Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Outros: O vizinho casado

Era um dia de semana, na parte da tarde, as vezes juntavam uns vizinhos para beber uma cerveja, devido ao calor diário. No entanto, neste dia não apareceu muita gente, e eu sem fazer nada em casa, acabei saindo para tomar uma também, estavam uns quatro caras, mas um a um foram indo embora, ficando apenas eu e morenão casado, conversa vai e vem, acabamos entrando no assunto de sexo, e comentando com cada um curtia fazer, homens adora contar vantagens, e nesse momento comecei a perceber algo se alterando no short do moreno.

E a conversa foi se apimentando mais, e chegou a hora de ir embora, ele disse logo agora que estava ficando bom, respondi que tinha coisas a fazer, ele já vai bater uma é, ficou toda molhadinha, com cara de safado olhei e disse estava imaginando você fazendo essas coisas que disse fazer com maestria. Ele me olhou e se levantou pegando no pau já duro, vamos lá em casa que te mostro, falei vamos.

Levantamos e fomos até a casa dele que ficava praticamente do lado, como a rua era tranquila, não havia ninguém para imaginar besteira. Chegando na casa dele, na garagem mesmo ele colocou o pau para fora e perguntou se eu aguentava, realmente era um pau maravilhoso, de presença, e grosso do jeito que eu gosto; peguei naquele mastro e já soquei ele na boca até a garganta, fazendo o morenão gemer de prazer e disse, cabe tudo com certeza, nessa hora ele pegou segurou meus cabelos e começou a bombar na minha boca, me fazendo engasgar algumas vezes, até que gozou farto, e me fez engolir cada gota. Achando que já havia terminado, me levantei e fui indo embora, quando ele me pega pela cintura e diz: - não acabei ainda com você, quero ver esse cu arrombado agora.

Entramos e fomos até a sala, onde o pau dele já estava duro novamente, me colocou de quatro e começou a chupar meu cu, como se fosse uma buceta, era experiente, me deixou todo mole e pedindo por rola, que prontamente ele começou a forçar a entrada, com aquela cabeçona grossa, me invadindo pouco a pouco, senti um misto de dor e prazer ao mesmo tempo, mas acostumei rápido, e ele começou a socar com mais força, me fazendo gemer mais alto, ele falava isso vadia geme na vara do seu macho, vou deixar esse cu parecendo uma cuceta de tão aberto, e metia com muita fome de cu, ficamos nisso uns 20 minutos, depois ele me fez sentar de costa, por que queria ver entrando e saindo, logo ele diz q vai gozar, e solta mais porra, só que dessa vez, encheu meu cu de leite, depois se colocou para ver o estrago. Realmente deixou bem aberto, e disse que será muito bom ter um vizinho como você por perto, já dando a entender que outras fodas virão logo mais.

Me recompus e fui para casa, tomar um banho, pois a esposa dele logo chegaria.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/http://disponivel.uol.com.br/cugostoso01



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

19/12/2016 23:53:48 - ui, desse jeito ate eu querooo...

19/12/2016 21:45:17 - foi otimo conto eu gostaria de um vizinho assim

19/12/2016 18:01:38 - Amei seu conto. abraços..

19/12/2016 18:00:27 - Nossa, cara queria eu um vizinho assim. ia amar dar pra ele sempre que quisesse. humm amei sei conto

19/12/2016 11:40:23 - muito bom e otimo

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente