Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Outros: O vigilante do serviço

Trabalho em Serviço Público e fui transferido para outra repartição em janeiro desse ano. No início fiquei puto, mas aos poucos me adaptando. Percebi alguns caras gostosinhos e outros tesudos. Comecei a interagir com alguns a noite antes de ir embora as 19:00h, entre esses estava um Vigilante que entra no serviço as 18:00h. O cara deve ter 1,75m, branco, uma pequena barriga e cerca de 40 anos; não é bonito, mas um uniforme da uma melhorada e atiça o fetiche.
Toda vez que saia para fumar a noite ficava na frente do prédio e dava uma encarada nele que ficava no corredor da portaria e às vezes via ele me encarando. Conversa vai conversa vem, e falei que sempre carregava camisinhas e gel lubrificante, pois não sabemos quem vamos encontrar e se encontrar e der para rolar estou pronto. Ele disse que estava precisando pegar umas camisinhas no posto e eu rapidamente falei se ele quisesse tinha disponível, tendo ele aceitado. Na hora de sair levei as camisinhas e gel e entreguei. Perguntei se ele conhecia o gel lubrificante e ele disse que não; falei que era usado principalmente em sexo anal. Disse a ele: não sei se você come um cuzinho, mas se gostar já está na mão e logo fui embora.
Alguns dias depois entrei de férias e no meu retorno continuei a conversar e encara-lo na hora de fumar. Nessa semana, 2ª feira - 28/03/16, ao descer para fumar por volta das 19:00h, pois ficaria um pouco mais no trabalho, fui tomar um café e o encontrei na copa.
Nos cumprimentamos e ao passar para pegar o café passei por ele e dei uma de mão boba e rocei levemente seu pau. Em seguida ele disse: aquele gel é bom mesmo, você tem mais. Disse que sim e ele perguntou se estava indo embora, tendo respondido que ficaria mais um pouco; o vigilante disse em seguida: posso ir lá em cima pegar? Meus olhos brilharam e respondi: claro, estou sozinho e fico lhe esperando.
Nem fui fumar subi logo e fiquei aguardando. Pouco tempo depois ele apareceu no corredor e foi verificar se havia outras pessoas no andar e entrou na minha sala. Percebi que ele estava maia bomba. Ele entrou na sala e foi à janela com a desculpa de ver a vista. Ficou naquele papo de vista legal e eu rapidamente encostei a porta.
Ele se virou e percebi que ainda estava com o pau meia bomba e fui logo dizendo: é a coisa tá boa, apontando para seu cacete; ele levou a mão no pau e disse tá não; falei que ele estava de pau duro e ele novamente apalpou o pau e disse que não. Cheguei mais perto e falei deixa ver, já pegando no pau dele. Ele deu um passo para trás depois que peguei e falou rindo: viu não tá duro.
Olhei para ele pegando novamente no pau e disse: deixo ele duraço rapidinho e fiquei pegando no pau. Ele recuou e disse, faz isso não que alguém pode nos pegar. Disse que não tinha ninguém no prédio e ele falou que o motorista estava no térreo. Falei para ele deixar eu ver um pouco o pau e ele abre a calça e tira um delicioso pau grosso, mas não deu para ver o comprimento por ainda estar com calça. Segurei no pau e dei uma leve punhetada me abaixando em seguida e dando uma lambida.
Ele deu um riso e disse deixa para depois e tentou guardar o pau. Insisti que seria rapidinho e ele sacou novamente o pau. Me abaixei e comecei a chupa-lo e ele foi se entregando e começou a fuder a minha boca segurando minha cabeça. Dei umas duas engasgadas, mas continuei e ele socando e rebolando o pau na minha boca. Ao mesmo tempo me masturbava por cima da calça.
Tirei o saco para fora da calça e também comecei a chupar alternando com o pau; ele gemia baixinho e me segurou novamente pela cabeça e começou a socar com força até sentir que ele ia gozar e tirei o pau da boca ele gozou um farto leite no chão e ao mesmo tempo gozei dentro da cueca.
Nos limpamos com papel toalha e ele desceu. Limpei a sala, fui ao banheiro e me limpei direito. Fui embora com o cheiro do seu pau na minha cara.
Na quarta feira, seu outro plantão nos cumprimentamos normalmente, mas não rolou nada. Hoje é seu outro plantão e estou aguardando ele subir. Se rolar conto para vocês.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/capixababi



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

25/11/2016 09:15:24 - Adorei o seu conto. Fez-me lembrar o que me aconteceu esta semana, quando fui ao hospital. Vigilante gostoso, negro, me pareceu viril. Passei meu whats pra ele, esperando o retorno. Vamos ver. Abraços.

25/11/2016 09:14:52 - Adorei o seu conto. Fez-me lembrar o que me aconteceu esta semana, quando fui ao hospital. Vigilante gostoso, negro, me pareceu viril. Passei meu whats pra ele, esperando o retorno. Vamos ver. Abraços.

25/11/2016 09:14:08 - Adorei o seu conto. Fez-me lembrar o que me aconteceu esta semana, quando fui ao hospital. Vigilante gostoso, negro, me pareceu viril. Passei meu whats pra ele, esperando o retorno. Vamos ver. Abraços.

25/11/2016 09:12:49 - Adorei o seu conto. Fez-me lembrar o que me aconteceu esta semana, quando fui ao hospital. Vigilante gostoso, negro, me pareceu viril. Passei meu whats pra ele, esperando o retorno. Vamos ver. Abraços.

17/09/2016 22:56:00 - Belo conto, e você e bem atrevido aguardo o próximo conto onde tenha penetração.

17/09/2016 14:14:38 - Bom conto.

17/09/2016 11:12:04 - adorei o conto muito bom chupar o pau mais gosto e sentir ele dentro

15/09/2016 20:27:29 - Bom conto. Danado você, hein?

15/09/2016 19:45:40 - Belo conto, como e bom chupa um pau gostoso né? abraços....

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente