Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Fetiche: Isca do negão

Estava numa festa e ficamos trocando olhares. Ela muito gostosa, morena fogosa com seios grandes meio amostra, uma isca tesão pra caramba. Cheguei e logo combinamos de sair dali. Ela conhecia um lugar calmo atrás do prédio da festa, em uma salinha.

Entramos a já logo começou a sacanagem. Mão pra la e pra ca, chupação, eu cai de boca naqueles peitos lindos e já fiquei peladinho. Minha pica babando, ela se inclina pra trás e me faz curvar sobre ela. Fiquei de bunda pra cima, quando sinto alguém encostando. Deu um calafrio, eu nem tinha percebido mas entrou no quartinho um moreno alto, fortão e já tava de pica na mão, encostando na minha bunda.

Ai que eu percebi que eu era a caça e a filha da puta era a isca. Que eu tinha engolido e agora tava naquela situação. Em segundos passou tudo pela minha cabeça e nestes momentos que fiquei pensando ela me segurou com as pernas e o negão empurrou a pica no meu cu. Ele abriu minha bunda, encaixou a cabeçona e deu aquela forçada que entrou so a cabeça. Tipo... tirou o selo e engatou. Meus olhos arregalaram e senti um prazer louco.

Relaxei e me inclinei mais e comecei a beijar aquela boca carnuda, sentindo o mastro do negão entrando devagarinho. Ele não tinha pressa pois sabia que a pica dele parecia uma tora e não ia amolecer tão cedo. Então foi enterrando mais. Eu estava sentindo minhas pernas amolecerem, mas parecia que eu podia ficar pendurado pelo cu naquela tora rija como um tronco, que já me possuía todo.

Neste momento nem queria saber mais da gostosa, só queria que o negão socasse e me arrombasse. Eu estava adorando e já tinha me transformado. Uma pica dessa muda você em segundos. Eu só deseja gozar sentido meu cu preenchido por um volume arrombador.

Descobri o que é o tesão. Gozei tanto que fiquei amortecido, mas o meu macho fodedor gozou também. Já estava sentindo a porra dele escorrer nas minhas pernas, mas ele nem deu sinal de que tinha acabado. A tora continuava dura e num vai e vem dentro do meu cu que ja era uma caverna. Ele entrava e saia com uma facilidade incrível. Eu já não aguentava mais, mas meu corpo continuava pendurado na pica do agora maravilhoso macho fodedor.

Eu estava completamente dominado, quando a gostosa fala, agora vira e chupa a pica do nosso macho. Levei um segundo pra obedecer e assim que a cabeça daquela tora entrou na minha boca senti um jato de porra enchendo minha garganta. Fui engolindo o que deu e babando o resto.

Ai eles falaram que tinham feito aquilo pois a gostosa não aguentava mais dar sozinha pro negão e eles precisavam alguém pra diminuir o tesão dele. E seu eu quisesse podia participar mais vezes. Levei outro segundo pra começar a sonhar com a próxima vez...

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/afimsex



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente