Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Fetiche: Minha boca estava cheia de porra, engoli tudo

Era uma madrugada como outra qualquer. Estava sem sono e entrei no meu perfil em uma página lgbt. Estava olhando as fotos e um perfil me chamou atenção, era negro, com músculos definidos, um pau de mais ou menos 22cm e uma boca linda. então enviei uma mensagem para ele pedindo o número do whatsapp, e para minha surpresa ele respondeu rapidamente. Adicionei o número à minha agenda e começamos a conversar. Mas para minha infelicidade, ele não tinha local para transar. Fui dormir cheio de tesão, pau duro e cu piscando, porém sabendo que teria que me contentar com uma punheta. quando acordei na manhã seguinte, havia uma mensagem dele no meu celular perguntando se eu queria sair com ele de carro para dar uma mamada no pau dele, pois tinha acordado com muito tesão. Rapidamente aceitei o convite, fui para o chuveiro, depilei o cu, pois sabia que poderia rolar algo mais, tomei um banho demorado, passei hidratante pelo corpo todo e fui ao encontro dele.

Marcamos em frente ao boliche. Esperei por alguns minutos, mas ele estava demorando. quando menos esperava ele parou o carro e me chamou. Entrei no carro, fechei a porta, e tasquei-lhe um beijo na boca. Que boca deliciosa. Enquanto ele dirigia eu passava a mão no pau dele por cima da bermuda e ele me pedia para mamar. Pedi que fossemos para um lugar reservado, deserto. Fomos para uma praia onde não havia ninguém, somente pescadores na água, ele parou o carro, deitou o banco e então comecei a chupar aquele pau grande e grosso. Mal cabia na minha boca. Chupei durante longos minutos. Lambi as bolas dele, e deslizava minha língua desde a cabeça até o pau. Então ele pediu para me comer. logo perguntei pela camisinha, pois saí de casa para apenas uma mamada, e ele disse que não tinha. O tesão era tamanho que não pude me conter, ele abriu a porta, saiu do carro e eu debrucei sobre o banco, de quatro, com o cu para fora do carro.

Ele começou a linguar meu cu, alternando a língua com os dedos. Que delicia. Que metia a língua com vontade dentro do meu cu. Meu cu já estava preparado para receber aquela pica, então ele foi metendo a cabeça devagar, colocava e tirava, para não sentir, pois havia dito que era virgem de cu. Logo depois ele me socou com força, me dominando a cada metida. Saímos do carro e ele deitou no chão, sentei por cima dele e comecei a cavalgar. Ele metia deliciosamente. de beijava e me chupava o corpo. Ainda me comeu de lado, e outras posições. Finalmente ele disse que gozaria.

Tirou o pau do meu cu e mandou eu chupar, eu chupava e punhetava ao mesmo tempo aquela tora. Então comecei a ouvir os gemidos dele que prendia minha cabeça contra seu corpo. Minha boca estava cheia de porra. Engoli tudo, e então entramos no carro, nos vestimos e fomos embora. Dentro do carro ainda rolou mais beijos. Que foda deliciosa.

Minha primeira vez e com um homem desse. Que delicia. Depois disso me mudei e nunca mias nos vimos. Saudade daquela piroca no meu rabo.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/viniciusrj-20



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

29/06/2016 13:51:49 - de um macho desse que eu procuro, pausudo e gostoso e ativão

28/06/2016 09:46:57 - que tesão to de pau duro

28/06/2016 09:46:22 - que tesão to de pau duro

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente