Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: Aquele pau gostoso na minha mão duro e latejando

Estava andando com meu cachorro na rua, sempre chego do trabalho ou após a faculdade, ao chegar em casa, pego meu cachorro e vou passear com ele na rua. Uma rotina sem muita graça, o mesmo percurso e as mesmas pessoas. Todavia ontem foi diferente e sinto a vontade de falar onde e como aconteceu. Estava andando com meu cachorro, ele de um lado para outro, inquieto, ao descer a ladeira vi um cara de longe, saindo da academia, moreno, corpo normal, cabelos pretos e olhos pretos, olhei pra ele bem no olho, nunca o tinha visto, uns cinco metros ele parou e eu tb. Olhei pra um lado e para o outro, criei coragem e voltei.

Era umas nove e meia, eu me aproximei, com o coração na boca, batendo forte, respiração ofegante e gelado de receio, converso com ele, e não sei como, começamos a conversar. Sou muito tímido pra pegação e muitas vezes vou embora e não pego nada, mas ontem foi diferente, voltei e fui andando até na casa dele, descobri que fazia 5 meses que ele morava perto de minha casa, e nunca tinha visto, assim que começamos a andar ele começou a pegar no pau, estava de short branco, de imediato não dava pra ver nada, fui até na porta da casa dele, vi onde era ele mandou eu pegar o numero do celular dele e quando ia entrar ele falou, posso andar com vc. Falei sim, tenho que dar uma volta no quarteirão.

No caminho nos conhecemos melhor, fui ficando mais calmo, entramos no bairro próximo e quando estava escuro ele se aproximou e deu uma rocada, não deu outra, meti a mão do pau dele, nossa que delicia uma pica grande e dura e eu segurei na minha mão. Apertei com força, a cabecinha e fiquei sentindo aquele pau gostoso na minha mão, duro e latejando. Fiquei doido, fui pra casa, deixei o meu cachorro, tomei banho e voltei.

O tempo todo aquele cacete não saia da minha mente, pensando como seria. Ao apertar a campainha, ele abriu a porta enrolado com a toalha, nossa, joguei ele na cama, beijei a boca dele desci até chega na pica, engoli o pau de vez, nossa, que pau gostoso, chupei aquela pica toda, engoli tudo em não deixei nada pra fora, depois fiquei chupando a cabecinha e mordi de leve, ele gritou e falou seu puto safado, cuspiu na mão e passou o dedo no meu cuzinho, eu nunca dou, faço sempre ativo, mas pra aquele cara eu dou, ele passou creme, a camisinha e colocou a cabecinha de leve, nossa que dor, mas depois, entrou um pouco, meu cu piscando, ele querendo meter, eu de costas quase de quatro, ele enfia mais, eu grito, ele mete e entra tudo de uma vez, sentir meu cu aberto, com uma pica dura dentro, nossa dor e que prazer.

Ele começou a meter, e meter e eu gemer, ele metia mais, eu relaxei legal, ai ele meteu tudo, eu mandava ele me comer, e comia mordendo o lábio, metia e metia até sentir ele dizer que ia gozar, eu mandei goza seu puto no meu rabo, goza, goza, mesmo com camisinha sentir ele gozando no meu cu, abri o cu ainda mais, e eu gozei tb, com aquilo tudo, nunca senti uma coisa tão boa dando o rabo. O cara mexeu comigo, foi uma transa louca e em breve vou ter muito mais pra contar pra vcs.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/sim



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente