Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Outros: O pedreiro me comeu e gostou

Moro no 11º andar de um prédio em Águas Claras - DF. Em frente ao meu prédio há outro em construção. Certo sábado do mês de outubro, eu passava roupas e estava somente de cueca. Gosto de usar cuecas pequenas e que, volta e meia, acabam entrando na bunda. De repente, ouço um burburinho na construção. Era por volta de 16h, fim do expediente dos pedreiros. Um grupo deles me olhava e falava gracinhas. Fiquei com vergonha e excitado. Dormi sonhando com os pedreiros admirando minha bunda. Não me contive: no dia seguinte, comprei calcinhas fio dental. Nunca as havia usado.

Segunda-feira de manhã, enquanto me preparava para ir trabalhar, vesti uma das calcinhas e fiquei circulando pelo apartamento. Não demorou e comecei a ouvir assobios e gracinhas. Tenho 1,70m, 60kg, 45 anos, branco, lisinho (depilado), bumbum branquinho e macio de tamanho normal para uma pessoa magra, discreto (não sou afeminado). Alguns deles me pedem o telefone. Consigo passar no número por gestos. Alguns deles me telefonam falando gracinhas e querendo dinheiro. Despachei os interesseiros. Não pago para fazer sexo.

Nos dias seguintes, continuei desfilando de calcinha fio dental todas as manhãs e ouvindo os assobios e gracejos dos pedreiros. Eu ficava totalmente excitado com a situação. Uns 20 dias depois, recebo uma mensagem por whatsapp de um dos pedreiros dizendo que eu era muito gostosa e que ele estava tarado em minha bundinha com a calcinha fio dental. Eu respondi que seria todinha dele quando ele quisesse. Mais uns dias e, num domingo à noite (meia-noite), recebo uma mensagem do pedreiro pedindo que eu fosse buscá-lo numa cidade vizinha, há cerca de 20km. Fui buscá-lo. De calcinha fio dental vermelha, como ele pedira. Ao vê-lo, encantei-me: moreno, 1,70m, 70kg, corpo definido, 26 anos. Cumprimentou-me e disse que passaria a noite comigo. Mal acreditei.

Chegamos em casa, ofereci uma cerveja e algo para comer. Enquanto preparava um sanduíche, ele ficava ora na varanda, ora na cozinha me abraçando por trás, apertando minha bunda, esfregando o pau duro na minha bunda, falando palavrões no meu ouvindo e me dizendo que naquela noite eu ia sentir o poder de um macho de verdade.

Em determinado momento, ele puxou-me pelo braço e levou-me para o quarto. Mandou que eu tirasse a roupa. Quando fiquei só de calcinha ele disse: "Nossa! Que delícia!". E beijou muito minha bunda. Mandou que eu fizesse um streap para ele. Fiz. Ele enlouqueceu. Pegou-me com força, jogou-me na cama e deitou-se em cima de mim. Lambeu meu pescoço, foi descendo, descendo... um banho de língua, até chegar na minha bunda... tirou a calcinha com a boca... beijou minha bunda inteirinha... chegou na porta dos desejos... lubrificou-a... pôs-me de quatro e... começou a meter aquele pau de uns 18cm, bem devagar (com camisinha, claro)... foi metendo, metendo, metendo até sentir as bolas batendo na minha bunda... de repente, ouço a respiração ofegante... num vai-e-vem frenético, depois de uns 15 minutos, ele goza fartamente, falando palavrões e me chamando de gostosa, de delícia... urrou muito de prazer, caiu para o lado e dormiu com um sorriso nos lábios...

Por volta de 4h da manhã, acordo com ele esfregando o pau na minha bunda e dizendo que queria mais... meteu gostoso de novo até gozar... levantou-se, tomou um banho, fiz café para ele e o deixei de carro a uns 500 metros da construção para ninguém perceber nada...

Hoje ele está casado, mas, de vez em quando, vem me visitar... tornei-me a amante dele... estou disponível para machos de verdade...

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

08/08/2016 21:33:48 - Belo conto amigo. abraços...

08/08/2016 12:54:06 - ...comigo aconteceu tb, so que de maneira diferente. o pedreiro sou eu quem como ele. ele tb é casado com mulher. mais é hiper passivo pra eu!

08/08/2016 12:53:42 - ...comigo aconteceu tb, so que de maneira diferente. o pedreiro sou eu quem como ele. ele tb é casado com mulher. mais é hiper passivo pra eu!

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente