Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Outros: Quando macho desconfia de você

Sempre fui um cara super discreto sou bisexual mas confesso que prefiro homem. Acho que sexo precisa ser discreto, eu curto ser macho na rua mas entre 4 paredes gosto de ser a femea. Entre dois homens acho que sempre deve existir o macho e a femea, nao acredito e nao me da tesao em homens que se dizem flex.

Tenho 53 anos e sou um cara normal de 1,75m 79kg corpo legal mas sou muito branquinho ,lisinho natural e uma bunda grande arrebitada de 108cm tambem branquinha e lisinha, isso deixa muito homem louco de tesao. Eu particularmente prefiro os homens de pele morena, mulatos e negros nao gosto de caras muito branquinhos como eu mas gosto nao se discute. Essa transa ocorreu fazem uns 5 anos.

Moro em Santos mas passei duas semanas trabalhando no interior da Bahia numa cidade chamada Barreiras. Fiquei num bom hotel e estava com carro alugado. Havia chegado numa quarta e la no hotel perguntei o que se fazia nos fds e me disseram que o ideal seria mergulhar no Rio de Ondas ou andar de bote banana.

No sabado de manha coloquei minha sunga e fui pra beira do Rio num ponto turistico. Sou muito branco entao evito sol forte passei bastante bronzeador e ficava o maximo tempo na sombra mas ate na sombra tava bronzeando de tanto calor que fazia, rs.. Fiquei observando onde as pessoas mergulhavam e tambem so mergulhava nos pontos certos do Rio. Tambem fiz o tal passeio do bote banana descendo a correnteza muito legal.

Gosto de ficar sozinho muitas vezes e nem tava preocupado com sexo, ainda rs... Qdo voltei do passeio de barco me sentei num banco de um pequeno restaurante e sem perceber alguns minutos depois veio se sentar ao meu lado um cara moreno daqueles de pele bem bronzeada mais alto forte um corpo bonito, depois ele me falou que tinha 36 anos( eu tinha uns 48 anos na epoca ).Eu olhei rapidamente pra ele mas ele logo puxou papo.

Perguntou se tinha gostado do passeio e de mergulhar no Rio eu estranhei mas respondi que sim, ai perguntei como ele sabia disso. Ele respondeu que era de uma cidade proxima mas que de vez em qdo ia passear e mergulhar la no Rio de Ondas. Ele comentou nossa vc eh bem branquinho, e perguntou de onde eu era no que respondi que morava em Sao Paulo mas havia nascido em BH. Ai ele brincou e falou ah pensei que vc era gringo de tao branco e brincou perguntando se nao tinha sol em Sampa. Eu falei que nao curtia pegar sol mesmo mas gostava de mergulhar. Ele perguntou se eu ja conhecia todos os pontos do Rio de Ondas e eu disse que era primeira vez, no que ele falou que ia num outro ponto do Rio onde a agua era mais calma e formava uma piscina natural e pouca gente conhecia e perguntou se eu queria acompanha-lo pra conhecer.

Pela primeira vez meu tesao aflorou mas junto uma mistura de medo tambem pois havia acabado de conhecer o cara e ele estava propondo ir num lugar distante. Mas ele falava muito bem era super educado depois me disse que era formado em Economia em Salvador. O tesao venceu o medo e aceitei o convite. Ele disse para irmos no carro dele e eu deixei meu carro la. Aos poucos meu medo foi sumindo pois ele tinha um carro novo e aparentemente conhecia bem o carro. O telefone tocou e ele falou rapidamente com uma mulher que depois disse que era a namorada dele mas ela estava em Salvador naquele fds.

Uns 10 minutos depois chegamos no ponto do Rio de Ondas que ele comentou. Nao havia nenhum carro estacionado e ele disse que essa piscina natural era uns 5 minutos andando daquele ponto. Ja eram umas 16:00 mas ia demorar pra escurecer e caminhamos. Ao chegarmos ele me pegou pela mao e disse vamos mergulhar ele estava de bermuda e ao tira-la achei que estava de sunga por baixo mas estava nu com pau meia boca e se percebia que era grande e entrou na agua e disse vem branquinho( haviamos nos apresentado mas ele preferiu me chamar assim ) que a agua ta uma delicia. Na hora veio um pensamento broxante, me perguntei sera que ele eh passivo? Ele era tao educado que as vezes parecia ser afeminado. Eu ja estava de sunga e com pau ja meio duro entao entrei rapido pra ele nao perceber. Me aproximei dele e ele me perguntou ai branquinho gostou? Eu respondi nossa adorei.

Ele me puxou pelo mao de novo debaixo dagua e disse entao vem vamos ate a frente que tem uma pequena cascata natural, chegamos e qdo ele saiu da agua pra ir na cascata ja saiu de pau ereto( ai calculei uns 20 cm ) ele ja nao disfarcava e ja me chamou vem branquinho aqui debaixo da cascata. Eu sai da agua ainda de sunga mas com meu pau saindo da sunga de tao duro que tava e eu ja nao preocupei em disfarcar mas deixei ele tomar a iniciativa. Qdo entrei debaixo da cascata ele disse fica a vontade porra tira essa sunga nao tem ninguem. Eu tirei e fiz questao de demonstrar que eu seria femea pois tirei quase que rebolando a sunga e me virei de costas pra ele deixando meu bundao branco bem a mostra. Ele logo veio do meu lado e disse nossa branquinho que delicia de bunda e ja foi alisando. Eu dei uma reboladinha deixando claro o que eu queria. Ai ele com aquele sotaque bem baiano disse ta querendo rola ne branquinho? Eu so olhei nao respondi e peguei na rola dele. Debaixo da cascata me abaixei e cai de boca naquela rola. Era meio grossa sem pele do jeito que gosto.

Nossa nunca havia mamado uma rola numa cascata so debaixo de chuveiro, rs...ali ele se recostou na pedra de pe mesmo ele segurava minha cabeca e batia uma punheta nele usando minha boca. Ele tava com muito tesao mesmo com barulho da agua ele gemia muito e falava nossa que delicia de boca mama branquinho viadinho. Ai ele disse ah nao quero gozar ainda me fez ficar de pe encostado na pedra afastou minhas pernas e comecou a chupar meu cuzinho. Nossa que lingua gostosa ele tinha ele dava muito tapa na minha bunda e percebeu que eu gostava de levar tapa no bundao. Ele falava gosta de panhar ne branquinho viado e eu so respondia hum hum.

Ai ele se levantou ele era mais alto que eu e disse entao agora vou te arregacar branquinho viado. Ele aproveitando que havia me alargado com a lingua e os dedos logo socou a rola ali de pe mesmo. Meu tesao era tao grande que nem liguei pra dor so queria aproveitar todo tesao daquele baiano moreno.

Empinei a bunda e deixei ele bombar no meu cu. Nao demorou nem 2 minutos ele gritou ai branquinho vou gozar nao aguento mais segurar, comecou a socar com mais volupia e eu comecei a morder o pau dele contraindo meu cuzinho ai eu senti o pau dele inchar dentro de mim mas ele tirou o pau e numa volupia grande me disse abaixa viado que vou te dar um banho de porra e eu nunca tinha visto tanta porra numa gozada senti o primeiro jato na cara e depois nos peitinhos eu espalhava toda aquela porra pelo meu peito e falava isso meu macho goza em cima da sua puta,acho que se tivesse recolhido toda aquela porra encheria facil um copinho de cafe.

Ali mergulhamos de novo e eu convidei ele pra dormir comigo no hotel pois eu nao tinha gozado e eu gostava de gozar pelo cuzinho e queria gozar varias vezes com ele la no quarto do hotel. Ele aceitou e passamos a noite inteira trepando mas esse conto depois.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/fiodentalgostososp



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

09/11/2016 22:07:10 - Delícia de conto. Tb adoro ser fodido de baixo dágua.

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente