Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Fetiche: Punheta com o coroa no ônibus

Aconteceu ano passado, 2017, eu tinha 18 anos. Estava indo para a casa da minha mãe, a 30 minutos da minha casa mesmo, moro aqui no RJ.

Peguei um ônibus e como de costume sentei la nos fundos, na janela. Estava um pouco cheio, porém chegando em um shopping o ônibus foi esvaziando, deixando no fundão apenas uma pessoa além de mim, esta estava sentada do outro canto da fileira.

Assim que o ônibus ficou um pouco vazio, sentou um senhor no assento do meio nas fileiras do fundo, enquanto sentou-se outro ao meu lado. Porém, o mesmo sentou e ficou muito encostado em mim, eu não liguei por se tratar de uma pessoa mais velha e por ter um rapaz sentado ao meio, então fiquei quieto.

No decorrer da viagem, o senhor continuava colado em mim, desde os braços até as pernas, estando com as mãos dele paradas por cima de suas pernas. Até que o moço que estava ao meio levantou, então eu pensei que o senhor fosse se afastar um pouco, mas o mesmo permaneceu "colado" em mim, foi aí que eu comecei a desconfiar.

Eu estava uniformizado, com a mochila do colégio sobre as pernas, então tive a ideia de por a mochila na perna esquerda, deixando a perna direita livre enquanto estava junto ao rapaz do lado. Aos poucos percebo ele chegando a mão pra perto da minha perna bem devagar, de uma maneira bastante discreta, aproveitando os balanços e as curvas que o transporte coletivo dava.

Até que eu fiquei "aparentemente" a vontade, encostei um pouco o braço nele também, estando de uma maneira mais aberta ao seu lado. E então ele foi encostando os dedos na minha perna, enquanto o seu braço estava nitidamente por cima do meu, e em seguida sua mão estava literalmente sobre as minhas pernas, enquanto nossos braços estavam cruzados entre si.

A partir daí eu peguei a mão dele e botei em cima da minha calça, bem onde o meu pau estava latejando de tanto tesao, logo ele ficou me alisando e eu pus a mochila por cima pra disfarçar...

Eu sentia muito tesao, então novamente peguei em sua mão e a coloquei dentro da minha calça, onde ele alisava e apertava o meu pau bem duro constantemente até o fim da viagem.

Fim este no qual por coincidência descemos no mesmo ponto, ele me chamou para sua casa, provavelmente morava em um condomínio ali mesmo na estrada, porém eu tinha pressa de chegar a casa da minha mãe e acabei não indo. E por fim chegando la eu me deparo com a minha cueca bastante melada, poderia ter rolado muito mais coisas caso o ônibus tivesse um pouco mais vazio na parte dos fundos...

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/Não



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente