Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: Voltando do Trampo

Sou, tenho 24 anos e moro na cidade de Salvador, casado há mais de 4 anos, levo uma vida bem comum. O que narro a seguir, á algo verídico, que aconteceu comigo quando tinha 22 anos:

Voltava de mais um dia de trabalho, cansadão pra variar, meu ônibus faz um trecho que cobre a orla de salvador quase que inteira, e sempre que passava num certo ponto da dita orla percebia uma movimentação, caras que iam e vinham, poderiam esta simplesmente em seus exercícios de inicio de noite, mais não pude deixar de notar em algumas dessas ocasiões que alguns seguiam pra praia acompanhados ou simplesmente seguiam com trocas de olhares...

Isso despertou minha curiosidade e disse a mim mesmo que um dia ainda apareceria por ali, pra ver a movimentação e tal...Na semana seguinte, uma quarta-feira, voltava pelo mesmo trajeto, quando decidi saltar e matar minha curiosidade, receoso, saltei no ponto seguinte e vim andando pela orla, mochila nas costas, calça jeans, tênis e uma camisa polo, traje típico de meu setor (administrativo)...

Segui até o point onde percebia as movimentações, antes de chegar ao local, passa por mim um cara muito bonito: devia ter seus 32 anos, 1,78 de altura, definido, nada de exageros, cabelos liso suados e ligeiramente bagunçados, olhos castanho escuro, sob seu short era perceptível o volume de seu pau...Olhei pra ele praticamente devorando-o com os olhos e meu pau imediatamente deu sinal de vida, passou e retribuiu o olhar com um riso de canto de boca...Olhei pra trás e vi sua bunda, carnuda e empinada, desenhada da mesma forma que o pau naquele short que usava.

Segui adiante, e já percebia movimentação próximo da praia, foi quando decidi usar a desculpa de ir mijar pra ver o movimento e se teria coragem de encarar alguma coisa por ali, junto à praia tem uma serie de arbustos elevados que esconde a todos que estão por ali, e pude ver tanta coisa ao me aproximar mais daqueles arbustos que você não faz ideia... Logo no inicio, via caras que se exibiam sem camisa e tocando no próprio corpo, mais adiante dois caras estavam se pegando...meu pau que já estava duro por causa do cara que acabara de cruzar meu caminho, agora estava feito uma pedra....Andei mais um pouco, e já estava querendo ir embora, nada me agradava, e pensei comigo que tinha perdido a viagem...Foi ai que vi uma silhueta no escuro que chamou minha atenção, um cara sem camisa, alto estava num ponto sozinho junto aos arbustos que deixava uma abertura, ele tocou seu pau, e olhou em minha direção, fiquei assustado, mais estava com muito tesao pra desistir agora.

Eu fui ao seu encontro, e quando me aproximei à surpresa, o cara que mais cedo tinha passado por mim estava ali na minha frente... Tentei improvisar um dialogo pra ver qual era a dele:

- E ai cara beleza?

- Beleza meu brother (falou com uma voz bem máscula)

- Procurando o que por aqui? (continuei)

- Acho que o mesmo que você - respondeu

- Como é que você sabe o que procuro?

- Sei lá, vi como vc me olhou mais cedo... Interrompi

- Seguinte cara, to doido pra comer alguém hoje, e você tem a bunda perfeita pra isso ta afim? (me assustei comigo nessa hora, não sou de falar essas coisas hehehe) mais ele gostou da atitude.

- Gostei cara, apesar de novo, você é mais macho do que muito marmanjo que vejo por ai... Parece ser gostosinho - completou. (Sou um cara comum, 24 anos, 66kg, 1,73, magro, olhos castanhos).

- Então o que você ta esperando pra provar se é isso tudo mesmo...

Nesse momento sua mão repousou sobre meu pau que pulsou com seu toque, minha mao tocou o seu que também respondeu com o mesmo pulsar... ele se aproximou mais e pude sentir seu tórax tocar meu corpo...nesse momento minha mão saiu de seu pau e vou direto pra sua bunda enquanto ele acariciava meu pau e soltava uns gemidos baixinhos...

- Chupa meu pau vá, to doido pra senti sua língua sobre ele...

Ele deu uma leve mordida em minha orelha e do nada me beijou... mordeu meu queixo, levantou minha camisa e chupou meu peito enquanto me punhetava, desceu ficando de cócoras na minha frente, olhou pra mim enquanto desabotoava minha calça e abria o zíper, baixou minha calça ate as coxas e olhou o volume na cueca (normal 19cm) e sem tirar a cueca ele mordeu devagar meu pau, baixou a cueca na mesma altura da calça...primeiro ele olhou pro pau, depois pra mim...botou somente a cabeça na boca e tirou...passou a língua e quando menos esperei engoliu tudo, caralho que boca! Ele ficou chupando um pouco mais, foi quando fiz com que se levantasse e beijei sua boca sentindo o gosto do meu próprio pau, foi quando ele ficou de costas pra mim, e sem tirar o short roçou sua bunda no meu pau, agarrei sua cintura, puxei seu cabelo e beijei seu pescoço...

-Cara na moral, quero te comer agora, libera essa bunda pra mim vá...

Ele se virou, me beijou mais forte, segurando meu pau falou no meu ouvido:

-Eu nunca vou dar pra você num lugar desses...

-Porra cara ai você me quebra, olha como estou... diga ai onde você quer dar pra mim?

-Na minha casa, em minha cama...

Fiquei preocupado com o horário, por mais que a cidade estivesse engarrafada não teria como justificar chegar mais tarde em casa... mas, o tesao era tanto que não podia deixar passar a chance:

-Você mora onde?

-Só atravessar a rua, moro em um dos prédios que ficam na rua em frente.

Chegamos a sua casa, ele jogou minha mochila no canto da sala, me pôs contra parede me beijando,foi quando me olhou e disse pra fazer o que quisesse com ele, inverti os lados e o joguei contra parede, beijei sua boca, chupei seu peito e quando ia descer ele me impediu... me levantou, tirou minha camisa, calça, cueca e segurando meu pau me levou pra o banheiro.

-Antes quero tomar um banho com você, tirar esse suor da corrida...

Quando saímos do banheiro ele ia entrar no quarto, segurei ele na porta, lhe abracei por trás e o levei pra sala, pedi que se apoiasse sobre o braço do sofá e levantasse bem a bunda... C A R A L H O, que bunda...que CU...primeiro mordi bem de leve sua bunda...depois cai de língua naquele rabo, quando sentiu minha língua ele soltou um dos gemidos mais gostosos que já ouvi e começou rebolar na minha cara...foi quando pedi pra ficar de frente e na posição de frango assado retomei o trabalho com a língua...Lambia seu cu, subia um pouco chupava seus ovos, quando chupava sua pica enfiava um dedo em seu cu e ele ficava doido: -Cara eu quero que você me coma agora, vamos pro quarto?

-Vamos

Ele ficou na beira da cama, de quatro e com a bunda arrebitada:

-Ai na primeira gaveta tem camisinha e gel, vem logo me dá essa pica vá...

-Calma... Já vou lhe dar pica minha delicia...relaxe

Encapei o pau e mais uma vez cai de boca naquele rabo, deixando todo molhado com saliva, levantei e posicionei a cabeça do meu pau na entrada do seu cu:

-Cara põe um pouco de gel vai...

-Nada de gel nego... coma essa taca bem devagarzinho vá...

Foi a deixa, o cara começou a forçar a bunda pra trás e aos poucos o cacete foi sendo engolido pelo seu cu quente e apertado, foi quando senti sua bunda encostar e nada tinha sobrado:

-Agora você vai rebolar bem gostoso nessa pica, não era isso que você queria?

-Era sim meu gostoso

-Então, vamo nessa, come essa taca bem gostoso vá...

Meu irmão, o cara rebolava gostoso demais... ele tirava o pau todo deixando só a cabeça e em seguida engolia tudo novamente, foi quando pedi que parasse:

-Agora minha putinha, fica na sua que é minha vez de comer você...

-Então me fode seu puto...

Deixei de quatro do jeito que tava botei só a cabeça e sem aviso enfiei tudo de uma vez... deixei meu pau dentro dele beijei suas costas e cheguei ate seu ouvido:

-Pede pra meter vá...

-Mete gostoso

A cada estocada um gemido mais gostoso, não demorou muito e ele pediu pra sentar no meu pau, sentei na cama, ele veio sobre mim e sentou ate o pau sumir no seu cu... enquanto cavalgava segurava seu pau:

-Cara que pica gostosa do caralho, assim vou gozar...

Foi quando interrompi sua punheta e pedi que ficasse de frango assado na beira da cama... Enquanto metia fundo em seu cu, batia uma pra ele, o cara tava doido, a cada metida ele falava coisas desconexas, ate que disse que ia gozar, fechou os olhos:

-Abra os olhos vá, quero que olhe pra mim enquanto goza comigo todo enfiado no seu cu, toma pica caralho... toma pica que eu também vou gozar porra!

Um grito seguido de uma crise de riso, o cara gozou tanto que seu esperma chegou à sua cara... Tomamos banho, em seguida nos despedimos, ele pediu meu contato, mas como sou casado ele se contentou em me seguir no istagram e sempre que dá repetimos a dose.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/Nao



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

10/08/2016 17:13:26 - Gozei duas vezes lendo esse conto erotico, gostaria de sentir esse pau gostoso...

10/08/2016 17:13:24 - Gozei duas vezes lendo esse conto erotico, gostaria de sentir esse pau gostoso...

03/08/2016 02:59:50 - Um conto bem contado nos minimos detalhes, delicioso. Aplausos...

02/08/2016 10:41:22 - Humm que transa legal..... quero um macho como voce...

01/08/2016 17:54:05 - Mas que tesão de conto, vc, sabe fazer gostoso, amei este conto delicioso, bjs tesão....

01/08/2016 15:42:30 - Que tesão de conto... Sempre vou a Salvador e nunca, nunca tive a chance de encontrar um baiano ativo e bom de cama.... como gostaria de te conhecer

01/08/2016 10:18:42 - DELICIA mlk.....assim k eu gosto....

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente