Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Outros: Uber do Prazer

Ola amigos, sou o Tonny. Tenho 58 anos, calvo, peludo, corpo normal, discreto, passivo, carinhoso e safado. A cerca de 2 semanas fui jantar na casa de uns amigos, ingressamos num papo agradável, tomamos vinho e esqueci da hora. Por volta das 1:30hs da madrugada de sábado entrei no aplicativo e pedi um carro. Uns 6 minutos depois para um logan preto.

Me despeço dos amigos e entro no carro. Como de costume sento no banco da frente.

Quando sento, me deparo com um homem de uns 50 anos, cabeça raspada, cavanhaque grisalho, parrudo e muito simpático. Começamos a conversar e logo percebi que ele esbarrava em minha perna ao trocar a marcha, pra confirmar, abri um pouco mais as pernas e logo ele esbarrou denovo e me olhou e sorriu. Coloquei a mão em sua coxa e ele a levou até a virilha. Comecei a alisar o pau por cima da calça e ja senti que estava duro, continuei alisando.

Umas 5 quadras antes de casa, tem um motel, então quando nos aproximamos ele me disse:

- Paro na porta da sua casa, acertamos a corrida, desligo o aplicativo e vamos trepar.

Demos a volta e minutos depois entramos no motel. Subimos pro quarto e ai pude ver o quanto o cara era tesudo. Cara de macho e safado, me abraçou e me lascou um beijão de lingua. Nossa que delicia. Começamos a tirar a roupa um do outro, quando vi aquela rola, devia ter uns 18cm, branquinha, retinha, cabeça rosada e ja começando a babar, não resisti e cai de boca, que delicia de macho ele se contorcia e gemia gostoso.

Me puxou, me beijou de novo e sussurrou no meu ouvido:

- Quero te comer gostoso. Me deitou na cama, levantou minhas pernas e começou a linguar meu cusinho, que piscava de tanto tesão. Quando estava bem molhadinho, ele encapou o pau e começou a forçar a entrada de meu rabinho, ele foi muito carinhoso e assim que a cabeça passou, foi entrando pouco a pouco até enfiar tudo, me abraçou e me beijou e ficou parado até eu me acostumar, então começou a bombar devagar e foi aumentando e diminuindo o ritmo e assim ficou por uns 10 minutos, salivava, gemia, me apertava, beijava e logo anunciou o gozo..

Tirou o pau do meu rabo, arrancou a camisinha e me deu um banho de porra quente e grossa, muita porra. Que delicia, se deitou sobre mim me beijando loucamente e se lambusando no meu corpo. que loucura.

Fomos pro banho e la ele me comeu de novo agarrado por trás. Nossa loucuras aquele cavanhaque roçando minha nuca, me levou a gozar sem tocar no meu pau. Nos beijamos muito. Nos vestimos e ele me deixou em casa, fui dormir feliz e com o rabinho ardendo.

Semana que vem, tenho outra festa. Adivinha quem vai me buscar???

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/Tonnysa



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente