Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Outros: Pescaria - (Parte 1)

Este carnaval foi realmente muito delicioso, vou direto ao assunto, fui mais uma vez descansar na Região dos Lagos-RJ acredito eu que 90% dos cariocas também, desta vez, foi a família toda, digo reunimos todos, eu marquei uma pescaria com os homens logo no domingo pela manhã, mas acabou só eu partindo com os coroas do barco, dois coroas tesudos, fomos para o mar aberto e ancoramos onde não podia ver um grão de areia.

Desci na cabine para pegar o material e quando cheguei, os dois tremendões já estavam completamente pelados, e o "GG" já estava de pau latejando, apontando para o Céu azul. Sem perder tempo já ajoelhei na frente do seu mastro e abocanhei, com ele perguntando se estava com saudades, respondi com movimentos da cabeça aproveitando para engolir tudo, ele só urrava dizendo que minha boca era maravilhosa, enquanto mamava o seu amigo "gg" veio por trás de mim e foi passando a mão na minha bunda e apertando, levantei-me para deixar a bunda mais livre para ele brincar sem tirar minha boca do mastro do "GG".

O "GG" segurou minha cabeça e começou a bombar seu caralho na minha garganta, dizendo que iria gozar logo para retomarmos a pescaria, aumentou a velocidade das estocadas e segurando bem forte minha cabeça, pediu para eu abrir bem a boca, o que fiz de imediato, então senti sua rola dilatar e encher minha garganta de leite quente, foi tanta pressão que nem dei conta que já estava com a piroca do "gg" enterrada no meu rabo dilatando meu anel de tanta pressão, foi dando tapas e apertando minha bunda, foi aí que eu passei a controlar o anus comprimindo o anel para dar mais tesão ao meu companheiro, ele dava gritos de tesão e dizia que era maravilhoso poder gritar sem se preocupar com qualquer um, e foi despejando seu leite no meu rabo.

Fiquei um pouco parado lambendo a pica do "GG" enquanto a pica do "gg" ia saindo bem devagar do meu rabo, deixando pendurada a camisinha na minha bunda! Pegamos as varas e fomos fazer o que tínhamos ido até lá para fazer, foi quando o "GG" perguntou se eu não iria tirar a camisinha, falei que não tinha colocado e quem colocou que teria de tirar, eles riram.

Entre um peixe e outro eu dava uns beijos nas picas para ver quem ficava excitado primeiro, fiquei dando só bicotas, o "GG" estava mais tempo sem dar uma e logo foi dando sinal de vida, quando ela ficou dura como pedra, ele perguntou o que eu iria fazer para tirar leite da pedra, mergulhei no Mar para relaxar na água fria e voltei pro braço já abocanhando seu caralho, fui subindo e chupando, me virei na posição de quatro e posicionei meu rabo para o "gg" puxar a camisinha do meu cú, o pau do " GG" é bem grosso de porte médio, mas muito delicioso de mamar, peguei uma camisinha e falei que ele teria de gozar no meu rabo agora, ele ficou tarado e pediu para me comer de pé, ele encostou na lateral do barco e deixou seu pau apontando para frente, coisa linda de ver, vim de ré só abrindo a bunda e deixando ele apontar no meu cú e entrar bem devagar, eu que vim de encontro, quando senti o toque de sua cabeça no meu rabo dei uma parada e rebolei fazendo seu pau rodar e ir entrando bem devagar, ardeu por ser um caralho grosso, mas a cada cm que entrava, ia tirando gemidos do grandão, que num impulso segurou minhas nádegas e me puxou para junto dele fazendo seu caralho entrar até sentir suas bolas baterem nas minhas, deu um grito fêmea, mas me mantive seguro, ele me apertava e bombava seu caralho no meu rabo, minhas pernas chegaram a tremer mas logo ele deu um grito e despejou seu leite no meu rabo, ao mesmo tempo que o "gg" puxou um belo peixe para dentro do barco.

Com tudo isso eu falei pro "gg" que ele poderia escolher como queria gozar desta vez, pois a felicidade dele foi tão grande que chegou a ficar com duas varas nas mãos, ele falou que queria me comer igual ao grandão, então deixei ele encostar no barco e caí de boca no seu pau, mamei bem gostoso, até porque ele disse que o peixe seria meu, mamei até quase ele gozar, pois senti seu caralho crescer na minha boca e ele ao mesmo tempo pediu para parar, pois achava que não teria a terceira ereção, coloquei a camisinha com a boca, coisa que fez ele disparar alguns palavrões, e fiz como o Grandão fui de ré deixando ele apontar o pau na meu rabo, ao sentir sua cabeça, rebolei da mesma forma e velocidade, sua pica era um pouco maior mas também um pouco mais fina, coisa que fez essa metida ser mais prazerosa para mim.

Seu pau foi sendo engolido com maestria e seus tapinhas e gemidos dando mais tesão ainda pra mim, cheguei ao fundo, o "gg" era mais peludo, seus pentelhos no na minha bunda me deu mais tesão que o normal, eu rebolei muito com seu caralho enterrado até as bolas, e ele nem teve tempo de gemer, pois foi logo me enchendo de leite, fiquei parado só recebendo suas estocadas e suas contrações até eu contrair bem o cú e ir saindo de cima dele levando a camisinha junto, ficamos um tempo deitados no chão do barco até que veio um vento forte e decidimos retornar.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/decalcinharj



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente