Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Fetiche: Turismo em SP

Tenho 50 anos , e soube de uma exposição em SP, mas como sou casado falei pra minha mulher que ia para uma reunião, reservei um hotel e fui pra São Paulo. Acho que ja tava com segundas intenções, pois mesmo durante a viagem já fui entrando no disponível pra ver quem eu podia encontrar, e achei vários carinhas que ficamos num bate papo e se provocando .

Quando cheguei no hotel, continuei a conversa com um cara que se mostrou interessado, e ficamos falando sacanagens, e de como ele gostava de meter o pau no cu de um macho, e como eu tava afim de sentir o gosto de uma pica . A provocação continuou até que ele deu a ideia de vir me visitar no hotel, Eu gelei pois o virtual ia virar realidade, e comecei a ter umas idéias, e pedi para ele chegar no quarto e bater na porta, e quando eu abrisse era pra ele falar que era bombeiro que veio arrumar o encanamento. Ele topou e disse que no fim da tarde ia vir .

Então pensei em me preparar, e fiz uma chuca no banheiro mas achei pouco, e resolvi sair para comprar algumas coisas e fui em uma loja de departamento para comprar umas lingeries bem legais, entrei e falei para a atendente que queria comprar umas calcinhas pra minha esposa, e ela ja percebeu e foi separando calcinhas, corpete, meia, sutiã, vestidinho, e perguntou o tamanho, e para disfarçar falei que era do tamanho de uma senhora que estava perto, e ela logo percebeu que era do meu tamanho. Então ela falou pra eu esperar, atras de uma cortina que ela ja vinha. Mas pra minha surpresa ela mandou um outro cara, negão, fortão, e ja foi falando que a vendedora mandou ele pois achou que ele atenderia o que eu precisava e ele estava com todas as peças na mão. Fiquei meio sem saber o que fazer, mas o negão pra quebrar o gelo, entrou atrás da cortina, tirou o pau pra fora e mandou eu chupar.

Fiquei vermelho mas, babei e agachei, chupei muito e bem gostoso a ponto de receber toda a porra dele na boca e engoli tudo pra não fazer sujeira. Então levantei, peguei as peças e fui pagar pra voltar pro hotel. E tenho a certeza que sai da loja rebolando de tesão que fique, e tava preparado pra receber minha visita no hotel.

Então passaram as hora e me vesti e fiquei bem cheiroso, ou cheirosa não sei. Coloquei um roupão por cima, e em alguns minutos a campainha bateu. Quando abri a porta, tinha um branquelo parrudo na porta falando que tinha vindo ver o encanamento, deixei ele entrar, e começamos a fingir que ele tinha que procurar o problema, e ele andou pelo quarto, e foi ao banheiro, e eu fui atrás dizendo que tava vendo que ele tinha trazido um cano junto, que ja tava aparecendo e ele me olhou de roupão ja meio aberto e chegou perto, abrindo todo, deixando aparecer minhas lingeries, na hora o cano dele ficou duraço a ponto de saltar pra fora a ponta daquela pica, foi o maior tesão.

Então comecei a rebolar na frente dele, e fui caminhando pra cama , e ele veio por traz de mim e sem a menor cerimonia, falou que eu tava pegando fogo, então rasgou minha calcinha bem no cuzinho, me segurou pela cintura e meteu o cano no meu cu, de uma vez, incendiando meu rabo e me deixando louco de tesão .

O clima esquentou eu comecei a rebolar na pica dele, sentindo aquela tora branca, grossa e cumprida me preencher foi tudo muito rápido e ele ja começou a gozar dentro do meu cu, dizendo que tava apagando meu fogo . Mas na verdade o incêndio só tava começando, pois ele tirou o pau do meu cu e ja cai de boca pra endurecer aquele cano, eu tava alucinado e queria muita pica. Ele era um macho maravilhoso, que em segundos ja tava fodendo minha garganta, e comeu de varias maneiras entre foder minha bunda e meter na garganta, ficamos nisso por horas. Nem sei quanto tempo, eu parecia que estava no céu, pensando no negão que eu tinha chupado há pouco, e aproveitando o pirocudo que não parava de me foder, de todos os jeitos.

Depois de horas ele falou que era hora de eu gozar, então ele deitou de costas, e fez eu sentar naquela mangueira, num sobe e desce ajudado por ele que me pegou pela cintura, e nessa posição senti a pica dele chegar la no fundo e o tesão foi tanto que comecei a gozar sem nem encostar no meu pau, que sensação, a melhor que ja senti e aconselho a todo macho que tem por ai sentir um dia. Ninguém vai se arrepender.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/afimsex



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente