Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Fetiche: Dentro do carro, no banco de trás

Conheci o Gilson, por um site de relacionamentos em que tenho perfil. Ele me disse que era casado mas que adorava comer um cuzinho também. Mandei umas fotos da minha bunda pra ele, que disse ter ficado na maior vontade de me comer. Marcamos então pra encontrar no início da noite, na porta de um supermercado no bairro dele aqui em Belo Horizonte, onde moramos.

Imaginei que íamos pra um motel no meu carro. Chegando lá, nos apresentamos, e o achei bem mais atraente do que nas fotos. Entramos no carro, ainda no estacionamento, e conversamos um pouco. O danado já pois o pau pra fora pra me mostrar que tava com tesão. Propus então irmos direto pro motel mas ele disse que tava com pressa, que esposa logo ia ligar. Então me disse pra gente ir pra uma rua mais tranquila ali perto mesmo, que dava pra fazer no carro. A princípio fiquei receoso porque era pouco depois das 8 da noite e o bairro tem bastante movimento.

No entanto, ele insistiu e fomos. Dirigi por uns 500 metros, dentro do bairro, ele me mandou pegar uma rua paralela à principal.. pensei que íamos mais longe, mas não.. Disse o Gilson: Pára aqui mesmo. Estranhei porque ainda estava perto e passava carro, mas ele disse que era tranquilo. Como na frente era muito exposto, propus que fôssemos para o banco de trás. Fomos, e lá ele pôs o pau pra fora e me mandou chupar.

Mamei aquela rola gostosa com vontade (não era muito grande mas é grossa). Enquanto seu tesão aumentava cada vez mais, o Gilson passava a mão minha bunda... Enfiava os dedos no meu reguinho e dizia: Ahh que cuzinho gostoso... E foi descendo minha calça, expondo minha bunda cada vez mais... De repente, ele pede: fica de 4, que eu vou te comer!

Meio sem jeito, no banco do carro, e receoso que viesse alguém... mas, doidinho de tesão e vontade de dar pra ele, eu obedeci. Fiquei de joelhos no banco, com a bunda virada pra ele, e me abaixando o máximo que pude pra não aparecer no vidro do carro. O Gilson veio por trás, cuspiu no meu cuzinho e colocou a cabeça do pau lá. Devagar foi penetrando... Enfiando com jeito pra eu não sentir dor.

Dizia: - Que cuzinho gostoso... vou comer muito esse rabo.... hehehe!

Eu gemia baixinho e relaxava cada vez mais... senti a rola entrando todinha em mim... Uau! que delícia!

O Gilson enfiava e voltava, mexia lá dentro, socava de novo.. e eu adorava..rsss Até que ele começou a socar mais forte.. sem parar... Eu sabia o que isso significava. Até que, de repente, ele dá uma estocada forte, lá no fundo.. esfrega o pau no meu cu. Sinto ele tremer lá dentro e.. meu cu ficar molhadinho por dentro... Gozou! Tudo lá dentro. Ficamos ainda alguns segundos naquela posição pra recuperar o fôlego..rss

Depois ele tirou o pau de mim, enxugou a cabeça úmida de porra na cueca e se vestiu. Também me vesti, voltamos pro banco da frente e o levei embora. Deixei ele na casa da sogra pra pegar a esposa....hehehe Mal sabia ela que o maridão já tinha se fartado de sexo naquela noite... kkkkkkkk

Tomara que na próxima vez seja no motel. Carro é muito apertado.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/papaanjobh



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente