Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Fetiche: Saida inusitada

Olá. Primeiro vou me apresentar: Tenho 45 anos, sou branquinha, cdzinha passiva ,1.69 de altura seios pequenos, 103 cm de bumbum e coxas grossas. Sou a famosa "tipo Raimunda". Trabalho como cabeleireira e de noite faço a coisa que mais gosto: sexo. Minha marca registrada é o uso de meinhas soquete. Uso com tudo: Tamanco, sandália e claro tênis.

Trabalhei a semana inteira no salão. Não consegui dar nenhuma saída, resultado: Louca pra dar.

São Paulo esta quente, apesar de fora de época seco demais e eu tenho digamos uma febre "anal", meu cuzinho fica quente de mais. Sai do salão sábado eram mais de 8 da noite. Cheguei em casa ,tomei um gostoso banho, fiz enema e depois lanchei. Liguei o computador e ao conferir meus e-mails havia um: Entrevista. Achei curioso. Abri e era longo o e-mail, mas excitante.

A tempos atrás vi uma reportagem sobre o mundo noturno em São Paulo e resolvi enviar um e-mail nos comentários. Pois bem, o repórter escreveu uma longa e detalhada historia de onde tinha ido e por fim me convidou para participar de uma entrevista onde o tema seria "O mundo Cross e as Cdzinhas de São Paulo".

Havia um telefone, resolvi ligar apesar de ser quase 10 da noite. Rapidamente fui atendida. Quem me atendeu foi o próprio: Edinaldo. Conversamos e percebi que ele estava muito interessado e, além disso, excitado, pois ofegava muito. Ele me convidou a vir em sua chácara, perto da cidade de Embu aqui em São Paulo mesmo. Papo vai, papo vem topei. Ele ai disse: " olha para ter mais realismo venha montadinha bem sexy". Dei risadas, mas topei. Ele passou o endereço. Desliguei e assim me arrumei: Tamanco de madeira rosinha/amarelo e branco, meinha soquete, branquinha de renda, fio dental vermelho, micro vestido branco(um escândalo de justo e curto) e bonezinho branco com M vermelho.

Peguei minha bolsa que claro já tem o que chamo de "kit básico": camisinha, pomadinha para anal, halls preto e lenço umedecido.

Sai de casa eram 11;15 da noite. Por volta de meia noite e vinte cheguei. Buzinei, ele abriu portão: Era alto, mas gordinho, mulato claro e careca mas um homão.

Parei o carro na frente da casa, sai e percebi que ele cresceu os olhos em mim, adentrei claro rebolando bastante. Elogiei a casa ai sentei no sofá cruzando as pernas e ele claro não tirava os olhos delas.

Ele tentando se conter pegou seu computador e fez umas vinte perguntas, mas percebi que conforme eu me mexia ele estava se excitando. Acabou a entrevista em menos de 40 minutos. Ele desligou seu notebook e me ofereceu uma bebida. Disse que gosto de Martino doce, ele trouxe mas ao sentar-se do meu lado pôs suas mãos fervendo nas meinhas coxas e me convidou a ir pro quarto. Levantei e ele sem muito esforço levantou meu mini vestido expondo meinha bunda e ali mesmo na parede me prensou e começou a chupar meu cuzinho e a bater na minha bunda. De pe mesmo ele fez eu agachar e a chupa-lo e levei um jato forte no rosto.

Fomos para o quarto , me limpei e la comecei novamente a chupa-lo e quando fui ver estava cavalgando naquele cacete delicioso.

De repente escutei uma pessoa chamando e já estava na porta do quarto: era o entregador de pizza, que por ser amigo dele entrou de de repente e vendo a cena disse: "Opa eu quero também" e sem mais nem menos tirou sua calça e se juntou a nós.

Edinaldo tirou seu pau de dentro de mime deixou o entregador me comer também.

Esse muito mais novo e com pressa gozou rápido.

Deitei na cama de bumbum pra cima e enquanto Edinaldo ia pegar dinheiro para pagar as pizzas o entregador ainda brincou com meu bumbum e me deu seu telefone.

Esse foi embora e eu e Edinaldo ainda comemos a pizza e fizemos sexo mais uma vez me deixando contente e feliz.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente