Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Fetiche: Com o cu piscando

Olá, meu nome é Andrade, 45 anos, e tenho um relacionamento a 4 anos com Sandra de 34 anos. Nos damos muito bem, adoro cada momento que estamos juntos. Ela curte inversão de papéis, mas antes de namorar com ela, eu quando garoto fazia o famoso troca-troca com outros garotos, de onde morava, e isso ocorreu por um tempo, até quando me mudei, por isso liberei, apesar de fingir que nunca fiz, pois nunca contei.

Quando conheci a Sandra, ela foi se chegando aos poucos no meu cuzinho, e eu falava que não dando uma de macho, mas adorava. Começou com a língua, avançou aos poucos metendo 1 dedo, depois 2, 3, até me convencer de fazer uma inversão, que no qual não via a hora de ela fazer. Ela comprou 4 consolos de tamanho e largura diferentes e começamos então a festa. Apesar de ela gostar de fazer, ela não é chegada a troca de casais, ter mais uma mulher ou homem no relacionamento. Nesse aspecto ela é careta.

VAMOS ao ocorrido, Eu tinha ido trabalhar na quarta-feira de maio/2012, quando cheguei vi um tumulto na frente, e perguntei o que houve. Tinha ocorrido um acidente, um ônibus bateu e entrou na loja e abalou a estrutura do prédio, e a defesa civil impediu a entrada de todos até ter uma perícia e verificar se estrutura do prédio não tinha sido abalada. Todos foram dispensados. Então fui andar pelo centro do Rio, entrei em algumas lojas, e no centro tinha vários anúncio de travestis colados em orelhões com fotos de bunda e de pica. Bem isso já me deu uma vontade de sair com um, pois nunca tinha saído. Liguei para dois deles, mas eu não tinha dinheiro para pagar. Então desisti.

Foi quando estava indo embora pegar o ônibus, notei que havia mudado de lugar o ponto. Perguntei para um jornaleiro e ele me indicou, foi quando fui cortar caminho passei por um cinema com filme pornô, e sabia que ali só tem BI, GAY, TRAVESTI, alguém a procura de sexo. Nunca tinha entrado, mas meu cú piscava muito, doido para sentir uma pica de verdade no meu CÚ. Vinha as lembranças da infância, e o prazer de dar para a Sandra. Aí enrolei um pouco, criando coragem para entrar, cheguei a passar umas 8 vezes pelo cinema, até que entrei.

Não enxergava nada, pois tinha que me acostumar com o escuro, nisso me sentei na cadeira da beirada do corredor e já veio um cara com uma pica linda me oferecendo para chupar, e não me fiz de rogado, chupei até ele gozar. Nisso eu já tinha me acostumado coma escuridão e resolvi rodar o cinema para ver como era, e descobri que senta onde sentei tá afim de chupar, e quem senta no meio e fica com o pau para fora quer ser chupado. Tinha duas partes escuras onde os cara ficam com o pau para fora só para chupar e na outra para chupar ou para dar, além de outros cantinhos e o banheiro.

Como meu cú já estava em ponto de bala, fui para a parte onde rola a FODA, um pouco quente lá, mas eu queria dar. Fiquei lá parado observando, quando um cara passou a mão na minha pica, e apertou a minha bunda. Sem falar nada, me virou, encostou a pica na minha bunda, foi quando peguei na pica dele que me parecia grande. mas não era grossa, e eu me apoiei na parede, abaixei para facilitar a penetração e começou a meter, após uns 5 min. Ele gozou. Foi então que olhei tinha outros 3 olhando ele me comer, e um já veio com a pica dura em minha direção, eu segurei, toquei um pouco para ele e me virei. Hummm, que delícia, outro cara gozando na minha bunda. Eu nem cheguei a me virar o outro me segurou e meteu, só que a dele além de grande era bem grossa, mas como já estava arrombado mesmo, dei gostoso para ele, que gozou muito e me deu uns tapas na bunda, apertando meu peito. Gozei sem pegar no meu pau. Foi aí que o terceiro também veio, me comeu, mas quase não senti, pois o outro me deixou totalmente alargado. Esperei ele gozar e fui embora para casa.

Cheguei, e minha gata estava me esperando, transamos gostoso, eu comendo e dando para ela. Foi um dia entanto, só que ela nem imagina o que fiz, ela é muito ciumenta. Moro no Rio de Janeiro - capital, se alguém estiver afim de marcar algo, com muito sigilo, pode ser mulher que gosta de inversão ou não, casal, Bi ou travesti, meu e-mail é m_andrade1968@hotmail.com Abraços

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente