Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Outros: Reencontrando Junior no motel

De repente, recebo uma mensagem no email? -Td bem? Afim de repetir?

Depois de trocar algumas mensagens, recebi o numero do JUNIOR, conhecido pelo bate-papo e já descrito num conto aqui ( JB, BG E EU..ORGASMO TRIPO ). Conversamos e acertamos uma saída, porém, dessa vez, queria que com roupinhas.

Hora e local marcado, ele para o carro ao lado do meu, e pede pra eu entrar. Saio de meu carro, caminhando devagar para não tropeçar, entrei no carro dele.

- Você se arrumou assim pra mim?

- SIM. E VOCÊ, ESTÁ PREPARADO PRA MIM?

- Claro, mas antes quero sentir sua boca. Um beijo simples, molhadinho e ele me conduziu o rosto para o pau, e ali mesmo dentro do carro, comecei a chupá-lo. Lembrei-me daquela vez que ele me pegou de jeito no motel. Senti meu tesão aumentar por saber que mais uma trepada gostosa. Aos poucos, JR foi passando a mão em minha bunda, sob a saia que havia colocado e puxando de lado um minúsculo fio dental da minha bunda redonda, senti as pontas do dedos no meu rabo.. JR então, mexeu em algo no carro e começou a colocar algo no meu cu liso, que recebeu sem problema.

- QUE VOCÊ COLOCOU EM MIM?

- Sem problema. É um consolo que vibra com controle remoto. Agora vamos passear um pouco e depois vamos ao motel.

Começou a circular pela cidade e de vez em quando, sem avisar, JR, apertava o controle e então, o consolo vibrava por uns 3 minutos sem parar dentro de mim...aquilo foi enchendo de tesão. Várias vezes e vários locais ele repetiu isso durante a conversa e o caminho pro motel.

Já estava quase gozando pelo rabo, pedindo por um pau maior que eu sabia que ele tinha, quando entramos no apto. Sem pestanejar, abracei JR e acabamos caindo na cama.

Mesmo de roupa jeans e camiseta e eu de meia calça, calcinha e saia, comecei a rebolar no colo dele, enquanto ele apertava o controle. Cada apertada fazia eu gemer mais.

Desci até a calça e abri o zíper, e novamente comecei a chupá-lo.

JR fazia eu engolir todo seu pau segurando minha cabeça, e quase sem fôlego, ainda tinha que sentir as vibrações do consolo no cu, que ele se deliciava em apertar. Gemi e gozei pela primeira vez. Gozei fartamente pelo rabo e com o pau dele em minha boca. Ele estava duro e sem muita resistência, mudou a posição, tirou a roupa, ficou de pé e eu de quatro, encampou o pau e tirou o consolo do cu.

Por momento, me senti vazio, mas ele encostou a cabeça no cuzinho enquanto eu pedia:

- JR, FODE GOSTOSO, COMO VOCÊ ME FEZ AQUELE DIA.

- Você ainda se lembra, sua vadia? Duvidada do tamanho... Falava enquanto deslizava dentro de mim.

Rebolei gostoso e fiz JR gozar em pouco tempo. Me disse que estava a seco por uns dias e ao me ver vestido de putinha, chupando no estacionamento, quase havia gozado .

- SEM PROBLEMA, QUERIDO, A GENTE COMEÇA TUDO DE NOVO, LOGO LOGO.

JR, pediu para colocar novamente o consolo, que assim fiz e enquanto ele se recuperava, eu recebia rajadas de vibrações dentro do cu. Logo, JR se mostrou de pau duro de novo e começamos a sessão mais longa que havia tido de sexo. JR conseguiu segurar pelo gozo o quanto pode e enquanto isso, cavalguei aquele cacete, fiz frango, de 4, de lado, na cadeira, de bunda pra cima. Havia passado quase hora e meia e sentia que JR estava novamente pronto para o gozo.

- ONDE VOCÊ QUER GOZAR? POIS EU JÁ GOZEI VÁRIAS VEZES.

- Quero o mesmo daquele dia.

Levantei, ajustei a calcinha e a meia calça e disse ser sem problema.

JR passou então o creme quente no consolo e colocou na beirada da cama, me obrigando a sentar nele. O choque, a vibração, o tesão e o rabo quente, me fez quase gozar imediatamente, mas JR ainda pegou uma cerveja, abriu minha boca e colocou um pouco. Sem engolir o liquido, abri para receber oralmente aqueles 22 cms, enquanto ele me fodia bem devagar na boca, com uma das mãos apertava o controle do consolo repetidamente.

Gemi bastante ao receber uma descarga no rabo e uma dose de porra na boca.

JR estava gozando muito dentro de minha boca. Dessa vez, sem pressa mas com muito tesão.

Descansamos um pouco e demos mais uma rapidinha no banheiro, sem roupinha. Banho de homens . Me recompus na meia e calcinha e fio dental com vestidinho.

Saímos do motel quatro horas após sair e claro, até ele me deixar no meu carro, fui levando choques no rabo com o consolo.

Ele se divertiu e eu também. Gozei muito. Obrigado JR por me fazer novamente feliz. Uma putinha feliz.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/HBI36



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente