Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: Marquinha de fio dental

Como de costume, eu estava nu na varanda do apartamento, por volta de umas 5h da manhã. Quando vejo um homem simples, nada especial, caminhando pela rua. Subo na cadeira e fico mostrando a bunda, rebolando igual a uma corista de programa de auditório. Ele fica pasmo com a cena e pede para entrar. Abro o portão e ele sobe no meu apartamento. Recepciono-o totalmente nu e digo a ele do meu desespero para levar um cacete no rabo.

Ele me compreende e diz que era excitante a situação, mas que eu tomasse cuidado com algum homofóbico eventual que pudesse existir na rua. Dado o conselho, ele me pede para tomar um banho, pois estava vindo do trabalho (ele é vigilante noturno). Mostro o banheiro para ele e, enquanto vejo uma toalha limpa no armário, esse homem tira a roupa, revelando um pinto mediano, mas bem duro e gostoso e seu saco bem pesadinho de deixar qualquer passivo louco.

Ele termina o banho e vem para a cama, eu já estava esperando de quatro, com o cuzinho piscando. Meu amigo anônimo, sem a menor cerimônia, me dá aquela dedada no rabo que me faz ver estrelas. Momentos depois, ele enfia a piroca na minha bunda, fazendo com que eu rebolasse até gozar com a pica dele enterrada no cu.

Após a foda, ficamos de papo, ele se apresentou, falou que era casado com filhos e que trabalhava à noite para sustentar a família, etc. Perguntei se ele não tinha tempo para lazer e ele me respondeu que só se aventurava com caras anônimos, pois a família é evangélica. Após esse relatório, convido-o para tomar café da manhã comigo e ele de pronto aceita. Comemos e ficamos nos conhecendo, quando de repente me surge a ideia de ir com ele a um parque aquático próximo à minha cidade, pois era dia da semana e eu me encontrava de férias do trabalho. Meu parceiro aceita o convite e vamos ao parque. O que ele não contava é que eu usaria uma tanga fio dental que eu possuo.

Chegando no parque, fizemos o check in e corremos para aproveitar o dia regado a cerveja e piscina. Quando me despi, ele ficou entusiasmado com o fio dental e ficou tomando conta de mim, me fazendo sentir como se eu fosse a amante dele. Passamos o dia falando amenidades e ele me passando bronzeador nas costas. Finalizado o dia, fomos explorar o parque e terminamos com uma sessão de fotos em vários ambientes (eu posando totalmente nu, é claro!). Após as fotos, ficamos namorando e demos aquela foda entre as árvores, ele metendo no meu rabo com força, apreciando a marquinha de fio dental que ficou na minha bunda, após o dia de sol.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/Nordeste



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente