Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Outros: Tirou o cabaço de minha tia e anos depois me fudeu!

Aconteceu quando eu morei no Rio. Estava saindo de um puteiro de viados da Rua São Cristovão quando deparei com um homem que me olhou firme. O puteiro era frequentado por homens da pesada. Caminhoneiros, motoqueiros, taxistas etc. Eu havia acabado de tomar no cu. Continuei a andar e o homem parou. Eu também parei e falei comigo mesmo...Será que vou ganhar outra pica?... Ele se aproximou e disse que achava que me conhecia. Seu sotaque era de português carregado. Eu ainda tinha também um pouco de sotaque.Encarando-o melhor eu também achava que o conhecia. Mas de onde?... Perguntei se ele era de Lisboa. Confirmou.

Falei que morei dois anos em Lisboa. De repente ele perguntou se eu não era da família de Maria Anita. Confirmei que sim e lembrei-me quem era ele. Era o Ademar, um homem que havia deflorado minha tia e tinha sumido. Ele continuou a conversa. Disse que havia me visto saindo daquela hospedaria e acrescentou que era uma hospedaria de viados. Não respondi nada mas dei um risinho matreiro. Falei que estava indo para casa, em Ipanema e se ele queria tomar um drink. Ademar aceitou. Rumamos para meu apartamento. Ademar era o tipo de macho que eu tinha tesão. Cabelos sal e pimenta e uma cara meio cafajeste.

Servi-lhe um vinho e ele perguntou se eu sabia a respeito da hospedaria. Confirmei que sim e perguntei como era que ele sabia que era um puteiro de viadinhos como eu que na época tinha 18 anos. Ele disse que tinha um amigo que de vez em quando frequentava o local. De repente falou que na época que estava namorando minha tia achava que eu era meio viadinho. Não perdi a oportunidade e confirmei que eu era viado.

Ele então perguntou se eu queria chupar sua rola. Nem respondi, abri o zipper, tirei a jeba para fora e cai de boca. Estava excitadíssimo não só porque sua pica era muito boa mas porque era uma pica que tinha deflorado minha tia. A sensação era maior. Ademar era um macho que gostava de buceta. Apos mama-lo por cerca de meia hora, mandei ele meter. Meu cu ja estava lubrificado com a porra do homem que havia me comido horas antes. Sua caceta deslizou no meu rabo, uma beleza. Eu apertava sua pica com os músculos do meu cu enquanto ele exclamava. "Porra viado, você tem um cu muito gostoso". Terminou de gozar e continuamos a conversa.

Perguntei se ele fodia muitos veados e ele respondeu que muito poucos que o caso dele era mesmo buceta mas mulher era muito complicada. Combinamos dele voltar mais vezes para me fuder. Falei que quando ele tivesse necessidade de comer um cu poderia usar e abusar do meu. Comecei a frequentar a hospedaria em questão por causa de um comissário de voo que também era putinha lá. Ele perguntou se eu queria frequenta-la e me apresentou a bichona negra que gerenciava o estabelecimento. Na primeira vez que fui lá ela me perguntou se eu tinha prática de tomar no cu porque os clientes gostava de bichinhas novas mas tarimbadas. Confirmei que sim e ela mandou eu sentar numa sala.

Não demorou muito e entrou um homem machão, parrudo mas não gordo, de bigodes. Ela mandou ele ir para o quarto e me chamou para acompanha-lo. Disse que se eu sujasse os lençóis teria de muda-los. Acrescentou que no quarto havia uma bacia com agua para eu lavar a rola do homem quando ele acabasse de fuder. Quando entrei no quarto o macho ja estava nu e de pau duro. Lambi seus culhões e abocanhei a cabeça da pica que por sinal era de primeira. Depois ele me enrabou gloriosamente. Gozou e saiu. Quando eu sai ele estava falando com a negona. Pensei que não tinha gostado de mim. Mas pelo contrario, a negona falou que o homem queria me comer outras vezes.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/Querotomarnocu



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente