Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: Meu cacete inteiro na boca

Não costumava frequentar sites ou usar aplicativos de encontros, mas depois de dois anos de ficar sem ninguém, por motivos pessoais resolvi usar um aplicativo de encontros. Depois de varias tentativas achei o Leandro, me apaixonei pelos seus cabelos, olhos e seu olhar triste. Ele se descrevia como bi sexual resolvi arriscar e elogiei suas fotos. A resposta foi no dia seguinte um muito obrigado.

Respondi com um boa tarde, não me entenda mal, mas ficou faltando uma foto de sua melhor, ele gostou da mensagem. Ele se descreveu como magro, mas corpo formado. Adoro magros de cachinhos. Você é um desejo antigo. Enviei a minha descrição sou um urso ou um paizão, melhor definindo. Se esse tipo de amigo que você quer podemos continuar. E a resposta foi que sempre gostei de homens mais velhos e queria poder satisfazer seus desejos. Eu gosto de ser submisso. Já estou me pegando. Bruno que delicia queria muito que você me pedisse para te fazer feliz. Preciso pedir? Respondi. Marcamos o nosso primeiro encontro.

Oi Leo!!! Olá você sabe que eu sou casado. Está escrito no meu perfil. Quero saber se o seu casamento pode impedir a sua proposta de me fazer feliz. Desejo que não. Olha toda vez que vejo sua foto eu subo pelas paredes, sonho direto com você, eu não sei como vou lidar com isso, mas quero que você me ajude, queria um paizão. Antes de um banho então tiramos tudo aos poucos numa mistura de beijos e língua, tirou a minha cueca com a boca, no chuveiro me ensaboava fazendo massagens no meu corpo, depois passou a toalha, até irmos para a cama, ele começou chupando o meu cacete até gozar dentro da boca e depois juntamos os nossos corpos com beijos progressivos. Assim nus, demos vazão aos nossos sentimentos. Mamilos, peito,.... Sim ,sim. Trabalhava ele todo com a língua e as mãos. Sim eu quero. Beijando e beijando até ele se arrepiar.

Sem pressa meu coração estava acelerado virei o para mim e ai comecei lamber todo o seu corpo. Eu segurava as suas mãos e não permitia que me tocasse passava o meu pau pelo seu corpo seu rego seu corpo estava quente o senti tenso como um castigo, não deixei que me tocasse. As suas palavras eram, estou gemendo, quente, tremendo "Me Possui". Ainda não seria a hora se eu o possuísse agora seria muito forte e logo estaria ejaculando. Eu quero antes sentir o seu calor, sua boca esta cheia de saliva, sinto sua língua por toda minha boca, minha cabeça era um retalho de sentimentos, meu corpo varias sensações, tremor, e um grande desejo por Leandro. Estava ficando doido, queria prolongar este momento. Sim, sim, seu peito, debaixo do braço sentindo seu cheiro, gemia enquanto lambia seu cu e saco.

Então ele foi até encontrar o meu cacete, ficando na cabeça, depois no saco, uma bola de cada vez com meu cacete inteiro na boca, sua saliva banhava ele, eu quase gozei gemi e com os dedos ele faz uma pequena pressão na base do cacete para que eu não gozar logo, não quero gozar quero segurar este momento ainda. O viro ele bruços e penetro devagar e o Leo geme mais alto, tem espasmos, involuntariamente ponho a mão na cabeça dele, como se quisesse prolongar o desejo, estou alisando os seus cabelos e implorando um beijo seu, começo a acelerar e com um gemido forte de prazer esta na hora de deixar o corpo relaxar e se entregar ao prazer e gozar.

Não largo o seu corpo até o meu cacete amolecer. Eu o abraço e colo o seu corpo no meu e digo que o amo, ele delicadamente passa a língua para limpar o meu cacete e abraçados pego seu cacete brincando o ajudo com uma punheta até gozar, delicadamente, porque talvez tudo comece de novo. Então ele fala que tem que pensar em muita coisa, Beijos e fomos tomar um banho.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/brunoa1965@gmail.com



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

28/04/2016 22:29:58 - gostei bastante

28/04/2016 20:42:48 - Belo conto...

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente