Já é assinante?
Esqueci a senha

 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: Coroa bagualão chupador

Depois de um mês de Agosto bastante corrido, devido às imposições universitárias, o mês de Setembro parece que irá dar uma trégua.

Estava na Rodoviária de Porto Alegre, quando um coroa me aborda, pedindo informações:

- Por favor, podes me informar onde fica o hospital xxxx (omitido por questões de sigilo).

- Claro! Eu levo o senhor lá, não custa nada! Está no meu caminho mesmo!

Falando isso, fomos conversando até chegar ao seu destino. Ele me contou que seu nome era Feliciano, e que estava em tratamento mensal. Comecei a observar melhor aquele coroa: Do alto de seus 60 anos, possuía um belo bigode, bom para beijar (característica fronteiriça), uma barriga fofa e proeminente e uma bunda grande, desejosa por uma pica (depois eu pude comprovar), tudo bem ornado em uma bombacha volumosa e botas gaudérias.

Chegamos ao seu destino e ele, para agradecer, perguntou se eu não se importaria de ir tomar um café com ele. Respondi que sim, desde que fosse após as minhas vespertinas. Vi que ele não gostou muito, mas mesmo assim, anotou meu número e ficou de me ligar.

Fui para a minha aula, já desencansado e, para a minha surpresa, ele me ligou. Disse que deveria dormir em Porto Alegre, e perguntou se eu não gostaria de jantar com ele. Respondi que sim, mas precisava de um tempo para ir pra casa, trocar de roupa, tomar um banho e podermos nos encontrar. Após fazer tudo isso,nos encontramos de volta na rodoviária. Ele havia resolvido se hospedar ali perto, o que facilitaria a nossa locomoção.

Ao chegar no restaurante, ele explicou que era casado, com filhos e netos,mas sentia que estava faltando "algo"...

- Algo que o preenchesse bem dentro?-perguntei;

- Sim-Ele disse.

Após ele falar isso, meu pau endureceu, e e ele percebeu. Mais que depressa, ele passou a mão na minha calça, e, temendo que alguém nos visse, sugeri que terminássemos de jantar e fôssemos ao hotel. Mais que depressa, chegamos ao hotel e, no elevador, começamos a nos beijar. Sentir aquela língua grossa e aquele bigode espesso nos meus lábios quase me fez explodir de tesão, enquanto aquelas mãos grandes com dedos grossos procuravam sofregamente o meu pau.

Descemos do elevador e adentramos ao quarto, onde poderíamos dar vazão ao sentimentos. Estávamos a sós e, enfim, ele pode abrir a minha calça, começando a chupar. Primeiro, leve e delicado, e depois rápido e vigoroso, quase que me fazendo gozar. Confesso que foram 15 minutos incríveis, mas queria MT mais. Recomeçamos a nos beijar, e pude despi-lo e ver admirar o seu corpo.

E, realmente, era uma maravilha da natureza. Um corpo grande(1,80),parrudo(120kgs), resultado de lidas campeiras e trabalho presado, com tetinhas prontas para ser chupadas, uma bundona pronta para o divertimento e um cuzinho bem apertado. Seus pés, assim,como suas mãos, também eram grandes e grossos (tenho muito tesão em pés e mãos). Seu pau era médio, mas BEM grosso, com o saco grande. Queria poder curtir bem aquele macho, e nos encaminhamos ao chuveiro.

Assim, sim a brincadeira esquentou. Os beijos ficaram ainda mais ardentes, as chupadas mais gostosas, tudo isso com o calor da água quente e o sabonete. Antes que explodíssemos ali mesmo, nos secamos, fomos para a cama e, depois de preservativo e gel, comecei a brincar com aquele buraquinho.

Primeiro, passei a língua naquele cuzinho limpinho e cheiroso. Meu coroão só se arrepiava de prazer. Depois, coloquei gel e passei a colocar os dedos para, então, colocar a camisinha e empalar aquele urso polar.

Comecei bem devagar, para ele se acostumar. Ele só gemia e se deliciava de prazer. Quando vi que ele gostou do tamanho, pude bombar com vontade,enquanto eu batia uma punheta pra ele (tenho muito tesão nisso).

Ficamos assim por uma meia hora e, não aguentando, gozo dentro dele. Logo em seguida, ele também se acaba, despejando um 5 jatos de porra.

Descansamos um pouco, e depois eu o comi de frango assado, de 4, sempre beijando a sua boca deliciosa. Ao final de tudo isso, acabei adormecendo em seus braços, acordando no outro dia(e me atrasando para a aula-( ) Ele foi para a consulta, feliz e satisfeito, e ficou de me contatar quando vier a Poa de novo.

Caso haja algum COROA (mais de 48 ANOS), SAUDÁVEL, MACHO (NÃO CURTO AFEMINADOS), EDUCADO,ATENCIOSO, TAMBÉM DOTADO COMO EU (NÃO CURTO E NÃO QUERO KOROAS DE TICO PEQUENO), que GOSTE, QUEIRA E SAIBA DAR E CHUPAR, escreva-me.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/simcerittus



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente