Já é assinante?
Esqueci a senha
 Contos Eróticos

Quer receber contos eróticos diariamente no seu email? É grátis!

Sexo Anonimo: Eu e meus cinco vigilantes

Sou casado com mulher mas ela nem sonha que gosto de uma boa sacanagem com machos, sou passivo gosto de mamar uma rola grande e grossa. Ai um belo dia de sábado dei um olé na mulher e marquei com um carinha que era vigilante num órgão do governo do DF. Ele estava de serviço e disse que podia me receber lá no serviço dele.

Chegando lá perguntei na portaria se era o Francisco e o vigilante que estava lá falou que o Francisco estava no prédio mais afastado mas que eu podia entrar, fiquei cismado mas fui e o encontrei. Ele mandou eu entrar no prédio e ai começamos a conversar. Dai ele veio em minha direção e falando: "Olha só como ta duro meu pau! Só de ver você." E já foi baixando a calça. Ai vi uma cueca preta com um volume bem razoável e já foi ordenando que eu mamasse. Não tive dúvidas e cai de boca. Muito entretido mamando aquele pau quando olhei vi que tinha gente assistindo tudo. Eram mais três vigilantes e já estavam tudo se masturbando. Ai ele disse: "Você vai mamar os quatro!".

Já foram se aproximando e fiquei louco de tesão porque nunca tinha acontecido uma dessas. Entrei no embalo e mamei os quatro, dai o Francisco botou uma camisinha e mandou eu virar meu rabo pra ele. Assim o fiz! E ele meteu no meu cu sem dó enquanto eu mamava outro e punhetava os outros dois. Ficamos num revezamento louco. Ganhei pica demais no cu. Gozei demais! Meu cu estava todo relaxado e ardendo foi quando escutamos um barulho de rádio comunicação. Era o supervisor deles que chegou disse: por isso que chamo no radio e ninguém responde. Tão é fudendo uma putinha! humm e é gostosa! Tem uma bundinha gostosa! Ele era um negro forte careca e quando disse isso eu olhei para mala dele e vi que era avantajada e pensei... Já me fodi mesmo mais um não vai fazer diferença.

Ele desceu a calça e a cueca e quando vi... Uau! Que cacete... E eu que sou louco por pau grande cai de boca e quase nem cabia na minha boca. Mamei, babei e implorei: Soca no meu cu esse pau! O colega dele entregou uma camisinha que ficou apertada no pau mas ele veio e me pegou de quatro e enterrou tudo de uma vez que eu chorei na hora e ele sem dó me estocava. Ai fui relaxando... Dai então em pouco tempo eu já estava era pedindo: Fode esse meu cu! E gozei de novo feito um louco... Todo me tremendo de tanto esforço!

Foi ai que eles disseram: Vamos dar um banho de porra nele. Dai vieram os cinco punhetando os cacetes e eu deitando em um colchonete olhando aqueles cinco paus duros. Foi quando começaram derramar os jatos de leite em cima de mim. Era tanta porra que parecia que tinha derramado um pote de creme em cima de mim. Ai fiquei só me massageando com a porra deles. Foi ótimo! Dai o supervisor deles disse: "Vai tomar banho e some que os vigilantes precisam trabalhar".

Tomei o banho e fui embora. Mas já quero outra dessa! Se rolar conto aqui pra vocês.

Entre em contato com o autor: http://disponivel.com/chicoberiba



COMPARTILHE ESSA HISTÓRIA COM SEUS AMIGOS

Deixe seu comentário, o autor do conto será avisado!
Não é permitido informar telefone, email ou outras formas de contato. Apenas para fazer comentários sobre o conto!

Seu email (não será divulgado)


Seu comentário

Aceito receber contos eróticos no meu email gratuitamente