Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: Procurando uma academia

No intuito de trocar de academia para uma melhor em instalações e aulas de ginástica, acabei que a semana passada rodando todo meu bairro. Andei em quase todas as academias próximas para ver qual delas tinha as melhores instalações, aulas e horários disponíveis e claro os preços acessíveis de modo que eu pudesse aproveitar mais, pois meus horários são meio malucos.

Dentre todas que visitei, uma me chamou mais a atenção que as demais, pois o vestiário tem dois andares. No piso superior ficam os armários e no inferior os chuveiros. O que mais me chamou a atenção dos chuveiros foi que os Box são com divisórias de vidros e quem está no Box pode ver tranquilamente quem está no Box do lado e vice versa. Ou seja, se você ficar num Box do meio pode ver dois caras que estão nos Box dos lados direito e esquerdo. Fiquei interessado em saber como seria na hora do banho no final do dia, já que a noite sempre está mais cheia.Resolvi ficar matriculado por lá mesmo.

Na segunda feira seguinte comecei meu treino e minhas aulas de natação. Na piscina já pude notar que os caras de lá eram mais bonitos que os da outra academia e isso já fez valer a troca. Na hora do banho melhorou ainda mais, pois minhas suspeitas eram verdadeiras.Realmente os Box favoreciam os voyeur, pois era uma festa de homens tomando banho e pelados ali para quem estivesse ali ver e se deliciar.Mantive a linha, apesar de ter ficado doido ao ver a maior concentração de homens deliciosos por metro quadrado.

No dia seguinte resolvi ir a noite, pra treinar e sairia perto do fechamento da academia, horário que se concentra o maior número de alunos para treino.Treinei normalmente e como a academia estava vazia resolvi não ficar exatamente até o fechamento e sai uns 30 minutos antes. Isso foi o melhor que fiz, pois ao chegar ao banheiro, tinha um cara que estava na piscina no dia anterior e que falar que ele é bonito é pouco. O cara simplesmente tem a bunda mais linda que já vi até hoje. Arrebitada, carnuda e branquinha, do jeito que gosto e se falar que a ausência de pelos me deixou animado na hora. Claro que escolhi um Box do lado do dele para poder ver de perto já que ninguém poderia dizer nada se entrasse ali.

Estava tomando meu banho e observando ele tomar o seu. Cada vez que ele abaixava virando a bunda pro meu lado eu tremia inteiro em ver aquele traseiro inteiro ali se abrindo, quase que pedindo rola, vara dura para dentro. Fiquei na minha e doido pra ver seu pinto, já que até então não tinha virado de frente nenhuma vez. Fiquei ali no chuveiro por uns 30 minutos e resolvi sair já que ele em momento algum virava de frente pra eu poder vê-lo em sua plenitude. Após me secar abri a porta do Box e sai. Quando estava saindo o cara simplesmente falou: Já tomou seu banho? Rápido você!! Aqui tem que aproveitar, pois eles não ligam se ficar bastante tempo. Aproveita!!

Mas se a academia fechar??Fecha nada, eles esperam. As vezes fico aqui uma hora. Teve dia até que me masturbei aqui e ninguém apareceu. Aproveita ai cara, a mensalidade é cara e temos que aproveitar as coisas que temos ao máximo.Achei aquele convite estranho, mas resolvi ficar e aproveitar ao máximo mesmo. Só que desta vez não voltei mais para o Box do lado e sim num Box na frente do dele. Assim podia vê-lo melhor ainda.

Não fechei a porta do meu Box e fiquei ali olhando para ele, agora de frente, já que ele também tinha deixado sua porta aberta. No momento que se virou de frente pra mim, quase tive um troço. O cara simplesmente tinha um cacete lindo. Pequeno, mas grosso e bem retinho. E olha que nem estava duro. Não estava mais conseguindo me conter e comecei a ficar visivelmente excitado, mas para que ele não visse, virei de costas e continuei meu banho. Só que meus pensamentos estavam me traindo e minha ereção estava cada vez maior.

Daí ele puxou assunto, e assim não tive como ficar de costas para ele. Virei-me colocando a mão na frente meio que tentando cobrir minha vara. Opa!! Desculpa cara não percebi que estava se aliviando ai, foi mal, fica a vontade ai, porque as vezes também faço isso. Só que sempre estou sozinho no banheiro. Nada só estava pensando bobagens, por isso fiquei assim. Disse isso e tirei a mão da frente.

Ele ficou nitidamente perturbado e não conseguia tirar os olhos do meu caralho. Assim até eu vou acabar tendo que me aliviar, pois não aguento pensar em sexo que já fico de pau duro olha ai como já estou ficando. Desculpa, mas preciso bater uma para ficar aliviado, senão não consigo dormir direito hoje e aqui é bom para tocar uma bronha.Ele virou-se de costas e começou a se masturbar na maior tranquilidade, sem nem se importar com minha presença ali, olhando para seu traseiro. Daí soltei uma piadinha. Se ficar de costas pra mim, vou bater uma também, não aguento ver um traseiro que já quero gozar.

Mesmo cara!! Eu também, mas não me leve a mal, mas o que me deixa doido mesmo é ver um cacete duro, assim igual ao seu. Percebi ali que estava formada uma situação favorável ao meu prazer e soltei na lata.Então olha o meu e bate junto comigo. Quero ver você, também gosto de ver homens se punhetando!!! Peguei no meu pau e comecei a bater uma punheta na frente dele e ele fez o mesmo. À essa altura seu pau já tinha dobrado de tamanho e sua bronha era das mais perfeitas.

Erguia os olhos e se contorcia como se já fosse gozar. Minutos depois ele saiu de seu Box e sem dizer uma só palavra veio em minha direção e pegou no meu cacete. Também não disse nada e deixei me levar por aquela mão macia e sedenta por um pau duro. Tava doido para fazer isso, por isso pedi que ficasse aqui no banheiro. Queria ver você assim. E digo mais, quero fazer outra coisa. Diz ai, o que é?

Ele nem respondeu minha pergunta e se ajoelhou na minha frente e colocou sua boca no meu pau, e como um bezerro desmamado sugou meu pau como ninguém. Passava a mão em sua bunda todo instante que me chupava e não demorou muito para eu soltar fortes jatos de porra em sua boca. O safado tava na sede, pois engoliu toda minha porra. Não podia deixar de satisfazê e levantei-o e comecei a bater punheta em sua piroca linda e apetitosa.

Não satisfeito ele empurrou minha cabeça para que eu mamasse seu caralho como fez comigo, mas já fui avisando que não gostaria que gozasse em minha boca, como fiz com ele. Uma delicia de pau para chupar. Mamei muito até ele anunciar que ia gozar. Me levantei e fiquei punhetando-o até que ele começou a soltar jatos longos e fortes de leite, quente e grosso.Gemia parecendo uma cabrita.

Rapidamente voltou pra seu Box e terminou seu banho. Saímos do banho e fomos nos vestir pra irmos embora. Desse dia em diante sempre que estamos a noite na academia esperamos todos saírem pra tirar um sarro, mas o cara nunca quis dar seu traseiro pra eu foder.Espero que seja logo, pois estou doido pra enfiar meu mastro dentro dele.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente