cada vez. Depois voltei ao pau e fui fazendo aqueles movimentos de vai e vem, sentindo o cheiro gostoso que ele tinha. Em pouco tempo ele se contorceu e encheu minha boca com sua porra quentinha e salgada. Engoli o que pude e finalizei com um longo beijo com gosto de porra.

Depois disso voltamos a transar algumas vezes, mas depois perdemos contato, pois ele foi morar em outra cidade.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/Voyer



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

16/02/2016 20:45:42 - Legal, fizeram um troca troca, bakana.

16/02/2016 10:50:10 - Adorei seu conto, uma delicia, adoraria acampar com caras tesudos.

16/02/2016 05:45:13 - Não tem coisa melhor q transar com um amigo de longa data, principalmente, qdo a gente é pego de surpresa. Dá ainda mais tesão. Espero q vc consiga reencontrar este amigo, e se divertir mais um pouco com ele, apesar do tempo.

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente