Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Fetiche: Pegando o noivo no dia do casamento

Dentre varias experiências sexuais que tive esta é uma das mais excitantes e emocionantes que já vivi! Alguns anos atrás conheci um rapaz através do bate papo e saímos algumas vezes, quando menos percebemos já tínhamos feito uma boa e sincera amizade. Ele evangélico, noivo, com casamento marcado e eu quase na mesma situação.

Trocavamos muitas ideias sobre nossa situação tão parecida. Por fim, tornamos tão amigos que eu conheci toda a familia dele e ele a minha, sempre, claro na condição de bons amigos. Chegado então o dia de seu casamento. A cerimônia na igreja foi linda e emocionante. Após a cerimônia os noivos receberam os convidados num buffet na Zona Leste de SP. Até ai, tudo tranquilo.

Por se tratar de casamento evangélico o máximo que tinha era suco de uva. Eu já sabendo disto, resolvi levar no carro duas garrafas de Amarula, pois sei que ele é apaixonado por esta bebida. Ele já sabia que eu curtia uma bebida e após alguns minutos chegou para mim e disse "no "almoxarifado do buffet, que fica do outro lado da rua, tem umas cervejas no cooler que eu reservei pra você e gostaria que você fosse lá beber pelo menos uma.." neste momento percebi que tinha algo mais, ele não queria me dar só as cervejas.

Falei que sim e que tbm estaria levando "sua" amarula, , pediu-me para ir na frente que em minutos ele aparecia por lá. Para conseguir sair do buffet, ele inventou uma história que teria que voltar na igreja pois havia esquecido a carteira na sala pastoral. Sai e fui até o Almoxarifado, não demorou três minutos e ele já abriu a porta, extremamente excitado, me abraçando com se aquele fosse o momento tão esperando por suas núpcias.

Aquele clima entre tesão, medo, culpa, fetiche nos envolveu completamente que quando percebi já estava tirando o smoking preto que lhe cobria o corpo, ficando somente com a camisa branca e com a gravata prata, com o mesmo tesão meu pau pulsava dentro da minha calça, pedindo para pular para fora; Em questão de minutos estávamos seminus naquele cômodo lotado de garrafas, latinhas e engradados... beijávamos loucamente, aquilo era surreal, ele estava extremamente excitado e queria chupar meu pau com toda sede que lhe era peculiar e entregar por inteiro para mim naquele instante. Sei que por minutos perdemos completamente a noção do tempo, espaço e do perigo, transamos loucamente naquele local, coloquei ele de quatro, naquele dia a bunda dele parecia estar mais linda do que qualquer outro dia, suas bolas totalmente depiladas dava uma sensação de que ele havia se preparado exatamente para aquele momento.

Ficamos transando uns 15 minutos e ao final gozamos feito dois homens que parecia ter ficado anos sem transar de tanta porra que jorramos uma para o outro. Ao final colocamos nossas roupas, ele saiu sorrateiramente do local, eu sai após alguns minutos. Cheguei no salão sob a alegação de que havia ido ao banco sacar dinheiro para contribuir com o "pedaço da gravata." Agora em Junho faz cinco anos, mas sempre que penso neste dia fico excitado e rara são as vezes que não bato uma relembrando este dia tão especial para mim e para ele.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente