Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Fetiche: Cuzinho rosinha bem apertado

Galera essa historia aconteceu um tempo atras. Morava em Cuiabá, e na epoca meu pai tinha um escritório no centro da cidade. Eu sempre ia no escritório no final da tarde para poder esperar os funcionários irem embora e eu trancava o escritório. Foi num dia desses que tudo aconteceu. Na época eu tinha 26 anos bonito olhos verdes 1,79 peludo. Tinha atração por homens, mas apenas admirava não tinha coragem. No prédio da frente ao ecritório no mesmo andar observava um rapaz que morava no apartamento em frente.

Deveria ter uns 30 anos malhado pêlos dourados e pasmem... para minha surpresa ele andava nu pela casa. E quando viu que eu observava passou a se masturbar ... aquilo me deixou louco vontade de correr pra aquele apartamento. Passei dias fazendo isso criando coragem até que um belo dia esperei até umas 19h o centro da cidade vazia e o cara não chegava, fiquei desolado e comecei a fechar o escritório e deixei a janela por ultimo. Aí quando fui fechar a janela, lá estava ele fazendo sinal pedindo meu fone, meio com medo passei por sinais, ele me ligou, nossa uma voz grossa máscula me dizendo, vou deixar a porta lá embaixo aberta e a curiosidade era enorme e mais que depressa desci e já estava no prédio da frente.

Ele se apresentou como Gustavo estudante de direito, era de Floripa, nossa eu tremia, aquele cara lindo peludo muito loiro e de sunga preta com o pau pulsando dentro. Ficamos conversando e ele foi tirando minha roupa me beijando. Na época eu namorava mulher e confesso ninguém até hoje me beijou como esse cara. Era carinhoso quente e sem pestanejar ele comecou a sugar meus mamilos, foi descendo a minha barriga, aí fiz o mesmo só que quando fui lambendo aquele torax peludo loiro sentia o cafuné, sem perder tempo tirei a sunga dele e me deparei com uma visão dos deuses, um pau de uns 22 cm grosso branco como a neve veias grossas salientes sacão grande cabeçaa rosada, sem pensar duas vezes me virei e comecei a mamar, mamar e ouvindo os gemidos e de repente Gustavo me puxou e comecou a me mamar também, sentia aquela boca quente molhada no meu pau e em seguida experimentei a melhor coisa do mundo, ele passou a foder meu cu com a língua enquanto eu mamava aquela rola, queria que aquele momento nunca parasse, aí ele disse que iria fazer o mesmo.

De repente enquanto ele me mamava via aquela bundinha redonda com aquele cuzinho rosinha bem apertadinho piscando pra mim eu nunca havia feito nada daquilo, mas meti a lingua, o cara gemia. Saiu de cima de mim e enquanto me beijava colocou uma camisinha no meu pau e enqunto me beijava sentou no meu pau e rebolava, rebolava, eu estava louco de tesão até que gozei dentro dele e ele jorrou aquele liquido quente no meu peito, caiu em meus bracos e com meu pau ainda dentro dele, nos beijamos, mas como sou tarado, ele disse nosssa seu pau não desceu nem depois de gozar não perdi tempo e comecei de novo. Foi a melhor coisa que fiz na vida, de repente lembrei, esqueci de trancar o escritório, beijei o gustavo me despedi e fui correndo trancar o escritório e quando cheguei dei de cara com um rapaz de uns 20 anos que trabalhava próximo ao escritório do meu pai, cumprimentei ele e ele disse, eu vi tudo amanha sou eu, mas isso e outra historia.

Se algum cara loiro do interior de SP estiver afim faz tempo que não fico com um.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

13/01/2016 17:45:38 - tesão de conto rsrsrs

12/01/2016 02:11:33 - Que delícia o conto. Deve ser maravilhosa uma experiência assim.

11/01/2016 23:12:26 - gostei muito da historia até gosei queria ter um cara asim comigo

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente