Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: Sexo na lagoa do sítio

Sou urbano, não gosto muito de sítio, fazenda e interior. Mas por convite de um familiar que havia comprado um sítio, e insistindo para que todos fossemos para conhecer, lá fui eu com meus pais. Realmente um belo lugar, animais, uma lagoa enorme para pescar, bem afastada da casa, um pomar lindo. Fui apresentado para o filho do caseiro, um garoto novo, que me convidou para pescar ou andar a cavalo. Preferi pescar, pois, andar a cavalo requer experiência, o que não tenho.

Ele preparou o material para pesca e os caniços, e la fomos nós, uns 30 minutos andando a pé. Assim que chegamos ele preparou as varas de pesca, e ficamos um tempo sem conversar, até que ele comentou sobre a vida no sítio, as dificuldades, e isolamento que tinha. somente saía para estudar, mas o trabalho era duro. Pegamos alguns peixes e ele convidou a nadar na lagoa, não estou acostumado, sempre nado em piscina e na praia. Mas topei.

Quando percebi, ele tirou a bermuda a camiseta e ficou pelado, e se atirou na água, e gritou, venha, está muito gostoso. Tirei minha roupa e mergulhei. Dei umas braçadas mas não estava confortável, até que ele começou a brincar, jogar água no meu rosto e tentar uma lutinha. Percebi que esta sendo muito chato, e entrei na brincadeira, até que percebi que ele estava na realidade me encoxando, não era uma luta, era uma sacanagem dele.

Fingi não entender, até que percebi que ele estava com pau duro. Um moleque mais novo que eu de pau duro. Fiquei meio abobalhado, não sabia bem o que fazer. Saí da agua e fui deitar na beirada da lagoa, para me secar. Ele veio atrás. Assim que me deitei ele ficou ao meu lado e pegou no meu pau.

Ele estava de pau duro, eu fingia não perceber, mas seu corpo apesar de jovem era muito lindo, um pau não muito grande, com a cabeça encapada. Eu sorri quando vi, pois o meu desde muito jovem a cabeça fica exposta. Me masturbou, eu o abracei com carinho, era um jovem com toda sua sexualidade.

Flexionou minhas pernas e lambeu meu cu. Nossa que sensação, nunca tinha sentido alguém lambendo meu cu, adorei, segurei sua cabeça entre minhas pernas, por alguns instantes. Ele me empurrou de maneira que ficasse de barriga para baixo e brincou com sua língua faminta. Abria as pernas, flexionava o dorso para ficar empinado facilitando a sua fantasia.

Quando percebi que ele estava direcionando seu pau na minha bunda, fiquei com medo, nunca havia dado meu cu, não suporto dor, quis sair mas ele já estava montado encima de mim. Aos poucos sentia sendo penetrado, quando entrou a cabeça, doeu muito. Acho que sangrou, mas havia prazer também, relaxei e deixei que ele penetrasse, com vigor percebi que ele havia entrado inteiro, sentia os pentelhos na minha bunda. aos poucos ele gozou, senti o jato na minhas entranhas.

Fiquei por 7 dias no sitio, todos dos dias saiamos a cavalo, ou íamos pescar, mas sempre acabava com ele me comendo. Sinto falta dele, as vezes, sempre que posso volto até o sítio. Estou sempre esperando um feriado ou férias para voltar. Apesar de estar namorando um garota linda, não consigo me desvencilhar daquele moleque.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/sim



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente