Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Fetiche: Meu primeiro boquete

Não lembro quando comecei a gostar de usar calcinhas mas lembro bem quando foi que chupei a primeira rola. Sempre gostei de assistir vídeos pornôs onde a mulher usava lingerie, ficava de quatro e mamava a rola de algum cara. Esse tipo de vídeo era o que mais me dava tesão. Certo dia, há muitos anos, decidi que ia pagar um boquete pra alguém. Fui encontrar uns amigos e voltando pra casa, já bem tarde da noite, passei propositalmente na frente de um drive-in onde é um ponto de travestis, que ficava numa rua isolada e sem movimento. Point estrategicamente localizado para quem queria diversão sem ser flagrado. br>
Passei apressado, de cabeça baixa, com muita vergonha. Torcendo para que nenhuma me chamasse e, ao mesmo, que uma delas me convidasse pra uma brincadeira. Eu já estava terminando de passar pela rua quando uma das travestis me chamou. Ela era linda. Loira, rostinho feminino, corpinho lindo, usava um top e uma calcinha preta. Parei, olhei um instante pra ela e fui em sua direção. br>
Ela colocou a mão no peito, perguntando se eu estava procurando diversão, se eu não queria entrar numas das cabines do drive-in para fodermos a noite toda. Ainda muito nervoso e tímido, eu disse que nunca tinha feito nada com uma travesti mas que eu tinha muita curiosidade em chupar um pau. Ela me fez jurar que eu era iniciante no assunto, como eu era mesmo, ela disse que ia me deixar chupá-la sem me cobrar nada e que eu seria seu primeiro cliente naquela noite. Entramos numa das cabines, ela puxou a calcinha pro lado, revelando uma rola linda, de uns 15cm, colocou meu pau pra fora também, juntou os dois e nos punhetou ao mesmo tempo enquanto eu chupava os peitos dela. br>
Então ela sentou no sofá e me mandou ficar de joelhos para eu experimentar como era gostoso chupar a rola de uma travesti. Imediatamente me ajoelhei e mamei aquela rola com vontade, me imaginando no lugar das várias mulheres que vi nos vídeos, chupando rola e usando calcinha, e aquela situação me deixou com muito tesão. Perdi toda a vergonha e medo e caí de boca na rola dela, cada vez mais fundo e com mais vontade. br>
Ela me acariciava, dizia que eu chupava muito gostoso, que não ia resistir muito tempo. Mamei por mais alguns minutos quando ela me perguntou se poderia gozar na minha boca. Eu ainda com o pau dela na minha garganta respondo um abafado "Pode". Ela segurou minha cabeça e disse "Então engole, amor". Senti aqueles jatos de porra quentinha invadirem minha boca. Engoli todos, sem engasgar, enquanto ainda chupava aquele pau delicioso. Quando ela terminou de gozar, me levantou e me deu um beijo na boca pedindo pra que eu voltasse outras vezes para fazermos o serviço completo. br>
Fui pra casa satisfeito por ter matado minha curiosidade. Foi a primeira vez (de muitas!) que chupei uma pica. E voltei outras vezes para brincar com aquela travesti mas isso fica pra outro conto.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/bipassivobotafogorj



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente