Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Outros: Dissimular

Dissimular, requisito primeiro de macho, e isso anterior a virilidade que deseja apetecer vulvas e bundas numa fome só!

Ele tipo calado, sisudo, mas gente amiga; solicito demais, dava raiva desse jeito servil que alisava a covinha no queixo com um charme despercebido.

Naquele dia ele estava com ar misterioso, manuseava o celular comendo as imagens e de repente seu falo deu um salto que quase rasgou o jeans de sua calça, excitação pulsando, espasmo melando a samba canção e ele nem disfarçou, perdeu a cerimónia, pegando e alisando ali na frente da fêmea andrógina.

Ela ficou louca, desconcertada, despertou o instinto que a fez perder a razão!!!!! Levantou-se no supetão de fugir dali, passou a mão na cabeça mais era aquela glande que ela queria segurar na mão e engolir em seguida.

Não deu outra! tremeu as mãos, acelerou seu coração e ela pegou com suas mãos macias aquele membro avantajado punhetando-o , depois de decorar a geografia, engoliu a seco para se deliciar e viu as pernas dele se esticarem, seu rosto se contorcerem em um tesão e prazer daqueles; boca de seda, volúpia que lhe engoliu com surpresa e adrenalina para um dia ordinário de trabalho.

Agora a fêmea está sedenta por um falo que a engasgue, e mesmo despido seus desejos nem chegou a tirar a roupa, ele ousou com sua mão boba procurar lhe dá carícias mais ela nem liga para tais delicias já que foi brutalizada em coitos bandidos, seu corpo era banido de amores.

Gostou daquela situação, criou expectativas mas o cara da dissimulação queria varejos no comércio sexual, e ele nem ligou pra esse mercado e a rotina dos dias banais ocasionou a amnésia dos sabores e ficamos na comum rotina da dis-si-mu-lação.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/NÃO



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente