Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Outros: Dando pra dois irmãos

Quando era moleque, meu pai tinha uma padaria, onde eu e meus irmãos ajudávamos. Eu estava com 14 pra 15 anos. Sempre senti tesão por meninos. Já tinha chupado um menino no banheiro da escola, e dado uma vez pra um garoto num final de semana no sitio de meu tio.

Mudou para a mesma rua um casal com dois filhos, o Cassio, 13 anos e o Rodrigo, 16.

Sempre íam ao nosso comercio e eu ficava manjando os dois, dois meninos muito gostosos.

Comecei a fazer amizade com o Cássio, que aparecia mais por lá. Ele frequentava a piscina municipal que ficava bem em frente, e várias vezes eu o ví atravessar a rua só de chinelo e sunguinha para ir nadar. Nossa, ficava impressionado com o volume de sua rola, para um menino de 13 anos.

Comecei a frequentar sua casa, víamos televisão, ajudávamos um ao outro em trabalhos de escola, etc.

Um dia ele puxou uma conversa sobre transar: perguntou se eu já havia pego alguém, pois ele tinha a maior vontade de saber como era, a sensação de enfiar o pau em alguém.

Falei que já tinha feito com um menino e tinha achado muito bom. Ele olhou assustado: "cara, então você é veado?" Disse que não, que era só uma brincadeira entre meninos, que muitos fazem nessa idade. Perguntei se não queria fazer comigo, pra experimentar e ganhar experiência. Depois de pensar disse que sim, mas que queria só meter. Disse que tudo bem.

Subimos para o seu quarto, e quando íamos começar a tirar a roupa entra o seu irmão Rodrigo. Sacou logo que tinha algo no ar:

"O que voces vão fazer? É safadeza, né?" Tentei disfarçar, mas o Cassio foi logo me entregando:

"O Julio ía dar a bunda pra mim". Nossa, fiquei branco, todo sem jeito:

"Poxa Cassio, era pra ser um lance só nosso, cara!" E o Rodrigo:

"Pô Julinho, deixa eu entrar nessa também, faz quase um mes que não meto, tô na maior fissura por um cuzinho".

Concordei em dar pros dois, mas pedi segredo, pois se meu pai ficasse sabendo, me matava. Disseram que tudo bem. O Rodrigo falou pro Cassio me pegar primeiro. Ele veio por trás de mim, me abraçou forte e ficou roçando na minha bunda. Senti seu pau ficar duro. Virei, ajoelhei na sua frente, abaixei sua bermuda e comecei a chupar sua rola. Já era bem grandinha e grossa, uns 15 cm. Aí ajoelhou atrás de mim, abaixou meu calção, passou um pouco de creme de cabelo que tinha pego no quarto de seu pai, na rola e no meu cuzinho, e começou a tentar enfiar, mas não estava conseguindo. O Rodrigo disse: "vai devagar Cassio, pra não machucar ele". Segurei seu pau e ajudei a achar o caminho. Assim que entrou a cabeça, começou a meter forte e rápido, e falava o tempo todo: "que tesão, que tesão, como é gostoso meter". O Rodrigo alertou: "mais devagar Cassio, senão vai gozar logo". Dito e feito, gozou em menos de um minuto.

Aí foi a vez do Rodrigo. Seu pau era maior e mais grosso, uns 18 cm. Ele falou:

"olha e aprende , seu cabaço, tem de meter com calma e demorar pra gozar, pro carinha que você tá comendo curtir também". Me deitou na cama, pôs um travesseiro embaixo da minha barriga,pra bundinha ficar empinada, veio em cima e aproveitando meu cuzinho já melado e meio arrombado, encostou sua rola e foi entrando devagar, mas de uma vez até o talo. Deitou em cima de mim e começou a bombar, primeiro devagar, depois com um pouco mais de força.

Enquanto metia falava besteirinhas no meu ouvido: "aí putinha, tá gostando de sentir teu macho entrando em você? Tá curtindo essa rola te arrombando?" Começou a acelerar as bombadas até que gozou com o pau todo dentro. Ficou um tempo deitado em cima. Tirou de dentro e pediu pra eu chupar, pra deixar limpinha. Obedeci e chupei ele bem gostoso.

Depois desse dia comecei a dar direto pro Cassio, acho que por quase um ano. O Rodrigo só me pegava de vez em quando, pois já pegava meninas, e só me procurava quando tava seco por um cuzinho. Eu adorava, pois alem de ter a rola maior, sabia meter mais gostoso. Mas o Cássio foi ganhando experiência e melhorando sua foda. Depois começou a pegar meninas também e a gente foi se afastando. Acabaram mudando de lá, mas me deixou muita saudade.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

12/12/2016 06:20:11 - Adorei! Tbm sinto tesão por lekes.

27/11/2016 17:54:05 - A mas gd. se e garoto e muito bom né? eu tinha vontade e tesão por um colega de escola,, no quinto ano mas nunca tive coragem...

26/11/2016 10:27:05 - Que delicia de conto. A iniciação na adolescência é prazerosa e marcante. A primeira rola a gente nunca esquece.

26/11/2016 04:39:27 - Hummmmmm! Q tesão de relato!

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente