Já é assinante?
Esqueci a senha

 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: Entregador de jornais

Indo trabalhar em pleno feriado notava-se as ruas da cidade com pouco movimento de carros e pessoas. Ruas desertas quase que abandonadas assim era esse dia de feriado. Já estava quase chegando ao meu destino quando passou por mim um motoqueiro desses que entregam jornais. Troca de olhares rápido e olhando novamente para trás percebo que me observava pelo retrovisor.

Continuei olhando para trás até que o vi descer da moto e ficar observando de longe. Achei que fosse entregar algum jornal ou havia algum problema com a sua moto. Então continuei indo ao meu destino e para minha surpresa o mesmo motoqueiro estava parado na esquina da rua a qual eu iria passar.

Com olhar fixo para mim ele desceu da moto se espreguiçou deixando a mostra o volume na calça. Observei aquilo deixando o medo e o tesão tomar conta do meu corpo. Continuei andando e olhando para trás onde o vi pegando em seu volume. Parei e fiquei mexendo no celular mas olhando para ele lá oferecendo seu volume para mim. Peguei eu meu pau já duro deixando a entender que eu também estava curtindo aquela troca de olhares.

Ele então monta na moto e para próximo a mim, desce da moto e vai até o poste como se fosse mijar ali. Fiquei na esquina e de lá deu pra ver a rola dele dura saindo de dentro de sua calça. Fiz um gesto para que fossemos para uma rua sem saída, só que para minha infelicidade vejo pessoas trabalhando em uma obra então voltei para a mesma rua onde estava e segui em direção a uma curva que a mesma fazia, o chamando para me seguir. Sentei no passeio enquanto ele vinha ao meu encontro, para a moto e senta ao meu lado exibindo o volume na calça. Levei a mão com vontade naquele volume sentindo a pica pulsar em minha mão.

Abriu o zíper e colocou para fora aquela piroca já dura feito pedra. Não era grande mas estava pronta para ser mamada. Detalhe, o entregador de jornal alem de casado não usava cueca, macho estilo largado. Isso muito me excita quando vejo um macho assim. Ficamos ali no medo e na tensão de fazer alguma coisa. Não resisti e falei com ele para ficar observando se viria alguém e cai de boca na sua rola.

Engoli ela toda a encostar a cara em seus pentelhos. Chupei e suguei com força a cabeça de sua rola. Gemendo gostoso ele me oferecia ali mesmo na rua sua rola dura e sedenta. Depois de mamar sua rola resolvemos não continuar porque poderíamos ser pegos com as calças mão. Trocamos contato para um possível encontro mas fica o tesão desse momento rápido e gostoso.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/Sim



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente