Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: Meu cu ja estava em brasa e nada dele gozar

Conheci meu amigo Bruce, o qual apelidei de Bruceta, quando ambos estavamos mamando a rola de taxistas numa parada de taxi, onde os homens paravam para descansar e comer algo...muitas vezes até um cu. Bruceta sugeriru que trocassemos de homem pois assim teríamos a oportunidade de mamar duas picas. Depois que os homens gozaram, Bruceta me perguntou se eu fazia truck stop ( parada de caminhões). Ela disse que os camionieros não podiam entrar na cidade a qualquer hora e tinham de esperar uma hora determinada.

Disse que existia dois tipos de truck stops. Um com motel anexo e outro junto a um posto de gasolina. Ela falou também que lá nós podiamos mamar até 10 homens. Era so entrar nas cabines e eles ja estavam de pau de fora esperando uma bicha. Marcamos para ir numa sexta-feira, o dia que havia mais camioneiros chegando. Realmente o local era como a Bruceta falava. No primeiro dia que fui, bebi leite de 8 picas. Uma maravilha! Era um céu para viados. Gostei muito da experiência e decidi voltar na semana próxima quando algo um tanto bizarro aconteceu. Ja tinha mamado uns 4 camioneiros e quando entrei na cabine de outro caminhão ,um macho com uma rola diga-se de passagem, cavalar, colocou o caminhão em movimento.Estranhei e perguntei onde iamos.

Ele não respondeu e acelerou o caminhão. Fiquei amedrontado. Depois de uns 10 minutos ele parou o caminhão numa area da estrada própria para mudar peneus etc. Mandou que eu saltasse e segurando meu braço me levou à um matagal denso. Em la chegando ele tirou a pica para fora e me chamando de viado escroto e puta, ordenou que eu mamasse. Cai de boca um tanto apareensivo. Depois ele mandou eu ficar de quatro, enfiou a rola com toda força, so na base de cuspe, e falou para eu grunir feito um porquinho.O homem fudia feito um touro. Meu cu ja estava em brasa e ele nada de gozar. De repente um jato enome de porra inundou meu cu. O volume era tão grande que a porra começou a escorrer pelas minhas pernas. Depois de gozar ordenou que eu limpasse a rola dele com a boca. Mas como eu sou um viado muito limpo, sua pica estava suja apenas de porra e não de merda. Pegamos o caminhão de volta e voltamos para a parada de caminhões onde eu mamei mais alguns homens.

Fiquei com o inicidente na cabeça. Algumas bichas me diziam que talvez fosse o fetiche dele fuder viado no meio do mato. Passaram-se muitos anos até eu descobri o porque daquela foda bizarra. Ele provavelmente havia assistido um filme chamado Deliverance, onde um homem é pego a força e enrabado no meio do mato e o enrabador dizia para ele grunir feito um porquinho.. Bom, devo confessar que gostei da experiência mas quando o reencontrei em outra das minhas escapadas para a parada de caminhões ele não quiz me fuder mais, Acho que gostava da sensação de pegar um viado diferente cada vez.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/Querotomarnocu



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

19/04/2016 00:04:01 - quero ver cu de braza

18/04/2016 01:27:00 - Amei, já fiz muito caminhoneiro, mas não sabia que era este o nome... kkkkk

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente