Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Outros: O Hétero da Empresa

Meu nome é Allan Tenho 19 anos, sou branco, 1,90 de altura, e essa é uma história que aconteceu comigo em Cuiabá.

Desde quando eu descobri que gostava de homem, eu sou meio putinha sabe, no meu primeiro emprego, foi em uma gráfica de adesivos, eu era estagiário. Lá tinha o Richard (nome fictício), um rapaz, magro, hétero, boa aparência, uns 30 anos.

Nós estávamos em época de copa, e estávamos com uma demanda muito grande na gráfica, então estávamos fazendo horas extras. "Richard em uma conversa passada já havia me falado que está dias sem ficar com uma mulher".

Nessa noite eu e ele estávamos sozinhos na gráfica, loja pequena sabe, não tem câmeras e nem muitos funcionários. Tinha um adesivo em produção em uma máquina, e eu fui apertar o botão de parar a produção (os adesivos estavam ficando fora de padrão) e o botão era bem perto da virilha dele, e sem querer encostei a mão nele, porém no momento não havia nenhuma malícia.

Alguns minutos depois, eu percebi que ele estava meio excitado, ele virou e me disse:
- Estou a tanto tempo sem transar, que fiquei excitado.
- Eu disse: nossa sério!
- Ele: sério quer ver?
Aí não deu outra, eu pequei no pau dele e em seguida chupei tudinho, não foram 5 minutos, ele me puxou do chão e me colocou na cadeira, me pediu pra ficar de 4 na cadeira, eu tirei minha calça, por desespero de transar e inexperiência com cu, ele colocou com tanta força, que cheguei a ver estrela de dor, a adrenalina dele subiu tanto que ele só socava, sem dó no meu cuzinho, ele dizia: que delícia de buraco apertado, e metia com mais força ( para vocês terem noção, o pau dele estava lubrificado, somente com a minha babá do boquete), ele começou a alternar, metia com tapa na cara, e foi assim durante uns 10 minutos, ele gozou dentro do meu cu, a porra era tão quente e tão grossa, que eu só consegui tirar ela toda do meu corpo em casa fazendo chuca.

Depois desse dia nos continuamos trabalhando juntos, e sempre que ficávamos sozinhos eu mamava ele todinho.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente