Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: Encoxadas multiplas

Há cerca de um ano mudei de emprego e agora trabalho numa grande empresa que tem os escritórios na zona sul de São Paulo, perto de uma estação de Metro, desde então abandonei o uso do carro agora só vou trabalhar de Metro, muito mais prático. Só um senão, eu uso nos horários de pico, sempre está lotado, as vezes lotadíssimo. Já vi acontecerem uns casos de caras encoxarem mulheres, e a maioria desses casos acaba mal para o encoxador.

Mas caso como o que aconteceu comigo nunca tinha visto.

Peguei o Metro, como todo dia, e saindo da área das portas fui para o corredor e me posicionei respeitosamente atrás de um rapaz. Digo rapaz pois já tenho mais de trinta anos e ele parecia ter uns vinte e pouquinhos. De repente alguém passou por mim para descer me empurrando de encontro à ele, eu imediatamente pedi desculpas, ao que ele respondeu:

- Não tem importância, é assim mesmo.

Pensei: "como não tem importância? será que ele gostou?", então deixei meu corpo colado no dele, que pareceu não se importar, até deu uma mexidinha parecendo procurar meu pinto para encaixar no seu reguinho, mas meu pinto ainda estava mole. Bem, na estação seguinte entrou um monte de gente e aconteceu o mesmo comigo. Um cara, mais velho, se posicionou respeitosamente atrás de mim, até quando o trem se movimentou, ai ele se desequilibrou e encostou todinho em mim. Não é que não gostei, só fiquei surpreso. Eu sou meio bissexual pois ainda faço sexo com minha esposa e gosto de mulheres, mas trago uma herança dos tempos da infância quando fazia troca-troca com a molecada da rua: gosto de sair de vez em quando com outro homem, na maioria das vezes eu como, mas vez ou outra faço troca-troca novamente.

Bem, logo que ele colou em mim dei uma mexida para mostrar que não estava gostando e não estava afim. Acho que ele entendeu exatamente o contrário e colou ainda mais, e eu já comecei a sentir seu pau ficando duro. Nisso o rapaz da minha frente, acho, entendeu que eu estava me encaixando melhor nele e forçou a bunda para trás, deu uma olhada para trás e sorriu para mim, acho que nessa ele até percebeu que tinha o coroa me encoxando também. Ai eu não aguentei mais, meu pau num reguinho na frente e um pau no meu reguinho atrás! Meu pinto ficou duro num instante. Foram muitas estações assim, e eu de vez em quando dava uma reboladinha no pau do cara atrás e o da frente pensava que era nele que eu estava esfregando, olhava para trás e sorria, eu já não aguentava mais de tesão, uma hora o senhor de trás passou o braço pela minha cintura e me puxou forte para junto dele, acho que ia gozar, ai eu não aguentei mais e gozei na cueca, era muita porra, o tesão tinha sido muito, senti começar a escorrer pelas pernas. Acho que naquela hora ele também gozou pois logo me soltou.

Por sorte minha estação chegou e me posicionei para descer, ai que veio a surpresa, os dois desceram na mesma estação e ficamos os três ali nos entreolhando e sem ação, mas parados, até que o povo todo se dispersou, ai o garoto tomou a iniciativa e disse:

- Meu nome é Oscar, muito prazer.

- Prazer, o meu é Flavio.

- O meu é Armando. - disse o senhor.

O rapaz mais afoito disse:

- Gente, essa experiência foi maravilhosa, podíamos terminar agora num hotelzinho que tem aqui perto.

Como eu não podia, tinha horário no dentista perto de casa, disse:

- Puxa, seria ótimo, mas hoje não posso, tenho um compromisso assim que chegar em casa.

- Eu posso, quer ir comigo? - disse o senhor.

- Eu gostaria de irmos os três, mas topo sim, vamos lá então.

Fiquei chateado e frustrado, mas quando eles já iam saindo me lembrei que não podia perder contato, e disse:

- Olhem, fiquem com meu cartão, vamos ver se na semana que vem acertamos um novo encontro.

Eles olharam o cartão, guardaram, saíram e eu fiquei ali todo melado e frustrado por não poder ir junto também.

Tive que tomar um banho antes de ir ao dentista...

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/coroapassiv



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente