Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: Roubei o macho da bicha

Ha tempos atrás conheci uma bicha chamada José. Ele morava em New York, mas quando se aposentou decidiu ir morar em Malaga na Espanha. Um dia me propôs trocar de residência por 1 mês. Sua casa em Malaga por meu apartamento em New York. A sugestão era boa. Veranear 1 mês na Costa del Sol! Quando ele me entregou as chaves da casa recomendou varias vezes que o alarme contra ladrões teria de ser desligado dentro de 1 minuto após abrir a porta. Repetiu várias vezes a recomendação acrescentando que se eu não o fizesse a polícia viria investigar e ele teria de pagar uma multa se fosse alarme falso. Quando cheguei em Malaga, ja era noite. Com o excitamento de estar na Espanha, abri a porta da casa e esqueci completmente do alarme. Dito e feito, em apenas 5 minutos um policial bateu na porta.

Um homem que era uma tesão! Ele perguntou quem eu era, onde José estava, pediu meus documentos e após eu explicar minha transação com José perguntei se havia uma multa envolvida. Paco falou que devido a minha situação de hóspede não haveria multa, por gentileza, ofereci-lhe um drink. Comecei a procurar onde estava a bebida e para minha surpresa, Paco levantou-se foi direto a uma área da sala de jantar, apanhou dois copos, gelo e serviu a bebida. Achei um tanto estranho a intimidade que ele conhecia a casa. Quando eu disse que gostaria de oferecer-lhe um tira gosto, mas não sabia se havia algum, ele levantou-se, foi direto na cosinha e trouxe castanhas e queijo. Começamos a conversar.

Sentado de pernas abertas comecei a notar que Paco tinha uma mala muito boa. Depois de tomar dois drinks ele falou que se José estivesse lá, ele poderia pernoitar na casa porque já estava deixando o trabalho e morava um tanto distante de Malaga. Eu disse que por isso não. Ele poderia pernoitar lá. Paco disse que quando José queria ve-lo, não desligava o alarme. Embora eu entendesse qual era a do José, me fiz de desentendido. Paco então, que ja estava com 3 drinks na cabeça, disse -Hei, voce deve saber que Jose é bicha, não? -Sim, eu sei e eu tambêm sou! Sentei-me ao seu lado e falei -...e você come ele?? -Exatamente!. -Voce quer me comer também ? -Opa! Já estou até com a rola dura. Veja! Abriu o zíper e tirou para fora uma maravilha de caralho. Beijei aquela pica esplendorosa antes de abocanhá-la. José que era um tanto gozador falou- Hei...não vá arrancar meu cacete ! É o único que tenho!.

Depois de mamá-lo intensamente, sentei naquela rola grossa e gostosa. Ai que dorzinha maravilhosa sentar no caralho daquele macho. No dia seguinte ao amanhecer fiz um boquete caprichado e comentei que bendito foi o alarme porque se eu tivesse desligado Paco não teria aparecido e me enrabado. Durante o mês que passei em Malaga, Paco me fudia três vezes por semana e chegou até a morar comigo. Um dia ele comentou como eu era um viado asseado, que sua pica saia limpinha de dentro do meu cu. Falou que José era porco, melava a rola dele de merda. Quando presentiei-lhe com algumas pesetas ele disse que José era pão duro e comentou que eu era uma bicha não só boa de cu mas caridosa. Expressou desejo de ser meu macho e perguntou se eu não podia leva-lo para os Estados Unidos. Perguntei quando ele sairia de férias e me comprometi a convida-lo para morar comigo nos Estados Unidos por alguns meses como turista.

Quando José chegou a primeira coisa que perguntou foi se eu tinha desligado o alarme quando eu entrava em casa. Decidi confontra-lo e falei que não e que Paco tinha aparecido e me fudido várias vezes. José subiu pelas paredes, me chamou de bicha escrota. Eu retribui dizendo que bicha escrota era ele. Não só escrôta como suja, que caga no caralho dos homens. Chamei um táxi e peguei minhas malas. Parei no distrito onde José trabalhava e dei-lhe o endereço do hotel onde ficaria hospedado para ele aparecer e me fuder naquela noite. Quando Paco chegou eu bati o telefone para Jose e falei -Olha aqui sua cachorra, bicha safada. O Paco esta aqui. Convidei-o para passar alguns meses nos Estados Unidos e ser meu homem. Ele agora é meu!

O motivo que fiquei puto com a bicha é que ele escondeu o jogo. Ao invés de me dizer que o Paco andava lhe enrabando, veio com aquela historia do alarme. Paco passou 3 meses em New York comigo me comendo assiduamente. Mas como turista o visto era limitado. Ele voltou para Malaga. Meses depois me escreveu dizendo que estava morando em Madrid e que quando eu aparecesse por lá ele queria comer meu cu o qual foi provado e aprovado. Hoje ele é casado, com filhos mas quando eu apareço em Madrid sempre dou pra ele.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/Querotomarnocu



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

27/06/2016 02:34:45 - Paco foi meu meu namorado na decada de 80 só que o meu era de Barcelona e não era policial. Parabéns pelo conto e pelo bofe

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente