Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Fetiche: Quando fui arregaçado de verdade

Eu tenho 24 anos, passivo, moreno claro, 1,74m 72kg, 19cm e com uma bunda e um cuzinho muito elogiado.

Eu estou com um puta tesão porque acabei de ter uma foda espetacular.

Hoje, domingo, meu celular deu problema e eu acordei com muito tesão. Depois de enrolar um pouco resolvi entrar num bate papo e ver o que encontrava.

Passou um tempo de enrolação e apareceu um ativo afim de real sem enrolação. Ligamos a cam e curti ele. Nem perguntei a idade, mas devia ter uns 27/28, um pouco mais baixo que eu, troncudinho, branco.

Ele já queria armar real e perguntou se eu topava com mais um cara. Eu disse que nunca tinha feito, mas que ia curtir muito. Porém, fiquei com medo de realmente acontecer.

Quando ele mostrou a rola dele, meia bomba, fiquei no maior tesão. A rola dele era uma delicia e foi aumentando, aumentando e mostrou ser uma puta rola de responsa de uns 22cm, não muito grossa. Não perguntei mais nada dele e já tava afim de dar muito.

Falei que queria real e ele me chamou pra ir no ap dele. Como estava sem cel, combinei de mandar uma mensagem via skype quando saísse de casa e lee ia me esperar na rua.

Fui me arrumar e mandei mensagem para ela avisando que chegaria lá em 15min. Umas 17h mais ou menos.

Fui voando pra casa dele porque fiquei realmente no maior tesão. O cara parecia ser super safado e perguntou se eu gostava de sexo calmo ou nervoso. Eu disse que nervoso, é claro.

Cheguei lá e ele estava na rua passeando com o cachorro, me recebeu e entramos no seu ap. Quando fomos pro quarto ele colocou um video porno hetero.

Estávamos de roupa ainda, quando ele chegou perto de mim. Achei que ele fosse me beijar, porque pegou meu pescoço, mas na verdade ele me empurrou com muita força pra sua rola enquanto abaixava a calça.

Ele me forçou a colocar aquele rola mole toda na boca enquanto falava "chupa sua putinha! não é isso que queria! chupa toda minha rola!.

Como o pau dele estava mole, cabia tudo, e a força que ele fazia na minha nuca era fenomenal.

Sem perceber eu estava deitado de costas na cama, chupando o pau dele enquanto ele tirava minha calça e minha cueca.

E o pau dele ficando cada vez mais duro na minha boca. Logo, comecei sentir aquilo forçando minha garganta e parecia que não ia caber mais.

Ele falou "engole tudo vadia" e forçou aquela pica na minha garganta. Senti o caralho dele realmente entrando na minha goela, me impedindo de respirar. Eu já tinha virado uma puta na mão dele e deixei ele forçar aquela rola na minha boca enquanto cuspia no meu cu.

Claro que engasguei e saiu baba pra toda lado.

A foda mal tinha começado e eu tava chorando, com a cara cheia de cuspe e baba do pau dele.

Ele me virou na cama, sentou de frente pra mim e me forçou a chupar mais o caralho dele "Engole tudo sua puta! não queria rola, agora chupa aqui. Vc gosta né?".

Eu respondia " uhum" e tomei o primeiro tapa na cara.

Nessa eu já tava todo entregue. Ele me virou, cuspiu no meu cu e começou um cunete que eu gemia gostoso demais.

Eu já tinha virado uma vadia e tava com o cu pedindo a pica dele. Antes que eu percebesse, ele escorregou o caralho la pra dentro e já começou a bombar muito forte.

Porra, doeu demais e tive vontade de ir embora. O cara não teve dó nenhuma de mim. Estava me fodendo de 4 sem a mínima dó, apertando minhas costas pra empinar o rabo. E eu pensando q a foda mal tinha começado.

Eu gemia "meu cu. meu cu.". Era tudo que eu conseguia dizer. E ele perguntava "ta doendo?" Eu só respondi acenando a cabeça e ele meteu mais forte "é pra doer mesmo. Pediu rola e é isso que vai ter"

Eu tava me realizando. Tava doendo demais. Ele dava tapões muito forte na minha bunda e na minha cara. E aquele caralho entrava fundo de mim como nenhum outro.

Então o interfone tocou. Achei que ele ia continuar comendo mas parou.

Ele disse que um amigo dele tava vindo. Pediu pra eu esperar no banheiro enquanto eles conversavam.

Escutei ele atender o telefone. Depois de um tempo uma outra voz e fiquei no banheiro pensando "puta que pariu".

Enquanto colocava minha bermuda de volta vi que minha bunda estava com a marca da mão dele e já fiquei com tesão de novo.

Depois de um tempo não escutei mais barulho e resolvi sair. Quando vejo no quarto estão os dois pelados na cama conversando como super amigos.

O outro era um negão, de pelo menos 1,80, forte e um puta caralho. Grosso mesmo, de 19 ou 20cm. Ele segurava aquele caralho duro e eu fiquei sem reação.

O branco me viu e me chamou pra chupar a rola do negão.

Bom, não me fiz de rogado e fui lá meio sem jeito.

O negão era muito mais presença, mas era menos bruto que o branco. Ele segurava minha cabeça com menos força. Mas não durou muito, logo o outro me forçou a engolir a rola do negão também e escutava "isso putinha, cai de boca na rola do negão". Porra, eu ainda não acredito que isso aconteceu.

Fiquei mamando o Negão enquanto eles me xingavam de vadia, puta e veado.

Então o branco mandou o negão me comer de 4. Gelei, mas meu cu já tava pedindo essa rola. Senti ele forçar um pouco e parar. Então, senti ele cuspindo no meu rabo e forçando de novo.

Senti o negão me preenchendo todo de quatro e me segurando muito gostoso pela cintura. Logo, ele estava bombando forte e o branco já tava na minha frente me forçando a engolir mesmo sua pica. Eu não chupava mais pica, eu só engolia. Era até o talo, bem fundo na garganta e eu sempre engasgando.

o negão me forçou a empinar bem e dar com a bunda pra cima e a cara no colchão. O branco se ajeito pra continuar recebendo mamada.

Numa certa hora ele começou a dar tapas bem fortes na minha cara. Doia demais. Ele falou "olha pro seu macho, puta". Eu, todo empinado pro negão, olhei pra ele e tomei mais tapa na cara. Foram vários. E depois mais rola pra mamar.

Então eles trocaram e o branco começou a me foder. A pica dele era mais fina, mas ia muito fundo. Caralho. Eu gemia feito uma puta mesmo. "Tomou pica do negão e agora vai tomar pica minha. Você gosta né sua puta?"

Era o branco que falava as maiores putarias. Mas o negão falava coisas como "Que cu gostoso, delícia de rabo".

Eles revezaram de novo e o negão voltou a foder meu cu. "Vai negão, fode essa puta que ela gosta de rola no rabo." Dessa vez eu fiquei de quatro mesmo na cama, com as mãos apoiando e bem empinado. O branco, chegou de pé na cama e fez chupar o pau dele que ele tinha acabado de me foder. No começou nem percebi, quando vi já tava chupando e bateu um nojo. Como uma boa vadia, continuei mamando aquela rola sem parar. E não sentia nenhum gosto ruim, só estava adorando, porque sempre quis fazer isso.

Mais uma vez eles trocaram de posição e o branco veio me foder. A rola do negão era muito grossa, mas já preferia a dele. "empina esse cuzão vai, gosta de tomar rola né?", dizia o branco.

E eu chupando a rola grossa no negão.

Então o negão solta "Aguenta duas no rabo?". Eu não escutei e ele repetiu "Aguenta duas no rabo hein?". Eu virei pra trás e vi o branco montado em mim. Me fodendo pra valer e perguntou "Aguenta hein? Vamo te arregaçar?"

Porra eu tava numa indecisão. Porque tava gostoso demais, e sempre quis fazer dp. Mas estava com medo. Aqueles dois já tinham me arrombado o suficiente. Eu falei "Me arregaça mais e tentamos".

E continuamos assim. Eu tinha na minha cabeça que tinha tempo pra pensar melhor. E fiquei dando pro branco e chupando o negão.

Então o branco parou e falou "Caralho, arregacei esse cu. Vai la no banheiro se lavar".
Eu levantei e fui no banheiro, pensando se ele tinha gozado ou se tinha sujado. Descobri que minhas pernas estavam bambas, mas achei o chuveiro e fui me lavar. Percebi que ele não tinha gozado, nem tava nada sujo. Mas lavei bem, me sequei e voltei pro quarto.

Quando chego la, o negão está sentado na cama de frente pra porta com a rola dura. Cheguei e parei como se perguntasse "O que vocês querem agora?".

O negão já chamou "Senta aqui na minha pica". O branco falou "Vai rebolar na rola de um negão agora". Eu já cheguei sentando, confiante que meu cu estava aberto. E realmente entrou fácil, mas ainda doeu. Sentei e o negão me pegou pela cintura e socou bem gostoso no meu cu. Cada fez mais forte.

Tava uma delícia e quase gozei nessa. O negão percebeu e falou "Goza não putinha!".

Nessa hora, estranhei que não tava chupando o outro, e percebi que ele estava atrás olhando, quando falou "Vamos meter duas picas aí?"

Eu estava a ponto de gozar, tinha virado uma verdadeira puta e falei pra meter. No fundo, eu sabia que não ia entrar. Era impossível.

Então eles se ajeitaram e o branco veio por trás de mim. Logo deu pra sentir perfeitamente ele forçando a cabeça da pica no meu cu, por cima da pica do negão.

Então a pica foi escorregando e ele forçando até desistir. Achei que fosse parar de vez, mas ele deu uma cuspida e voltou pro meu rabo.

Ele foi forçando, o negão parou de bombar, então senti que tava entrando. Bateu um gelo, e logo depois uma dor que nunca senti. Gemi alto e o negão já mandou um "relaxa puta!". Mas, mal sabia que ainda ia doer mais. O branco enfiou mais e parecia que tava metendo de novo. Acho q que tinha terminado de passar pelo meu anel.

Eu estava gemendo fino. Respirando ofegante, sem acreditar. O negão me segurava forte pra eu não sair e o branco metendo mais e falando "Isso sua puta, tá aguentando duas picas né? Dois machos no seu cu e tá gostando."

Na verdade eu não sabia se tava gostando ainda. A dor era muito diferente. Mas eles foram bombando e quando vi o negão falou "Isso vadia, empina bem esse rabo enquanto toma duas picas no cuzão". E percebi que eu já tava bem empinado e gostando. Sentia que podia gozar sem encostar no pau a qualquer momento e segurei. Fiquei com medo de gozar e eles continuarem metendo.

Olhei pra sombra da parede e vi minha sombra de quatro com um cara por cima de mim. O que a sombra não mostrava é que tinha dois caralhos de responsa dentro de mim. Aí começou a ficar muito bom e eu estava adorando ser uma puta.

O branco me puxou pelo pescoço enquanto metia e falou na minha orelha "Vou meter minha mão no seu cu". Eu não tive forças pra responder. Mas resolvi que isso eu não faria. Era muita loucura pra um dia só.

O branco pediu pro negão bombar também. Eles se ajeitaram e senti o negão metendo a rola gostosa no meu cu arrombado. Em uma estocada o pau deles saiu.

O branco disse "senta no negão vai, colocar toda rola no cu" e veio com a rola dele pra eu mamar. Nessa já estava preparado e cai de boca, sentindo o pau dele na minha garganta, logo depois de me foder. Ficaram assim um tempo até o branco dizer "Vou meter mais caralho", e começamos de novo uma DP. Porra! Eu não acreditava. Tinha uma rola preta e uma branca no meu cu. Parecia coisa de filme.

Nesse exato momento to pensando em mandar mensagem pro branco pedindo o número do negão, ou perguntando se tá afim de outra foda. Porra.

Eles continuaram nessa dp por um tempo até o branco falar pra irmos pro banheiro. Eu entrei no chuveiro e o branco disse "Fode essa puta no chuveiro negão" Me botaram de costas, enfiaram o caralho grosso do negão em mim (achei que não fosse doer, mas doeu) e ele começou a bombar.

Ele forçou minhas gostas pra eu empinar bem o rabo e ficar com a cabeça pra baixo, encostado na parede. Fiquei assim sentindo meu rabo sendo arregaçado totalmente. O barulho no banheiro era incrível e assustador. Estava claro que eu estava todo aberto. O negão foi metendo cada vez mais forte e falou que ia gozar. Gozou no meu cu e o branco entrou no chuveiro sem nem esperar.

O negão se lavava embaixo do chuveiro e o branco me virou de costas pra outra parede e meteu no meu cu. Nós três naquele box.

O branco foi demorando pra gozar e me forçou a ficar empinado que nem uma vadiazinha mesmo. "Vai putona, você gosta né? Vai sair daqui arreganhado, com o cu todo aberto!"

Ele foi bombando mais e mandou "Goza vai sua puta, goza com o caralho no cu". O negão disse "isso veado, goza sentindo uma rola no seu rabo". Eu obedeci, peguei meu pau e gozei em segundos. Só que o branco continuou metendo em mim, me apertando, me xingando e me dando tapa. Até gozar no meu cu também.

Acabamos, ele se lavou e depois eu. Quando cheguei no quarto eles estavam falando super de boa, já vestidos. O negão me chamou de gostoso, pegou minha bunda e falou "que rabão hein". Eu não tive forças pra responder.

Me vesti, trocamos algumas palavras e eu desci com o negão. Nos despedimos lá embaixo e fui embora. Agora estou aqui, querendo dar de novo.

Espero que tenham gostado do conto. Desculpem, ainda estou fraco pela foda e com muito tesão, espero que isso não tenha atrapalhado a escrever, o que é aliás meu primeiro conto.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/molto



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

18/07/2016 16:31:43 - Delícia de conto. Ja dei pra três amigos num dia só mas não topei fazer DP...meu cuzinho é muito apertado..mas o resto..o revezamento de pica no cu..pica na boca.. que delícia!!!!

18/07/2016 16:19:28 - Delícia de conto. Ja dei pra três amigos num dia só mas não topei fazer DP...meu cuzinho é muito apertado..mas o resto..o revezamento de pica no cu..pica na boca.. que delícia!!!!

05/07/2016 10:19:17 - Excelente.

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente