Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: Pau de bebado eu sou o dono

Eu (Léo) tenho 21a , 1,70, 68kg branco, não é que dou pinta mas sou diferente e meu primo (Beto) tem 30a, 1,80 uns 90kg homem sarado já se insinuou para mim mas eu sempre neguei como é primo, na infância nos já tínhamos brincado mas so troca de punheta sarada estas coisas sem penetração com outro primos.

Aconteceu tudo numa festa de família ele bebeu muito e deitou num sofá que tem na garagem para dormir e passar a bebedeira como a garagem é independente da casa fica afastada e ninguém ia sair la foi o loca ideal.

Certa hora todos meio calmo e bebendo resolvi ver como o Beto estava, no que cheguei fui surpreendido com uma cena que me deixou sem saber o que fazer, ele estava deitado no sofá com uma perna caída e como o shorts dele era daqueles molinho estava sem cueca a ponta do pau dele aparecia, levei um susto imaginando o tamanho que deveria ser, salivei mas me contive por enquanto, tentei ajeitar ele colocando a perna para cima para ficar mais confortável e esconder aquilo que poderia vir alguém e ver, mas no que me virei ele deixou a perna cair novamente.

Ai fiquei sem ação e já cheio de tesão agora o pau veio mais pra fora e parecia meio duro, toquei com o dedo e o safado meio que sorriu mas dormindo e se mexeu, gelei o que estou fazendo ou o que não fiz ainda, toquei com mais vontade e apertei com a ponta dos dedos ele deu uma gemida e senti o pau endurecer.

Beto chamou pelo nome da noiva (Pati) sonhando eu acho, ai eu já não pensava mais em nada e fui em frente, segurei com mais vontade aquela geba enorme ele gemeu mais, me abaixei e dei uma lambida na cabeça, e continuei com os carinhos ate que escuto o Beto falar eu sabia que você ia ser minha putinha um dia, o filho da puta estava acordado. Segurou minha cabeça e fez eu engolir tudo acho que uns 20 a 23cm muito grosso, eu so tinha visto deste tamanho em vídeo ou filme pornô.

Parei de chupar aquele caralho tirei o shorts dele, fui la tranquei a porta da garagem por dentro e comecei a mamar o pau do beto as bolas, tudo, ele falava tanta coisa que já tinha enrabado a Pati pensando na minha bunda estas coisas para me deixar mais louco.

Ele com mais forte me pegou com força tirou minha roupa e falou agora vou comer este cu, falei calma sou virgem nunca dei para pica, so dedo e língua ele vai ser meu cabaço seu viadinho, a tempo queria te comer, vc sabe muito bem disso.

Deu uma linguada no meu cu que eu não sabia se gritava, chorava ou pedia para ele meter, mas o medo daquela pica enorme pensando vai me machucar.

Como não tinha nada para lubrificar ele falava vou salivar bastante para doer menos, mas vai doer sim. Me preparou, mamei muito também de encher a pica dele de saliva e me posicionei no sofá de quatro, ele morte a camiseta, quanto encostou aquela cabeça enorme e pincelou no meu rego comecei a gozar sozinho, ele viu e falou nossa que tesão atrasado esta em, falou lambuza bem teu cuzinho com tua porá sua vadia, lambuzei e ele começou a forçar, doeu muito, ardia aprecia que estava sendo operado.

Ele vou dar uma enfiada e paro par você acostumar seu viado, enfiou tudo de uma so vez, eu meio que desmaiei de tanta dor mas meu cu pulsava ele sentia vc é safado não fica parado quer que eu mexa, eu falei não deixa eu primeiro.

Comecei a mexer cm por cm ate que conseguia tirar quase toda aquela pica do meu cu e enfiava de novo e Beto começou a bombar cada vez mais, nossa que coisa deliciosa levar no rabo eu falava, doía conforme ele movimentava mas já o prazer cobria a dor, e quando comecei a sentir o pau dele engrossar ele falou vou gozar, nossa já tinha escutado isso mas não sabia que realmente podia sentir com o cu o pau engrossar antes de gozar.

Beto você quer lever o meu leitinho no rabo ou quer mamar, falei será o prêmio pela virgindade que você tirou goza no meu rabo vai meu macho, e começou a gemer e formar, eu senti umas três ejaculadas, esguicho forte que senti o gosto da porá dele na boca, e relaxei no sofá, ele ficou alguns minutos gemendo ate que tirou o pau que saiu pingando porá ainda e sujo de sangue e me mostrou olha teu cabaço aqui no meu pau, levei um susto, falei você me arrombou e agora o que vou fazer, Beto mama que é todo seu, passei a mão no meu rabo e realmente estava deflorado, sanguinho saiu, chupei tudo aquilo um gosto forte que nunca tinha sentido, porá com gosto cheiro de fezes mas suave sei la se era bom fazer mas gostei do que mamava.

Logo beto ficou de pau duro de novo e pedi deixa eu sentar no teu colo, ele vc vai aguentar sua putinha, sentei que foi entrando igual a brasa ardia muito mas foi tudo ate sentir os pelos dele tocar no meu rabo, cavalguei muito ate sentir que ele ia gozar novamente e me apresei para gozar junto, muito gostoso, meu cu estava dormente, foi um fim de semana que nunca vou esquecer.

Fazem uns 4 anos isso e ate hoje quando temos oportunidade o Beto agora já casado come meu rabo e sempre fala que meu rabo e mais gostoso que o da Pati e olha que ela é uma morena do rabo grande.

Depois conto como foi DP tenho meu consolo menor que o pau do Beto fizemos uma DP foi delicioso.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/podemos08



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente