Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Outros: O zelão me comeu de novo

Estava em casa peladinho vendo filme pornô gay, estava vendo um monte de homens pelados, pauzudos, comendo outros gays, batendo punheta, enfim eu estava saboreando tudo aquilo, eu estava com um consolo no cu, ele era médio e fazia uma cosquinha saborosa no meu cuzinho, eu chamava meu consolo de Jack, apelido carinhoso de quem me estuprava quase que diariamente, eu adorava meu jack.

Quando estava na metade do filme, alguém bateu no portão, eu naquela situação não me importei achando que era apenas um transeunte qualquer, mas insistiu e chamou pelo meu nome, de forma familiar, taludinha, então percebi que só podia ser o zelão, o caminhoneiro que eu saía pra viajar, as vezes, e que também me comia nas viagens, mas era a primeira vez que ele vinha em casa, como eu sabia que era ele fui atender a porta com jack no cu e pus uma toalha pra cobrir o corpo. Abri o portão e ele entrou e já me observando foi dizendo que eu estava um tesão, lógico, meu ego foi lá em cima.

Fechei o portão, tirei a toalha e fui rebolando na frente dele até entrar em casa, ele viu o computador ligado no pornô e começou a ficar de pau duro e começou a massagear o caralho, que era grande e cabeçudo, eu vendo aquilo, tirei o jack do cu baixei a calça dele e antes dele piscar, caí de boca e lambi tudo, fiquei uns 10 minutos chupando o monstro, saboroso e quente, ele gemendo mandava eu chupar e morder e esfregava minha cabeça contra os pelos dele. Pus o cu na cara dele e ele começou a lamber meu cu que já estava aberto pelo jack e a língua dele entrava e saia e assim ele ficou uns minutos com a língua enterrada no cuzinho arrombado, ele me mandou ficar de 4 e enterrou toda aquela jeba até o saco, ele estocou bem forte e rápido e quando foi gozar, ele tirou de dentro e mandou abrir a boca e gozou tudo dentro da minha boca, adorei aquele jato quente e abundante, passei a língua em volta da boca e comecei a lamber a cabeça do pau dele e assim limpei o cacetão todo.

Ficamos deitados no chão por alguns instante e aí é que fui perguntar qual era razão da visita, ele disse que veio me chamar para uma viagem no dia seguinte, aceitei e com certeza iria ter outra foda saborosa na boleia, mas só na próxima. Beijo e até. Taludo.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/taludotarso@outlook.com



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente